Categoria: Natal

ABC e América abrem hoje disputa pelo título estadual no Frasqueirão

José Aldenir / Agora RN

Passada a polêmica em torno das datas das finais do Campeonato Potiguar de 2019, que foram bastante contestadas pelos torcedores, ABC e América entram em campo nesta quarta-feira, 17, a partir das 21h30, para disputar o primeiro jogo da decisão. A partida será realizada no estádio Frasqueirão, território abecedista, e tem tudo para proporcionar fortes emoções aos adeptos potiguares.

Do lado do ABC, o clima é de incertezas. Apesar de ter começado bem a temporada, vencendo o primeiro turno do Campeonato Estadual e avançando nas duas primeiras fases da Copa do Brasil, o Alvinegro vem amargando insucessos nas últimas semanas. Primeiro caiu na fase de pontos corridos do 2º turno do Potiguar; depois, foi eliminado na 1ª fase da Copa do Nordeste; e por fim, sucumbiu na 3ª fase da Copa do Brasil.

Como alento para o time de Ponta Negra serve o retrospecto recente. Os últimos 3 campeonatos estaduais foram conquistados pelo lado alvinegro do RN: 2016, 2017 e 2018. No último encontro em finais contra o maior rival, o ABC venceu sem dificuldades: 7 a 3 no placar agregado de 2016. A busca pelo tetracampeonato consecutivo, que não ocorre há décadas, deixa o clube na ânsia da nova conquista, em jogo a partir desta quarta.

Já do lado do América, o momento é o seu principal aliado. Desde que o técnico Moacir Júnior assumiu a equipe, houve um crescimento significativo no rendimento do time. Apesar de ele já ser o treinador rubro no revés para o próprio ABC na final do 1º turno, a equipe soube se comportar bem no 2º turno, tanto que sagrou-se campeã ao bater o Potiguar de Mossoró fora de casa na semana passada.

Em entrevista no início desta semana, o meia Roger Gaúcho, um dos atletas que chegaram para reforçar o time na segunda metade do campeonato, enalteceu a campanha realizada dentro da Copa RN, mas pediu “pés no chão” diante do adversário da final. Para ele, não existirá favorito nos dois confrontos pela decisão, e quem conseguir aplicar melhor seu jogo certamente sairá com o título do torneio.

“Nosso 2º turno foi muito bom. Conseguimos ganhar o título fora de casa contra uma equipe que estava em ascensão para chegar na condição de disputar a final geral. Sobre o ABC, é uma equipe forte, e apesar de ter sido eliminada turno tem uma equipe qualificada. A gente sabe que em clássico não existe favorito, cada jogo é um campeonato à parte. Será uma partida muito dura. Vamos respeitar o adversário mas também vamos impôr nosso ritmo”, adiantou o camisa 10 americano.

Nos dias que antecederam a primeira partida da final, tanto ABC quanto América optaram por fechar os treinamentos para não dar brechas ao adversário. Felipe Guedes, volante e capitão abecedista, disse acreditar que o suspense montado em torno do jogo é válido, embora as equipes já tenham se enfrentado três vezes na temporada (com 2 vitórias para o ABC e 1 para o América).

“Cada jogo tem sua história. Os times já se conhecem, e mesmo sabendo que do primeiro clássico para cá aconteceram muitas modificações, acredito que o suspense é válido. Do lado de lá também estão usando essa estratégia. Creio que dá pra surpreender o time deles, mas também precisamos ter cuidado para não sermos surpreendidos. Vamos tentar defender nossa condição, tentar conquistar o tetra e quem errar menos vai se sobressair”, declarou.

