Autor: Lucas Thavares

Assembleia Legislativa do RN emite nota de pesar pelo falecimento do filho de Benes Leocádio

O Poder Legislativo do Rio Grande do Norte lamenta o falecimento do jovem de 16 anos, Luiz Benes Leocádio de Araújo Júnior, filho do servidor licenciado do legislativo estadual, Benes Leocádio. É com pesar que nos solidarizamos com toda família.

Em nome dos servidores, dos deputados estaduais e do presidente, Ezequiel Ferreira, a Assembleia Legislativa presta solidariedade e roga a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor.

Palácio José Augusto
Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Secretária de segurança lamenta a guerra que vivemos e avisa: “O crime não terá trégua. Não vai vencer as polícias do RN”

Blog do BG – A secretária de Segurança Pública (Sesed), Sheila Freitas, emitiu uma nota sobre a violência que, essa semana, terminou com mais um policial morto em Mossoró e com a morte de uma vítima de sequestro relâmpago. A secretária foi rígida em mandar o recado que o crime não vai vencer as forças policiais e disse que vai aumentar a energia no combate ao crime.

Confira nota na íntegra

Vivemos uma guerra. Uma guerra sem tréguas. Todos os dias, milhares de policiais saem de suas casas para enfrentar o crime organizado, o tráfico de drogas e as facções criminosas. Todos os dias prendemos bandidos, desmontamos quadrilhas e exercemos a força da lei e do Estado. Hoje, durante mais uma ação contra o crime, perdemos mais uma vida. A vida de mais um jovem. Mas o crime não vai nos vencer. O crime que toma conta do país, e que aqui se instalou, não vai vencer o Estado do Rio Grande do Norte. Com toda a dor de quem é mãe, mulher e policial, quero aqui dizer que vamos lutar com todas as nossas forças, erguer nossas muralhas e aumentar ainda mais a nossa energia. Em honra ao jovem de hoje e aos potiguares que pereceram nesta guerra e que não conseguimos proteger em sua plenitude. O crime não terá trégua. Não vai me vencer. Não vai vencer as polícias do RN. E não vai vencer um estado inteiro de cidadãos de bem.

Sheila Freitas.
Secretária de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte.

José Agripino lamenta morte do filho do ex-prefeito de Lajes, Benes Leocádio

Em sua rede social, o Instagram, o senador e pré-candidato a deputado federal nas eleições de 2018, José Agripino, lamentou a morte do filho de Benes Leocádio, ex-prefeito de Lajes, morto no fim da tarde desta quarta-feira, 15, na Zona Norte de Natal.

Confira o pronunciamento de José Agripino:

Filho do ex-prefeito de Lajes é morto a tiros em sequestro relâmpago na capital potiguar

Benes Júnior, de 16 anos, filho de Benes Leocádio, foi morto a tiros em Natal (Foto: Reprodução/Facebook)

O filho do ex-prefeito de Lajes Benes Leocádio foi morto a tiros na tarde desta quarta-feira (15) em um sequestro relâmpago na capital potiguar. Benes Júnior tinha 16 anos.

De acordo com informações da Polícia Militar, o adolescente foi abordado por criminosos quando foi buscar documentos dentro do carro que estava estacionado na Avenida Romualdo Galvão, no Tirol. Os criminosos roubaram o carro e levaram o adolescente como refém.

Ainda segundo informações da PM, os dois criminosos circularam por quase uma hora com o adolescente até que se depararam com uma viatura na Avenida Moema Tinoco, na Zona Norte de Natal. Houve perseguição e troca de tiros com a polícia.

Um criminoso e o adolescente foram baleados. O jovem foi levado para UPA do Pajuçara, na Zona Norte de Natal, mas chegou morto ao local. Um criminoso também morreu. O outro bandido foi preso e levado para a Central de Flagrantes.

Benes Leocádio foi cotado para ser candidato a vice-governador na chapa de Robinson Faria, mas não aceitou para se candidatar a deputado federal.

