Categoria: RN

PESQUISA CONSULT/98FM/BLOGDOBG PRESIDENTE ESPONTÂNEA: Haddad tem 26,59%, Bolsonaro, 19,59% e Ciro, 10%

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, tem 26,59% da preferência do eleitorado potiguar em levantamento espontâneo, indica pesquisa Consult.

Depois dele, o capitão Jair Bolsonaro é lembrado por 19,59%, e Ciro Gomes detém a preferência de 10%.

Geraldo Alckimin e Marina Silva foram lembrados respectivamente por 1,65% e 1,41%. Os demais não pontuaram acima de um ponto percentual.

Nulos e nenhum são 14% e 24,88% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa foi realizada de entre os dias 26 e 29 de setembro, com 1.700 entrevistas, em todas as 12 regiões do Estado. Sua margem de erro é 2,3% e o intervalo de confiança de 95%, o que significa que a cada 100 resultados, 95 deles estarão dentro da margem de erro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os protocolos RN-06487/2018 e BR-05180/2018.

PESQUISA CONSULT/98FM/BLOGDOBG PRESIDENTE ESTIMULADA: Haddad tem 33,12%, Bolsonaro, 22,94% e Ciro, 13,53%

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, lidera entre os potiguares com 33,12%, indica levantamento estimulado da Consult.

O capitão Jair Bolsonaro, do PSL, é o segundo na preferência, com 22,94%. Depois dele, Ciro Gomes tem 13,53%.

Geraldo Alckmin (2,41%), Marina Silva (2,29%) e João Amoedo (1%) terminam a lista dos que pontuaram acima de um ponto percentual.

Nulos e nenhum são 13,88% e 9,59% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa foi realizada de entre os dias 26 e 29 de setembro, com 1.700 entrevistas, em todas as 12 regiões do Estado. Sua margem de erro é 2,3% e o intervalo de confiança de 95%, o que significa que a cada 100 resultados, 95 deles estarão dentro da margem de erro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os protocolos RN-06487/2018 e BR-05180/2018.

Styvenson e Geraldo Melo lideram disputa para o Senado, aponta pesquisa

José Aldenir / Agora RN

Levantamento da Perfil Pesquisas encomendado pelo Agora RN mostra que, a cinco dias da eleição, Styvenson Valentim (Rede) e Geraldo Melo (PSDB) lideram as intenções de voto para o Senado no Rio Grande do Norte. Considerando as duas lembranças do eleitor – já que dois senadores serão eleitos este ano –, Styvenson tem 25,5%, enquanto Geraldo aparece com 23,93% da preferência do eleitorado.

A pesquisa ouviu 1,4 mil eleitores entre os dias 28 e 30 de setembro em 57 municípios de 12 regiões do Estado. A margem de erro é de 2,61% para mais ou menos, com intervalo de confiança de 95%. O levantamento está registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-05433/2018.

De acordo com a pesquisa estimulada – quando os nomes dos candidatos são apresentados ao entrevistado –, há um empate técnico entre os quatro primeiros colocados, sobretudo na briga pela segunda posição. Enquanto Styvenson tem 25,5% e Geraldo, 23,93%; Garibaldi Alves Filho (MDB) tem 23,71%; e Zenaide Maia (PHS), 23,29%.

Na sequência, aparecem Antônio Jácome (Podemos), com 6,29%; seguido de Magnólia Figueiredo (Solidariedade), com 3,71%; Alexandre Motta (PT), com 3,43%; Laílson de Almeida (PSOL), com 0,64%; Jurandir Marinho (PRTB), Joanílson de Paula Rêgo (Democracia Cristã), Telma Gurgel (PSOL) e Levi Costa (PRTB), com 0,5% cada; Ana Célia Siqueira (PSTU), com 0,36%; João Morais (PSTU), com 0,29%; e João Napoleão (Rede), com 0,21%.

Quase metade dos entrevistados (47,14%) se diz indecisa, enquanto 39,5% dos eleitores pretendem votar em branco ou anular o voto.

Na pesquisa espontânea – quando os entrevistados podem citar qualquer nome –, o resultado é um pouco diferente. Styvenson continua na frente, com 18,79% das intenções de voto, seguido de perto por Zenaide (17,43%), Garibaldi (15,71%) e Geraldo Melo (15,21%). Na sequência, aparecem Jácome (4%); Alexandre Motta (2,57%); Magnólia (2,21%); Levi Costa (0,36%); Jurandir Marinho (0,21%); Napoleão (0,14%); e Laílson, João Morais, Telma Gurgel e Ana Célia – cada um com 0,07%. Joanílson não pontuou. Outros nomes foram citados por 0,36%.

86,29% dos eleitores se dizem indecisos na pesquisa espontânea, enquanto 36,43% afirmaram que votarão em branco ou pretendem anular.