Por ter sido o primeiro colocado na classificação geral do campeonato, com 31 pontos, o América ganhou a condição de disputar a segunda partida da final dentro de casa (Arena das Dunas), e justamente por isso o jogo desta quarta-feira, primeiro da série, será disputado na casa do ABC (que somou 29 pontos). Em caso de igualdade no placar final ao término dos 180 minutos, a disputa do título irá para os pênaltis, sem vantagem para ninguém. Com informações do Agora RN

Robinson Faria chama Fatima Bezerra de mentirosa

Grande Ponto- Em desabafo feito através de seus perfis em redes sociais, o ex-governador Robinson Faria (PSD) afirma que vem silenciando diante de críticas destinadas à sua administração, porém, segundo o ex-gestor, não poderia ficar calado diante do que ele considera ser “mentira”. Confira na íntegra:

Eu apoiei Fátima no segundo turno por entender que ela era a melhor das duas opções que restaram. Não condicionei isso a nada. Sinceramente, nem esperei gesto de reconhecimento dela. Agora tenho que tolerar, em silêncio, suas críticas e ataques desde que ela assumiu. Mas não posso aceitar mentiras!

Ela dizer em sua propaganda que o projeto do Banco Mundial estava se encerrando e que foi ela quem o salvou, não é verdade. Eu deixei a prorrogação desse projeto até 2021 já aprovada pelo Banco e pelo avalista do empréstimo, que é o Governo Federal, a quem coube a palavra final. E ficou quase metade do dinheiro disponível pra ela aplicar, pra ela dar continuidade às obras em andamento ou previstas para esta etapa final. Aliás, isso foi comprovado pelo próprio diretor do Banco, Martín Raisen, quando veio ao RN no final do meu mandato, em entrevista à InterTV Cabugi. Vale a pena ver o que ele disse sobre isso (vídeo aqui: globoplay.globo.com/v/7199494).

Fátima foi ao banco depois de eleita, sim, justamente porque eu pedi que isso fosse recomendado a ela. Meus auxiliares a avisaram que o Banco esperava a afirmação de compromisso do novo governante eleito para que não houvesse riscos de ‘solução de continuidade’ do projeto.

Fiz a mesma coisa com os chineses da Chint – fábrica de placas solares, dentro do processo de transição. Tudo pra dar plenas condições de continuidade aos projetos relevantes que precisavam seguir independentemente de quem fosse o governo. Fiz isso pensando grande, pensando no RN..

Apesar de todos os problemas financeiros por que passam os estados, eu deixei um grande legado de obras concluídas – estradas, escolas, hospitais, centrais do cidadão, centro de convenções, bibliotecas, restaurantes populares, viadutos, aeroporto, teatros, viaturas e equipamentos para as polícias entre várias outras coisas. E um grande número de obras em pleno andamento, como as barragens e mais estradas, com um detalhe: todas com recursos disponíveis para a sua continuidade e conclusão. .

Qual a dificuldade em ela reconhecer isso? Fale dos problemas mas se é pra ser justa reconheça também o que eu deixei de realizações e recursos assegurados. .

Fátima tem um grande desafio pela frente: reequilibrar o estado e dialogar com o governo federal e com os partidos para cumprir os muitos compromissos que ela assumiu na campanha. Rogo e torço que ela consiga. Até porque ela tem as condições políticas que eu não tive. E porque é isso que o RN precisa, espera e merece.

Robinson Faria

Presidente do PSDB em Natal defende apoio do partido à reeleição de Álvaro Dias

Presidente do PSDB em Natal defende apoio do partido à reeleição de Álvaro Dias

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB), recebeu o primeiro apoio para a sua candidatura à reeleição em 2020. O presidente do PSDB na capital potiguar, Vereador Dickson Júnior, defende que a legenda esteja junto com o emedebista no pleito do próximo ano, mas sugere que os tucanos tenham participação efetiva na chapa majoritária.

“Vejo com bons olhos a candidatura do prefeito Álvaro. Se ele realmente for candidato à reeleição, pela luta dele, pelo trabalho, defendo que o PSDB deveria apoiar sua reeleição. Mas ainda temos mais de um ano para essas decisões, porém se a eleição fosse hoje, com Álvaro candidato à reeleição, defenderia apoio do partido a ele”, disse Dickson em entrevista ao GRANDE PONTO.

