Categoria: Denúncia

Barroso envia denúncia contra Temer para primeira instância

Da Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso enviou hoje (4) para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília denúncia apresentada em dezembro do ano passado contra o ex-presidente Michel Temer e mais cinco investigados pelos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. Na mesma decisão, o ministro também decidiu abrir cinco inquéritos para aprofundar as investigações.

A denúncia foi feita no inquérito que investiga o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A na edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado em maio de 2007 por Temer.

Na decisão, Barroso seguiu pedido feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Ao apresentar a denúncia, Raquel Dodge solicitou que o caso fosse enviado para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília em função da perda de foro privilegiado do ex-presidente no STF, que terminou no dia 1º de janeiro, quando Temer deixou cargou.

Além de Temer, foram denunciados os empresários Antônio Celso Grecco e Ricardo Conrado Mesquita, sócios da Rodrimar, Carlos Alberto Costa e João Batista Filho, além do ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures.

Após a apresentação da denúncia, o Palácio do Planalto disse que Temer provará sua inocência. A Rodrimar informou que os denunciados ligados à empresa estão afastados e que a companhia pauta sua gestão com base nos padrões de governança corporativa.

Outras investigações

O ministro do STF Edson Fachin, relator de outras investigações sobre Temer, também enviou para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília processos que foram suspensos em função da imunidade temporária do ex-presidente.

Foram remetidas a investigação que trata do suposto pagamento de R$ 10 milhões para caixa dois da campanha de Paulo Skaf ao governo de São Paulo em 2014, que teria sido acertado em um jantar no Palácio do Jaburu quando Temer era vice-presidente, em maio daquele ano, e a denúncia feita com base nas delações de ex-diretores do grupo J&F.

MPRN vai receber denúncias de vítimas do médium João de Deus

MPRN vai receber denúncias de vítimas do médium João de Deus

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) irá receber denúncias de mulheres que tenham sido vítimas do médium João de Deus, acusado de crimes sexuais. As possíveis denúncias serão recebidas pelo Centro de Apoio Operacional das Procuradorias e Promotorias de Justiça Criminais (Caop/Criminal), que funciona na sede da Procuradoria Geral de Justiça, em Natal. As denúncias podem ser feitas pessoalmente ou enviadas para o e-mail: caop.criminal@mprn.mp.br.

O MPRN auxilia o Ministério Público de Goiás no recebimento de possíveis denúncias de eventuais vítimas de abuso sexual cometido pelo médium João Teixeira de Faria, mais conhecido como “João de Deus”, que estejam localizadas no estado. Na terça-feira, 11, o MP de Goiás enviou ofício circular aos procuradores-gerais dos estados para pedir auxílio nesse processo em razão da possível existência de vítimas em outros locais.

O MPRN informa, ainda, que as Promotorias de Justiça de todas as comarcas situadas no estado estão à disposição para o acolhimento e registro das denúncias. As vítimas terão as identidades e as informações prestadas por elas mantidas em sigilo.

Vereadora Ana Paula denuncia uso de viatura da guarda municipal para pré-candidato

A vereadora Ana Paula (PSDC) protocolou dois requerimentos e utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Natal nesta terça-feira (12) onde fez uma denúncia sobre o uso de viatura da Guarda Municipal do Natal como segurança particular do pré-candidato a deputado estadual, Adjuto Dias, na sexta-feira (08), no “Arraiá B.10”, realizado na Av. 10, bairro Alecrim. A votação dos requerimentos será realizada na sessão ordinária desta quarta-feira (13).

A denúncia recebida pela vereadora informou que o veículo oficial do município teria recebido ordem de ir até o evento para fazer o patrulhamento da área em virtude da presença do filho do prefeito, fazendo a segurança da área da chegada à saída do pré-candidato. Na oportunidade, a vereadora apresentou dois requerimentos, que foram encaminhados à Prefeitura do Natal e ao Ministério Público Federal solicitando informações sobre o uso do veículo.

“Peço esclarecimentos sobre o uso da viatura da guarda municipal à serviço do pré-candidato a deputado estadual Adjuto Dias, no Arraiá B.10. Uma das nossas funções é de fiscalizar o Executivo e precisamos saber se houve abuso de poder político”, destacou a vereadora Ana Paula.