Categoria: Insegurança

Município de Ielmo Marinho se articula para buscar soluções de combate à insegurança

Os moradores de Ielmo Marinho se reuniram nesta semana com representantes da Prefeituira, da Câmara Municipal e da Polícia Militar (PM) para discutir alternativas de combate à insegurança.

O prefeito Cássio Cavalcante, o “Doutor Cássio”, lembrou que não é responsabilidade do município a segurança pública, mas que a gestão municipal tem atendido de todas as maneiras possíveis promovendo ações de prevenção e reunião com policiais militares responsáveis pela segurança de Ielmo Marinho e Taipu.

Entre as medidas propostas na reunião está o reforço do patrulhamento na região, realizar um diagnóstico da situação em que se encontra a segurança pública na região e intermediar encontros com repre.

“Não poderia deixar de atender a esse apelo da minha querida canto de moça e fazer o que for necessário para ajudar a comunidade que pede ajuda para atender a esse importante pleito que é a segurança pública, não é nossa missão constitucional direta mais tem como ajudar sim, canto de moça pode sempre contar com a prefeitura”, disse.

Estiveram presentes na reunião o presidente da Câmara, vereador Junior, o vereador Bastinho, os comandante dos pelotões de Taipu e e Ielmo Marinho.

Agripino sobre Ministério da Segurança Pública se tornar definitivo: “é um imperativo nacional”

A criação permanente do Ministério da Segurança Pública é um instrumento para combater de maneira efetiva a insegurança que aflige os brasileiros, acredita o senador José Agripino (RN). O parlamentar votou a favor do projeto de lei de conversão da Medida Provisória 821/2018, que cria em definitivo essa pasta. A matéria foi votada no plenário do Senado na noite desta terça-feira (19).

“A criação permanente deste ministério é um imperativo nacional e o Senado tomou providências neste sentido. Eu, inclusive, participei de muitas reuniões para que o Ministério da Segurança Pública e a questão da segurança passassem a ser tratadas como prioridade nacional”, frisou Agripino. “O povo brasileiro precisa voltar a se sentir seguro, tranquilo ao sair de casa. Não dá mais para conviver o tempo todo com essa insegurança nas ruas”, acrescentou.

O novo ministério absorve algumas atribuições antes vinculadas ao da Justiça. Entre as competências da nova pasta estão coordenar e promover a integração da segurança pública em todo o território nacional em cooperação com os demais entes federativos; exercer, planejar, coordenar e administrar a política penitenciária nacional; e o patrulhamento ostensivo das rodovias federais, por meio da Polícia Rodoviária Federal; entre outras funções.

“Votei a favor dessa matéria para que unamos nossas forças a fim de devolver a paz aos lares brasileiros”, concluiu.

Open chat