O líder municipal pondera, contudo, que diante da musculatura do PSDB no RN, com maioria na Assembleia Legislativa, expressiva presença na Câmara de Natal – com presidentes das duas casas legislativas sendo tucanos, além de grande número de prefeitos e vereadores por todo o estado, a agremiação se credenciaria para um espaço de destaque, inclusive com a indicação de um nome para compor a chapa majoritária.

Ainda de acordo com o parlamentar, o PSDB terá como prioridade em 2020 aumentar sua bancada na Câmara Municipal de Natal, onde possui atualmente três vereadores.

Ao ser questionado sobre os motivos para um possível apoio à Álvaro Dias, o vereador explicou que a situação financeira de Natal não está fácil. “Mas vejo de perto a objetividade, determinação e garra do prefeito para resolver os problemas da cidade. Pagamentos em dia, coleta de lixo funcionando, obras pela cidade. Acho que pelo tempo que está administrando é uma gestão muito boa”, finalizou Dickson.

Presidente do Sinmed-RN deseja disputar Prefeitura do Natal em 2020

O médico Geraldo Ferreira, presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte, afirmou que poderá entrar na disputa pela Prefeitura do Natal em 2020. “Eu me sinto na obrigação de levar uma mensagem diferente da política tradicional para a população de Natal”, disse.

Dr. Geraldo Ferreira foi candidato a deputado federal no pleito de 2018 pelo então PPS, hoje Cidadania e obteve 6.797 votos (0,42% dos votos válidos). “Tenho conversado com o presidente do partido e teremos candidato. Meu nome está a disposição. A legenda decidirá se serei candidato ou não”, concluiu.

Robson Pires

Vereadores de São Paulo do Potengi participa de entrega de título na Câmara de Natal

Os vereadores Neilson Azevedo, Erinho e Jales Azevedo, ambos parlamentares de São Paulo do Potengi, participaram na noite desta terça-feira, 09, na Câmara Municipal de Natal da entrega ao Título de Cidadania por proposição do vereador Felipe Alves (MDB), a José Alvares Vieira.

Como todos sabem, Neilson tem uma forte ligação com Vieira.

E por falar em política, comentasse nos corredores da política Natalense que Vieira poderá disputar a Prefeitura de Parnamirim pelo Solidariedade.

Prefeito Álvaro Dias procura bancada federal para reverter corte de emenda para Natal

Prefeito Álvaro Dias procura bancada federal para reverter corte de emenda para Natal

O prefeito Álvaro Dias cumpriu agenda nesta terça-feira (9), em Brasília, onde passou o dia se reunindo individualmente com parlamentares da bancada federal do Rio Grande do Norte. As conversas tiveram o objetivo de elevar o valor da emenda impositiva acertada para o projeto do Terminal Turístico da Redinha.

Após o governo federal estabelecer o contingenciamento sobre o Orçamento Geral da União (OGU), as emendas parlamentares sofreram um corte médio de 20% em suas propostas originais. No caso da emenda para o Terminal da Redinha, a única aprovada para Natal, a bancada potiguar reduziu o valor de R$ 24,5 milhões para R$ 8,5 milhões. O prefeito Álvaro Dias defende que o corte aplicado à emenda para Natal siga a mesma proporção dos que atingiram as outras emendas, na ordem de 20%. O que preservaria para a construção do Terminal Turístico da Redinha aproximadamente R$ 20 milhões.

“Esta seria a solução mais justa para não penalizar Natal e a Redinha, que precisa tanto desse projeto para impulsionar o seu Turismo e ter uma nova possibilidade de desenvolvimento”, explicou o prefeito, que se mostrou otimista num bom resultado das conversas que teve em Brasília. “Estou confiante na sensibilidade dos nossos parlamentares para rever a decisão e atender a um projeto que será transformador para a Redinha e muito relevante para o Turismo, gerando emprego e renda para os natalenses”.