G1/RN

Condenado e preso pela Lava Jato, Lula registra candidatura a presidente

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso pela Operação Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo envolvendo um tríplex no Guarujá, registrou oficialmente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a sua candidatura a um terceiro mandato como presidente da República – ele foi eleito pela primeira vez em 2003 e reeleito em 2006.

O ato do registro, feito no final da tarde desta quarta-feira, 15, foi acompanhado por cerca de 4.000 manifestantes, segundo a Polícia Militar, que ocuparam o entorno do TSE – a grande maioria é formada por militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e por outros movimentos sociais que apoiam o petista.

A chapa foi registrada com o nome “O Povo Feliz de Novo”. O ex-presidente Lula foi identificado como “torneiro mecânico” no quadro “ocupação” (veja reprodução da ficha abaixo).

O pedido de registro foi entregue pela presidente do partido, a senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), o vice formal na chapa de Lula, Fernando Haddad, a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) – que será a vice de fato tanto no caso de Lula ter a candidatura confirmada quanto na hipótese de ele ser barrado pela Justiça e substituído por Haddad – e a ex-presidente Dilma Rousseff.

Em discurso antes de entrar no TSE para registrar a candidatura, Gleisi manteve o tom de que o ex-presidente é um “preso político”. Segundo a senadora, o registro ocorre “a despeito dos que não queriam, dos que deram o golpe e tiraram Dilma, dos que tiraram os direitos dos trabalhadores, dos que julgaram e condenaram Lula sem provas. Estamos aqui hoje de cabeça erguida para dizer a eles que não tivemos medo, acreditamos no povo brasileiro e na caminhada que nos propusemos a fazer e estamos aqui pelos direitos do povo”.

Já Haddad afirmou que o registro da candidatura “põe fim ao golpe de 2016 (impeachment de Dilma), que abalou os alicerces da nossa democracia”. Para o ex-prefeito paulistano, não há nenhum dispositivo que impeça a candidatura do ex-presidente de ser registrada.

Sobre como será a campanha sem Lula, Haddad e Manuela disseram que vão se dividir em viagens nos estados para tentar compensar a falta de participação nos debates eleitorais. “Somos militantes e estamos no lugar que sabemos estar. Fazendo campanha, pedindo voto e dizendo que o Brasil pode ser feliz de novo”, disse.

Em relação à participação nos debates eleitorais, Haddad falou que o desejo do partido é que o “próprio Lula participe”. “O Código Eleitoral é claro ao dizer que Lula tem o direito de participar de [propagandas no] rádio e TV”, declarou.

Questionado sobre se o fato de estar em campanha nas ruas não dá a impressão de que ele já assumiu a candidatura do PT à Presidência da República, Haddad afirmou que vice “tem direito de fazer campanha”. “Vocês estão diminuindo a posição do vice”, brincou. Sem citar o nome do presidente Michel Temer (MDB), ele ironizou: “Vice é uma coisa importante, sobretudo se for leal.”

Haddad também foi perguntado a respeito da Lei da Ficha Limpa e afirmou que “o caso de Lula é particular”. “Ele está completamente protegido por um dispositivo da própria Lei da Ficha Limpa que garante recursos em casos como o dele, no qual há flagrante cerceamento do direito de defesa e julgamento muito parcial”, afirmou.

VEJA

Potengiense Andson Farias desiste de disputar nas eleições de 2018

O Potengiense Andson Farias, em nota na sua rede social falou sobre a desistência do seu nome nas eleições de 2018. Como todos sabem, Andson iria disputar um cargo na Câmara Federal.

Confira nota:

Aos amigos de São Paulo do Potengi e do Rio Grande do Norte

Há muito tempo penso, planejo e elaboro um novo projeto para o povo da nossa querida cidade São Paulo do Potengi.

A vida pública exige coragem e isso não me falta, coloquei o meu nome a ser avaliado pelo meu partido o PRP filiado desde 2015 para disputar as eleições de 2018 a uma vaga na câmara federal, para ajudar o nosso estado sair de um governo ruim que tanto maltrata o seu povo.

