Categoria: Segurança

Mourão assegura R$ 90 milhões para investir na Segurança do RN

Mourão assegura R$ 90 milhões para investir na Segurança do RN

Presidente em Exercício da República, o General Mourão conheceu na manhã desta segunda-feira (16), também no prédio da Escola de Governo, onde tomou café da manhã com a governadora Fátima Bezerra, o Centro Integrado de Monitoramento da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte.

Na oportunidade, destacou que o Governo Federal investiu R$ 90 milhões para compra de equipamentos e investimento em tecnologia na Segurança Pública do RN.

Em Natal, Mourão participa do Encontro Econômico Brasil-Alemanha, visita um Laboratório da UFRN e depois vai a São Gonçalo do Amarante, para conhecer o Monumento dos Mártires.

Grande Ponto

Plano de Segurança Pública do RN será enviado para AL no segundo semestre

Plano de Segurança Pública do RN será enviado para AL no segundo semestre

O presidente da FIERN, Amaro Sales, recebeu, hoje (1º de julho), da governadora Fátima Bezerra e do vice Antenor Roberto as diretrizes do “Plano Estadual de Segurança Pública do Rio Grande do Norte”, durante reunião na Casa da Indústria. O documento reúne as diretrizes da proposta do “SUSP” e será o norteador das discussões em torno da Segurança Pública do Estado.

A governadora anunciou que o vice governador Antenor Roberto é o coordenador do plano. “São muitos desafios para enfrentar e temos que definir quais as nossas percepções”, disse Fátima. O plano passará por debates antes de ser encaminhado, ainda no segundo semestre, para Assembleia Legislativa.

Amaro Sales agradeceu e informou que encaminhará a proposta para debate junto a classe industrial do Estado.

Também estavam presentes os diretores executivos da FIERN, Roberto Serquiz, Heyder Dantas e José Nóbrega; o chefe da Casa Civil, Raimundo Alves; o vice presidente do Sinduscon/RN, Marcos Aguiar e o secretário do estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (Cehab), Pablo Thiago Lins.

Grande Ponto

Reunião termina sem acordo e PMs mantém paralisação para o dia 17

José Aldenir / Agora RN

A reunião entre o Governo do Estado e os líderes das associações militares que ocorreu na tarde desta quarta-feira, 5, para negociar as reivindicações da categoria terminou sem acordo. O resultado faz com que a paralisação agendada para o próximo dia 17 de junho seja mantida.

Segundo o subtenente Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), o déficit salarial dos militares atualmente chega a 60,49% e a categoria não recebe ao menos a reposição inflacionária há cinco anos.

Além disto, os militares do RN possuem o pior salário inicial da Federação na carreira policial, e uma diferença extrema entre as demais forças de segurança.

“Os índices de violência têm diminuído em todo o RN, vemos isto sendo noticiado pelos institutos de pesquisa, jornais e até mesmo pelo próprio Governo. Este resultado se dá graças ao sacrifício e abnegação dos militares estaduais, que merecem uma contrapartida do Governo pelo seu bom trabalho”, argumenta o subtenente.

No geral, a pauta das reivindicações dos militares inclui o pagamento das folhas em atraso; pagamento das promoções já efetivadas (abril, agosto e dezembro de 2018); efetivação das promoções referente a 21 de abril; e atualização dos níveis remuneratórios.

Agora RN

Senadora Zenaide apresenta PEC para garantir recursos para a Segurança Pública

Senadora Zenaide apresenta PEC para garantir recursos para a Segurança Pública

A senadora Zenaide (PROS/RN) apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) tornando obrigatória a aplicação, pelo Governo Federal, de pelo menos 2,5% do orçamento da União para o SUSP – Sistema Único de Segurança Pública que integra ações preventivas e repressivas de segurança inclusive nos estados e municípios.