Dos 11 parlamentares que formam a bancada federal do Rio Grande do Norte, o prefeito Álvaro Dias conseguiu se reunir com nove: os deputados federais Benes Leocádio (PRB), Walter Alves (MDB), Fábio Faria (PSD), Natália Bonavides (PT), João Maia (PR), Beto Rosado (PP) e Rafael Motta (PSB) – este o coordenador da bancada -, além dos senadores Jean Paul Prates (PT) e Styvenson Valentim (Podemos). Embora não tenha sido possível ter audiências com a senadora Zenaide Maia (PROS) e com o deputado federal Eliezer Girão (PSL), por conta do acúmulo de compromissos, o prefeito vai buscar o apoio também deles para a sua proposta.

Vereadores criticam bancada por corte de 70% em emenda do turismo de Natal

Vereadores Robson Carvalho, Kleber Fernandes e Nina Souza. (José Aldenir / Agora RN)

O corte protagonizado pela bancada federal do Rio Grande do Norte nos recursos que seriam destinados a construção/revitalização do Terminal Turístico da Redinha, em Natal (de R$ 24 milhões para R$ 8,5 mi), continua rendendo reações na classe política da cidade. Nesta terça, 9, três vereadores emitiram opiniões contrárias a decisão que partiu de Brasília.

Para Nina Souza, do PDT, o corte de quase 70% nos recursos que seriam destinados à capital penaliza a cidade e contribui para o enfraquecimento da economia local, vez que os valores seriam destinados a um investimento significativo no turismo natalense, o que, consequentemente, acarretaria em uma movimentação maior de valores no município.

“Dentre as emendas que estavam previstas, a única que tinha viés estruturante era essa. Ela poderia ter sido cortada de forma proporcional (com as demais). O RN tem problema de recursos e o que fomenta a economia daqui hoje é o turismo. Os parlamentares precisam aprender que, se não fomentarmos o turismo, não sairemos nunca deste buraco”, criticou.

O corte proporcional dos recursos (que é uma determinação do Governo Federal) foi também o centro da crítica emitida pelo vereador Robson Carvalho (PMB). De acordo com ele, se o corte de apenas 20% fosse aplicado, o prejuízo não teria sido tão grande quanto está sendo para o turismo da cidade.

“Eu sugiro que haja sensibilidade e respeito com a população de Natal. O ideal era que fosse feito um corte linear, igual para todas as áreas, de modo a não ter um impacto tão negativo como teve no nosso turismo. Essa obra iria revitalizar a Redinha e resultaria numa melhora para o comércio. Queremos que a bancada federal olhe com mais respeito para Natal”, pediu.

Por fim, o vereador Kleber Fernandes (PDT) também corroborou com a opinião dos colegas e ainda denunciou que Natal não recebe uma emenda coletiva da bancada federal há anos, afirmando também que, na sua avaliação, esse corte se deu por razões individuais da maioria dos deputados federais e senadores que representam o RN.

“Foi um absurdo e um desrespeito. A falta de uma emenda coletiva – que a capital não merece dos parlamentares federais há anos – para contemplar uma intervenção de tamanha importância econômica e, por consequência, social, só prova, a meu ver, que a maioria da bancada se preocupou mais com as emendas individuais em detrimento da visão coletiva”, acusou.

Na justificativa para o corte, que inicialmente era muito maior (de R$ 24 milhões para R$ 1 milhão), a bancada federal alegou que quis priorizar setores mais importantes para o Estado como saúde, educação e segurança. Por isso, tiraram a verba que seria destinada ao turismo de Natal e mantiveram as destas áreas prioritárias.