Afirmei o meu desejo de representar a minha terra.

Pelo fato de não ser filho de Senador, de Governador ou ter padrinhos políticos e diante das circunstância do atual processo eleitoral resolvi adiar esse projeto.

Em poucos meses tiverem a honra de propor essa nova agenda, saio do pleito com a esperança revigorada, a esperança de um estado democrático, generoso com as diferenças e, mas equilibrado socialmente.

Com os pés no chão e os olhos no futuro ATÉ BREVE.

Andson Faria .
São Paulo do Potengi-RN

Servidores da saúde irão fazer paralisação no dia 30 de agosto

A paralisação será mais um protesto dos servidores da saúde pública do Rio Grande que reivindicam a conclusão do pagamento do 13º de 2017. A categoria ainda sofre com os atrasos seguidos de salários, que acontecem desde janeiro de 2016.

A manifestação é uma resposta ao descaso do governo Robinson com a saúde, que decretou pela terceira vez estado de calamidade, e com os servidores que dedicam suas vidas para prestar um atendimento digno, mesmo em condições precárias.

Com a paralisação, os atendimentos nas unidades ficarão reduzidos. Caravanas com servidores da saúde de municípios do interior do estado somarão forças ao ato, que terá concentração no Hospital Walfredo Gurgel, a partir das 9h.

Artigo Ney Lopes: A previsão é de “salve-se quem puder!”

Foi dado o “ponta pé” inicial da “corrida” presidencial, com os debates televisivos.

Cedo para previsões.

Apenas, análise isenta, tendências e construção de cenários.

Amanhã, 16, começa a campanha nas ruas, comícios, carreatas e propaganda na internet, desde que não seja paga. Horário eleitoral na TV e no rádio só no dia 31 de agosto

Realça a insistência do PT com a candidatura de Lula.

O petismo esgotará todos os recursos judiciais para substituir Lula pelo seu vice, Fernando Haddad.

A estratégia é transformar decisões jurídicas adversas em benefícios eleitorais, alegando perseguição política e não haver mais tempo de retirada da foto de Lula da urna eletrônica.

Soa mal para os leigos em direito eleitoral a hipótese de Lula poder candidatar-se. Entretanto, a Lei das Eleições garante ao candidato cujo registro ainda esteja pendente de confirmação judicial, o direito de “efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição”.

Essa hipótese ganhou destaque, pelo fato de aplicar-se a um ex-presidente da República, embora desde o ano 2000, oito candidatos presos tenham sido eleitos.

Em 2018, não se sabe como agirá a justiça eleitoral.

Outra indagação: os primeiros debates ajudaram a definição dos indecisos? Certamente, não.

A cautela e a moderação prevaleceram entre os candidatos.

Observou-se no debate da Band, que os principais “alvos” nas perguntas foram Alckmin e Bolsonaro. Admite-se o temor dos demais candidatos, de que os dois caminhem para o segundo turno.

Um terceiro, também em condições de segundo turno, seria Ciro Gomes, pelo poder de argumentação e conhecimentos demonstrados.

Por isso preferiram isolá-lo, o que já começou com o PT e PSB afastando-se do PDT.

Bolsonaro representa a polarização da extrema direita, com o discurso vigoroso de combate à violência, tema que aglutina o eleitorado.

Na largada parecia inadmissível a sua candidatura. Hoje é uma realidade, em crescimento.

Alckmin simboliza o “centrão”, cuja característica é não ter ideologia, nem convicções, mas apenas “interesses”.

Quem melhor aproveitou o espaço no debate da BAND foi Ciro Gomes, com a proposta de retirar devedores do SPC e recriar consumidores, aquecendo a economia. Sem dúvida, uma “luz” que poderá galvanizar simpatias.

Alckmin “pisou na bola” ao mostrar-se favorável a eliminação da gratuidade universitária.