“Nós precisamos sair do discurso para a prática. Não basta dizer que segurança é prioridade, precisamos fazer isso virar realidade. Ninguém aguenta mais conviver com tanta violência, com tanta insegurança, com tantas mortes. Os cidadãos de bem vivem assustados, amedrontados, tendo que mudar sua rotina de vida. Além do que tem de mais grave, como os assaltos, os latrocínios, a cooptação dos jovens para as drogas, a falta de segurança gera desemprego em diversos setores. Acaba com nosso turismo, destrói a imagem do nosso país, leva negócios à falência, impede outros de serem abertos e com isso a falta de oportunidades de trabalho só aumenta”, destacou a senadora.

Ela afirmou ainda que “a segurança é um direito que impacta outros direitos fundamentais – à vida, à liberdade de ir e vir, ao trabalho e à paz. O que é mais urgente e mais prioritário do que isso? Sem recursos, sem salários dignos, sem equipamento e sem tecnologia nossas forças de segurança ficam de mãos atadas. Temos que garantir condições para que estados, municípios e a união possam cumprir o seu papel. Assegurar a ordem e a paz para a população. Tanto com ações preventivas quanto com o combate firme, agindo de forma integrada. O problema é nacional”, ressaltou.

O texto acrescenta parágrafo ao artigo 144 da Constituição Federal determinando que o percentual de 2,5% das receitas correntes líquidas do Governo Federal sejam obrigatoriamente transferidos para o SUSP para investimento no combate à violência em todo o país, algo que se dará de forma gradativa pelos próximos 5 anos. No primeiro ano o percentual será de 1%, incrementando-se 0,5 pontos percentuais a cada exercício até atingir o percentual de 2,5% no quinto ano, permanecendo esse percentual a partir de então, o que corresponde ao valor aproximado a R$ 25 bilhões anuais.

Segundo o Portal da Transparência, o percentual aplicado atualmente pelo Governo Federal em segurança pública não chega a 0,4% do orçamento, algo insignificante diante da situação da violência do país, considerada um dos maiores problemas enfrentados pela população.

As outras políticas públicas de alta prioridade já contam com percentuais mínimos assegurados desde a Constituição de 1988. A Segurança não tem, até agora, nenhum percentual assegurado na Carta Magna.

Gustavo Carvalho solicita aumento de efetivo policial e aquisição de armamento para a delegacia de São Tomé

Em requerimento enviado ao Governo do RN e ao Secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Coronel Araújo, o deputado estadual Gustavo Carvalho solicitou aumento do efetivo policial e aquisição de armamento para a delegacia do município de São Tomé.

“O policiamento de São Tomé está trabalhando com um déficit de policiais, visto que com um contingente populacional de mais de 15 mil habitantes poucos homens cuidam da segurança de todo município. A estrutura de segurança local também carece de armamento adequados para a realização das ações necessárias para garantir a segurança pública do município”, disse Gustavo.

MAIS “REFORÇO” PARA O RN: Ceará transfere mais 15 presos para Penitenciária Federal em Mossoró

Mais 15 presos do sistema penal do Ceará foram transferidos na madrugada desta sexta-feira(11) para o Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A operação, concluída às 6h30 da manhã, contou com a participação de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de equipes do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e do governo do estado.

Para garantir a segurança de passageiros, ônibus circulam em Fortaleza com o apoio de militares armados (Arquivo/José Cruz/Agência Brasil)

De acordo com o Ministério da Justiça, foram removidos até o momento 35 detentos. Na quarta-feira (9), 20 haviam sido levados para Mossoró. De lá, eles poderão ser distribuídos para outros presídios federais localizados em outros estados.

Novos ataques

A noite de ontem em Fortaleza foi de novos ataques. Uma bomba explodiu no viaduto da Rua Dr. Joaquim Bento, no trecho que passa pela Avenida Washington Soares, na região de Messejana.

Policiais militares e uma equipe do Corpo de Bombeiros estiveram no local. Eles verificaram que havia mais um artefato explosivo e isolaram o local até a chegada do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Quase ao mesmo tempo, no viaduto localizado no Conjunto Esperança, a polícia encontrou explosivos que não chegaram a ser detonados.

