General Girão mantém fidelidade a Bolsonaro e decide se filiar ao PL

Após meses de conversas e tratativas sobre o seu destino partidário, o deputado federal General Girão decidiu seguir o Presidente Jair Bolsonaro e se filiar ao Partido Liberal. O anúncio foi feito após a filiação do chefe do Executivo Federal à mesma sigla, durante cerimônia realizada nesta terça-feira (30), em Brasília/DF, que contou com a presença do parlamentar potiguar.

De acordo com o deputado federal, a decisão para mudança de legenda foi tomada em consonância com o presidente Bolsonaro. “O nosso líder na missão política é o presidente Bolsonaro. Conversamos com ele e definimos a nossa ida para o PL. A nossa intenção primeira é unir forças para ‘endireitar’ o Rio Grande do Norte. Então, espero que o PL seja um partido atuante em prol do momento de mudanças que nosso país atravessa. É importante que o partido estadual siga o que foi estabelecido com a presidência nacional do PL”, disse o parlamentar.

A filiação do General Girão ao PL, porém, não pode ser feita de imediato, uma vez que o deputado bolsonarista ainda é filiado ao PSL, partido que se fundiu com o DEM para formar o novo União Brasil. A fusão ainda precisa ser avaliada e homologada pelo Tribunal Superior Eleitoral. No entanto, com a fusão do PSL com o DEM, os mandatários ganham uma brecha legal para deixar o partido, sem o risco de perder o mandato. Quando definida, a data para a filiação deverá ser informada.

FILIAÇÃO DO PRESIDENTE – Em cerimônia promovida pela legenda, o presidente Jair Bolsonaro oficializou a sua filiação ao Partido Liberal. Eleito em 2018 pelo PSL, Bolsonaro deixou o partido em novembro de 2019 e não estava filiado a nenhum partido. No entanto, a condição é necessária para a disputa das eleições. O ministro do Desenvolvimento Regional, o potiguar Rogério Marinho, também se filiou à mesma legenda.

Deixe uma resposta