Agora RN

Fátima afirma que finalizará campanha “sem ataques e provocações”

José Aldenir / Agora RN

A candidata ao Governo do RN, Fátima Bezerra (PT) afirmou que irá terminar sua campanha eleitoral sem atacar seus adversários no pleito, ou mesmo reagir a “provocações”.

“Vamos seguir a reta final desta campanha do mesmo jeito, sem ataques, sem reagir a provocações de adversários. Vamos fazer uma campanha limpa e de muita alegria”, disse a petista nas redes sociais.

Na tarde deste domingo, 30, Fátima realizou mais uma caminhada de sua campanha em Natal, desta vez partindo do Ponto 7, na Avenida Engenheiro Roberto Freire, em Capim Macio.

Agora RN

Suplente de Cícero Martins na Câmara Municipal de Natal, Lilico Bezerra realiza reuniões em todo o estado

O ex vereador de Tangará, e com grandes chances de ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de Natal, Lilico Bezerra se empenha na campanha do candidato deputado Estadual pelo PSL/RN Cícero Martins.

O jovem político tem experiência na área e admite que o candidato Cícero Martins têm chances de ganhar o pleito no dia 7 de outubro. “Cícero Martins desempenha um papel fundamental para cidade do Natal e tem potencial para estender para todo o estado. Aposto em sua candidatura e paralelo a isso ocupo sua cadeira no Legislativo Municipal”, comenta Lilico.

Em toda campanha, Lilico Bezerra se reuniu com lideranças, amigos e militantes do parlamentar Cícero Martins. Ao todo realiza cerca de reuniões e visitas para apresentar as propostas do candidato a deputado Estadual.

MP Eleitoral realiza operação para combater compra de votos em Ceará-Mirim

O Ministério Público Eleitoral, através da Promotoria de Justiça com atuação junto à 6ª Zona Eleitoral, deflagrou na manhã desta sexta-feira (28) a operação Cabresto em Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal. O objetivo é apurar corrupção eleitoral. O processo segue em segredo de Justiça.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em locais onde supostamente estaria havendo suporte a ações de compra de votos. A ação teve apoio da Polícia Militar. Participam da operação Cabresto três promotores de Justiça e 20 policiais militares, além de servidores do Ministério Público.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) reforça que está atento e atuante em todo o Estado para combater a corrupção neste período de campanha para garantir que haja eleições limpas. Qualquer cidadão pode denunciar suspeita de fraude eleitoral através do Disque Denúncia 127 do MPRN. A identidade será preservada.

Pardal
O cidadão também pode fazer a denúncia de infração durante as campanhas eleitorais pelo aplicativo Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral para uso gratuito em smartphones e tablets. A ferramenta possibilita que os eleitores atuem como fiscais da eleição e importantes atores no combate à corrupção eleitoral. O aplicativo já está disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

O Pardal pode ser utilizado para noticiar diversos tipos de infrações eleitorais, como as relativas à propaganda eleitoral, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. Além do aplicativo móvel, o Pardal tem uma interface web, que será disponibilizada nos sites dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para envio e acompanhamento das notícias de irregularidades.

Nas denúncias feitas por meio do Pardal, deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança.

MPRN

“Eleição de Zenaide, João, Mada e Terezinha traria nova oligarquia”, diz Carlos Alberto

Da esquerda para direita, Zenaide (PHS); João Maia (PR); Mada (PT) e Terezinha Maia (PR). (Foto: José Aldenir / Agora RN / Instagram)

O professor Carlos Alberto (PSOL), candidato ao governo, analisou o quadro eleitoral estadual e avaliou que há a possibilidade de uma nova oligarquia surgir na política do RN. Com a candidatura de Zenaide Maia (PHS) ao Senado Federal; de João Maia (PR) à Câmara dos Deputados; de Terezinha Maia (PR) à Assembleia Legislativa e de Mada Maia (PT), também à Assembleia, Carlos Alberto acredita que uma nova família pode surgir na intenção de monopolizar o Estado.

“As possíveis eleições de Zenaide, João, Terezinha e Mada Maia, que são candidatos neste ano, vão na contramão da história, ao fazer a surgir no Rio Grande do Norte, mais uma oligarquia – a oligarquia Maia”, disse o candidato do PSOL.

O professor Carlos Alberto defende que o eleitorado potiguar precisa votar conscientemente para não dar novas chances a famílias como os Maia e os Alves, uma vez que acredita que estas oligarquias não trouxeram progresso ao Rio Grande do Norte.

Histórico

João Maia foi vice de Henrique Alves (MDB) em 2014, em sua tentativa de chegar ao Governo do RN, quando foi derrotado por Robinson Faria (PSD). Na época, Maia deixou de disputar a reeleição à Câmara dos Deputados para se dedicar à campanha de Henrique, indicando, em seu lugar, sua irmã, Zenaide.