Na atualização divulgada ontem (10), a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social contabiliza 287 suspeitos presos ou apreendidos em razão da onda de ataques no estado.

Os ataques, promovidos por facções criminosas, tiveram início na semana passada e deixaram em alerta todo o estado.

Prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma por grupos criminosos.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará disponibilizou o número 181, o Disque Denúncia do órgão, e um número de WhatsApp (98969-0182) para receber denúncias de atos criminosas ou atitudes suspeitas.

Isto É, com Agência Brasil

Bolsonaro alega risco e determina que PF amplie segurança de Moro

O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta terça-feira (8) que a Polícia Federal tome providências para ampliar a segurança pessoal do ministro Sergio Moro (Justiça).

A informação consta em despacho assinado por Bolsonaro e publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

“Diante de informações sobre situações de risco decorrentes do exercício do cargo de titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública, determino à Polícia Federal providências no sentido de garantir, diretamente ou por meio de articulação com os órgãos de segurança pública dos entes federativos, a segurança pessoal do Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública e de seus familiares”, diz o texto.

À época em que atuava como juiz da 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, Moro já teve sua segurança reforçada pela PF após sofrer ameaças pelas redes sociais.

Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro se comparou ao então juiz para justificar que não poderia ir aos debates presidenciais.

Por diversas vezes, ele disse que Moro havia se tornado prisioneiro por atuar como magistrado que mandou prender políticos e empresários no âmbito da Lava Jato.

“Eu não pertenço mais a mim mesmo. Hoje em dia eu e o Sergio Moro [juiz federal responsável pela Operação Lava Jato] não temos mais liberdade no Brasil. Nós não podemos ir a uma padaria comprar um pão, ir à praia com nossos filhos, perdemos completamente a liberdade. É um jogo de poder. A esquerda fará tudo para me tirar de combate”, afirmou o presidente em outubro, durante a campanha.

FOLHAPRESS

Novos secretários de Segurança do RN tomam posse

Com vasta experiência e atuação na área, o coronel Francisco Canindé de Araújo Silva e o delegado Osmir de Oliveira Monte foram empossados, nesta quarta-feira (2), respectivamente, como secretário e secretário-adjunto da Segurança do Rio Grande do Norte.

Aos 54 anos, coronel Francisco Araújo faz parte do quadro da Reserva da Polícia Militar. Natural de São Bento do Trairi/RN, integrou a Operação de Manutenção de Paz das Nações Unidas em Moçambique – ONUMOZ no ano de 1994, participou do Planejamento e Execução das Atividades de Segurança dos Jogos da Copa da FIFA – 2014, foi comandante-geral da Polícia Militar e Presidente do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, para a Região Nordeste, de 2010 a 2014. Antes de assumir a titularidade da Sesed, exercia a chefia do Gabinete de Segurança Institucional da Assembleia Legislativa.

Ele é graduado em Segurança Pública na Polícia Militar de Pernambuco; licenciado em Administração Superior e Graduado em Ciências Policiais nos Carabineiros do Chile; licenciado em Letras pela UFRN; pós-graduado em Ciência Política pela Universidade do Chile; especialista em Segurança Pública e Cidadania pela UERN; especialista em Analise Internacional pela UFRJ; e especialista em Gestão Pública pela Escola da Assembleia Legislativa.

Também é possuidor do Curso de Infantaria no Exército Brasileiro – NPOR; do Curso de Observador Policial para Missões de Paz das Nações Unidas no Corpo Nacional de Polícia na Espanha; e do Curso Superior de Inteligência Estratégica na Escola Superior de Guerra.

Secretário-adjunto

Nomeado delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Norte em 1985, Osmir de Oliveira foi titular, em Natal, das seguintes delegacias: 4ª, 6ª, 7ª, 8ª, 10ª, 11ª, 12ª e 13ª. Além disso, já exerceu exerceu os cargos de diretor da Diretoria de Polícia do interior, diretor de Polícia de Natal e Grande Natal, diretor de ensino da Academia de Polícia Civil e respondeu interinamente pela Delegacia Geral de Polícia Civil.