Álvaro Dias parece meio perdido; Marina Silva repete o que já dizia em campanhas anteriores, sem demonstrar convicção; Henrique Meirelles não consegue apresentar-se como a melhor solução para a crise da economia; Cabo Daciolo e Guilherme Boulos “patinam” em teses populistas.

E o segundo turno?

Sabe-se que a corrida presidencial é curtíssima.

A maioria dos candidatos irá dispor de “migalhas” de tempo no horário gratuito, salvo Alckmin que usará 44% dos minutos de TV e receberá 48% do total do fundo público de campanha.

Mesmo assim, o carisma do ex-governador paulista, segundo José Simão da Folha, assemelha-se a “canja” de hospital.

Percebe-se que a polarização não é entre esquerda e direita, mas sim petistas e anti-petistas.

Se Alckmin não “vingar”, talvez a “surpresa” seja Haddad e/ou Ciro, disputando com Bolsonaro, o segundo turno.

Pesquisa da Datafolha registra que 30% dos eleitores afirmaram votar “com certeza” em um candidato indicado por Lula, enquanto 51% “não votariam jamais” e 17% votariam “talvez”.

Haddad tentará agregar a “herança do petismo”, inspirar confiança ao eleitor indeciso pela sua formação acadêmica e ser votado com a foto de Lula na urna eletrônica (caso não haja tempo de substituir).

Ciro dependerá de superar o isolamento que lhe é imposto, com apenas segundos na TV e rádio. Bolsonaro poderá ocupar o espaço do PSDB no antipetismo.

Como ele tem “simpatias”, mas não tem “apoios”, torna provável na “reta final” beneficiar-se do pragmatismo do “centrão”, cujo objetivo será chegar à antessala dos governos e não correrá riscos com Alckmin.

Em qualquer das hipóteses, o país estará dividido pós-eleição, dificultando a governabilidade.

É o caso de prever: salve-se quem puder!

Ney Lopes – jornalista, advogado, ex-deputado federal; ex-presidente do Parlamento Latino-Americano, procurador federal – nl@neylopes.com.br – blogdoneylopes.com.br

Rádio Rural de Natal entra em caráter experimental na 91.9 FM

A Rádio Rural de Natal entrou no ar, nesta terça-feira, 14, em caráter experimental, na frequência 91.9, se tornando a primeira FM católica da capital potiguar. Nestes dias, a rádio está na fase de testes e adequação ao novo formato. A previsão é que no início de setembro, a emissora passe, definitivamente, a distribuir o sinal pela 91.9 FM, com nova programação, e seja desligada da frequência AM.

A Rádio Rural já vinha se preparando para a migração há cerca de três anos, tanto do ponto de vista da infraestrutura, como da programação, inserindo novidades na grade, como os programas “Café das 7”, no gênero jornalístico, “Amigos da Rural”, que marcou o retorno do apresentador Duarte Júnior à programação da Sintonia do Bem, além do “Festa da Rural”, que traz o melhor do forró raiz para o ouvinte. Do ponto de vista estrutural, a rádio adquiriu novos equipamentos e construiu novos estúdios, que foram batizados com os nomes de “Dom Eugênio Sales”, fundador da emissora (estúdio ao vivo), e “Dom Jaime Vieira Rocha”, atual arcebispo metropolitano (estúdio de gravação).

Fundada em 10 de agosto de 1958, a Rádio Rural de Natal comemora, neste mês, 60 anos de história. A emissora tem como diretor geral, o Pe. Antônio Nunes.

Consultório Odontológico Drª Aneise Azevedo em São Paulo do Potengi

Em São Paulo do Potengi/RN você encontra o Consultório Odontológico Drª Aneise Azevedo, lá você encontra um ótimo atendimento, um ambiente totalmente climatizado e sem falar do diferencial, o preço é essencial para você cliente.

Limpeza, Restaurações, Canal, Extrações, Ortodontia (Aparelho), Próteses, Clareamento e Atendimento Infantil, tudo isso você encontra no Consultório. Ficamos localizados na Rua Bento Urbano em São Paulo do Potengi/RN, no 1° andar, em cima do Bradesco.

Open chat