No fim de semana passado, no entanto, uma corrente se formou na Redinha em defesa da revitalização do Terminal Turístico e acabou sensibilizando a bancada, que reduziu o corte e direcionou o montante de R$ 8,5 milhões para que a obra seja tocada pela Prefeitura do Natal. Todavia, a ideia da classe política local é de que o corte seja, apenas, de 20%.

Nesta terça-feira, foi lido no plenário da Câmara Municipal de Natal um texto que sugere moção de repúdio a atitude da bancada federal. Ficou agendada para hoje a votação do texto, que segundo o vereador Robson Carvalho “deverá ser aprovado” pela grande maioria.

Agora RN

Servidores com dependentes deficientes poderão ter horário de trabalho diferenciado

Servidores com dependentes deficientes poderão ter horário de trabalho diferenciado

Por proposição da vereadora Nina Souza (PDT), a Câmara Municipal de Natal realizará, amanhã (10), às 9h30, uma audiência pública, para debater a possibilidade de os servidores que possuem pessoas com deficiência como dependentes tenham um horário diferenciado de trabalho.

“As pessoas com deficiência muitas vezes dependem dos seus responsáveis para tudo. Então, mais que um direito. É uma questão de sensibilidade dar aos servidores municipais responsáveis por essas pessoas a possibilidade de ter um horário de expediente diferenciado”, defendeu Nina Souza.

Participarão da audiência representantes da Prefeitura do Natal, dos servidores municipais e de toda a sociedade civil organizada.

Governo e servidores vão decidir pagamento de abril na próxima segunda

Nova negociação será realizada nesta segunda-feira (8), às 10h.

Na próxima segunda-feira, às 10h, será realizada nova rodada de negociação entre Governo e entidades sindicais e associativas que representam os servidores públicos do Rio Grande do Norte para definir o pagamento de abril. Durante a reunião nesta quarta-feira (3), o Governo confirmou o pagamento dentro do mês trabalhado e propôs honrar, no dia 15, os salários de quem ganha até R$ 4 mil, servidores da Segurança Pública e 30% para quem recebe acima dos R$ 4 mil. Os representantes dos servidores fizeram uma contraproposta de ser pago o salário integral de quem recebe até R$ 5 mil.

Com isso, ficou acertada uma nova reunião para a próxima semana, pois até lá o Governo poderá dizer se terá condições de atender ao que foi proposto na mesa de negociações pelas entidades representativas dos servidores. Segundo o secretário de Planejamento, Aldemir Freire, que participou da reunião, a folha de quem recebe até R$ 4 mil representam R$ 220 milhões, enquanto os salários de quem ganha até R$ 5 mil representam R$ 236 milhões.

“Vamos verificar se teremos condições de cobrir esses R$ 16 milhões da proposta dos servidores. Hoje não é possível dar essa resposta. Por isso, vamos ter outra reunião porque até lá vamos tentar achar saídas”, afirmou o secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves. Ele reforçou que esse valor de R$ 4 mil só foi possível porque a presidência da Assembleia Legislativa consentiu que parte do duodécimo seja repassado somente no final de abril. O duodécimo é o repasse mensal obrigatório que o Executivo faz aos outros poderes e ao Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública.

Movimentos de Direita convocam natalenses para defender a Lava Jato

Movimentos de Direita convocam natalenses para defender a Lava Jato

Grande Ponto – O próximo domingo, dia 07 de abril, será marcado por manifestações contra o Supremo Tribunal Federal em diversas cidades brasileiras. Em Natal, o encontro que defende a continuidade da Operação Lava Jato está marcado para às 15 horas, no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira, e é organizado pelos Movimentos de Direita do Rio Grande do Norte.

“A Operação Lava Jato é uma conquista do povo brasileiro contra a corrupção que destruiu uma nação. Por isso, não vamos aceitar o seu fim. Vamos sair às ruas e defender a manutenção da Lava Jato. O STF vai perder essa briga contra o povo”, afirma Carlos Reny, um dos organizadores da manifestação.