Também teve atuação na Delegacia Especializada em Defesa do Patrimônio Público e da Delegacia de Furtos e Roubos, Tóxico e Menores em Mossoró.

AGORA VAI: Fátima anuncia especialista em segurança para equipe de transição

Após criticas da imprensa a futura governadora Fátima Bezerra anunciou nesta segunda o nome para equipe de transição especialista em segurança. Agora vai….

Por AGORA RN

O cientista e coordenador do Observatório de Violência Letal-Intencional do Rio Grande do Norte (OBVIO), Ivênio Hermes, aceitou o convite da governadora eleita Fátima Bezerra (PT) e passará a integrar a equipe de transição da petista. Ivênio realiza há anos um levantamento das mortes violentas ocorridas no Estado e é considerado referência em segurança pública. O “sim” para o convite de Fátima foi dado nesta segunda-feira, 12.

“A governadora fez esse convite para mim há alguns dias, mas como tive um problema de coluna, acabei precisando adiar o aceite para que não prejudicasse os trabalhos gerais da equipe de transição. Hoje (segunda, 12), ela reiterou o convite e desta vez pude aceitar. Estou melhorando aos poucos e, na quarta-feira, 14, vou reunir com ela para assumir os trabalhos”, confirmou Ivênio ao Agora RN.

De acordo com o cientista, boa parte do plano de governo de Fátima voltado para a área da segurança pública tem sugestões suas, como a valorização dos profissionais do setor e a integração da Secretaria de Segurança Pública (Sesed) com a de Justiça e Cidadania (Sejuc). “São pastas que precisam trabalhar de forma alinhada para que possam construir políticas que dêem resultado a longo prazo. Tudo que a gente contribuiu para colocar no plano vamos batalhar para pôr em prática na nova gestão”, completou Hermes.

A chegada oficial de Ivênio na equipe de transição de Fátima Bezerra supre uma lacuna que o grupo tinha na área. Especialista em Gestão e Políticas de Segurança Pública, Ivênio também acumula no currículo a coordenação de diversas operações de segurança em estados como Rio de Janeiro, Pará, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul. No Governo Robinson Faria (PDT), esteve a frente do setor de estatísticas ao longo do primeiro semestre de 2015.

Em audiência com Ministro da Segurança Pública, Deputado Felipe Maia garante liberação de R$ 80 milhões para investimentos em segurança pública no RN

Nesta terça-feira (14) o coordenador da bancada federal do Rio Grande do Norte, deputado federal Felipe Maia (DEM), esteve com o Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, para solicitar a liberação de repasse de R$ 80 milhões para investimentos na área na segurança pública do Rio Grande do Norte. De acordo com o parlamentar, os recursos financeiros já estão assegurados para o repasse, pelo Governo Federal, mas precisam ser solicitados, pelo Governo do RN, via Sistema de Convênios(Siconv) para incluir as demandas que englobam esse valor.

“O ministro informou que o recurso já está disponível, porém não pode ser liberado antes do período eleitoral. Mas, a solicitação via Siconv já deve ser feita para o repasse seja feito logo após as eleições, ou seja, até o final do ano o pleito será atendido”, comemorou o parlamentar.

No encontro, o parlamentar entregou um ofício do Governo do Rio Grande do Norte, com o Plano de Trabalho elaborado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, que pontua as principais demandas para implantação de políticas públicas de segurança e equipamentos necessários para a melhora do trabalho executado pelos profissionais da área.

“O orçamento solicitado será para viabilizar parte dos projetos, ações e aquisição de equipamentos que foram traçados pela Secretaria. Como coordenador da bancada potiguar fiz questão de entregar ao Ministro esse documento que elenca o plano estratégico para a segurança do nosso estado. Fiquei muito feliz em saber que os recursos serão liberados em breve. A bancada ficará atenta a esse repasse, pois sabemos que esta é uma demanda urgente para o RN”, afirmou Felipe Maia.

Open chat