Com Zenaide tentando uma das duas cadeiras potiguares no Senado Federal, João Maia trabalha tanto para conseguir a eleição da irmã, quanto para retornar à Câmara neste ano, ao se candidatar a deputado federal. Mada Maia, que é filha de Zenaide, também participa das articulações, assim como Terezinha Maia, esposa do atual prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio (PR), que sucedeu Jaime Calado (PMB), marido de Zenaide, na Prefeitura de São Gonçalo.

Mais de 216 mil títulos foram cancelados por falta de biometria no RN

O cancelamento de título de eleitores que não realizaram o cadastramento biométrico obrigatório foi mantido pelo Supremo Tribunal Federal em votação realizada na última quarta-feira, 26. No Rio Grande do Norte, 216.615 títulos foram cancelados.

Sete ministros se posicionaram contra o pedido formulado pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), que alegava que o cancelamento de títulos viola princípios como a democracia, a cidadania, a soberania popular e o direito ao voto. No total, com a decisão, 3,3 milhões de brasileiros deixarão de votar nessas eleições.

De acordo com o TRE-RN, nas eleições de 2018, o Rio Grande do Norte vai contar com 2.373.619 eleitores, divididos em 60 Zonas Eleitorais e 7.791 seções. Foram instaladas 7.390 urnas – contando com as urnas de reserva, o número chega a 9.240 e só na capital serão 1.351 máquinas.

No dia da eleição, 29.698 pessoas atuarão como mesários em 1.551 locais de votação. O primeiro turno da eleição vai acontecer no dia 7 de outubro. Caso os candidatos à presidência e ao governo dos estados não obtenham mais de 50% dos votos válidos, o segundo turno será realizado no dia 28 de outubro.

Agora RN

RN terá 8.292 agentes de segurança trabalhando nas eleições de 2018

Plano operacional de segurança foi apresentado nesta terça-feira (25), no Gabinete de Gestão Integrada da Sesed — Foto: Ascom/TRE-RN
Plano operacional de segurança foi apresentado nesta terça-feira (25), no Gabinete de Gestão Integrada da Sesed — Foto: Ascom/TRE-RN

O Rio Grande do Norte terá 8.292 homens trabalhando na segurança das Eleições 2018. O plano operacional foi apresentado nesta terça-feira (25), no Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Segurança do Estado, e começa a ser executado a partir das 15h do sábado (6).

Serão 30 agentes da Força Nacional, 378 policiais civis, 221 policiais rodoviários estaduais, 112 guardas municipais, 60 policiais cedidos ao Tribunal de Justiça, que vão fazer a segurança de juízes eleitorais, 2.885 policiais no interior, 1.297 PMs em Natal e Região Metropolitana, 100 bombeiros e nove peritos. Além destes, haverá ainda 3.200 militares das forças armadas, totalizando as 8.292 pessoas envolvidas no trabalho.

Na próxima quinta-feira (27), às 14h, no plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, a Justiça Eleitoral vai reunir os representantes das áreas da segurança, para apresentação dos procedimentos que serão usados nas eleições. O Ministério Público Eleitoral também vai participar do evento.

G1/RN

Kadu Ciarlini destaca criação de Agência Público-Privada em debate promovido por entidades empresariais de Mossoró

O candidato a vice-governador Kadu Ciarlini (Progressistas) participou nessa terça (25) de debate promovido por entidades empresariais de Mossoró, através do projeto Conversa Franca. Kadu apresentou os principais pontos do plano de governo, citou a importância do incentivo à geração de empregos através da desburocratização e destacou a criação de uma Agência Público-Privada para incentivar o ambiente de negócios no Rio Grande do Norte.

Kadu se manteve propositivo durante todo o debate. Citou o fomento à economia com a iniciativa de atualizar a folha salarial do servidor público estadual, defendeu uma política permanente de enfrentamento à violência com aumento do efetivo, mas também um trabalho social e de base. “Hoje o Rio Grande do Norte vive uma situação vexatória na segurança, como um dos estados mais violentos do país. Precisamos que esse Governo recupere a sua capacidade de investimento para que possa voltar a atuar nos setores essenciais”, enfatizou.

O candidato a vice-governador destacou durante as discussões o fortalecimento do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (PROADI) e a criação de uma Agência Público-Privada. “A Agência tem o objetivo de atrair investimentos, gerar empregos, melhorar a arrecadação com discussões com os setores empresariais e públicos”, finalizou.

O projeto Conversa Franca é uma iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/Mossoró), Associação Comercial e Industrial de Mossoró (ACIM), Sindicato do Comércio Varejista de Mossoró (SINDIVAREJO) e Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Mossoró (SINDUSCON). Presidentes e diretores das entidades fizeram questionamentos sobre temas como atração de investimentos, geração de emprego, segurança pública, entre outros. O debate foi transmitido ao vivo pela TV Cabo Mossoró, Canal 10.

Open chat