Dia: 10 de setembro de 2021

Famílias do município de São Paulo do Potengi são beneficiadas com cestas de alimentos do Agro Fraterno

O movimento Agro Fraterno continua sua missão de doar alimentos às famílias mais necessitadas. Nesta sexta-feira, 10, 200 famílias da zona rural do município de São Paulo do Potengi receberam cestas de alimentos. A ação contou com o apoio do Sindicato dos Produtores Rurais e da Prefeitura de São Paulo do Potengi.

O Sistema Faern/Senar já realizou a doação de mais de 1.200 cestas básicas, cada uma com 15 kg de alimentos. A ação de solidariedade deve atender mais de 3 mil famílias de todo o estado do RN. “É um movimento de todos os produtores rurais do Brasil, nesta entrega hoje em São Paulo do Potengi, estamos compartilhando um pouco da nossa produção com aquelas pessoas em situação de vulnerabilidade”, disse o presidente do Sistema Faern/Senar, Zé Vieira.

Uma das beneficiadas com uma cesta foi a senhora Maria Nazaré, moradora da Comunidade João XXIII, ela que cuida dos netos, destacou que ficou satisfeita com a doação “o Senar está ajudando muito, eu estava precisando demais, pois os meus filhos estão desempregados e ajudo a eles e aos meus netos”.

No ato de entrega das cestas básicas, o prefeito de Acari, Pacelli Souto, agradeceu ao SENAR/RN pela inclusão do município no Agro Fraterno. “É com muita satisfação que o nosso município recebe mais uma ação do Sistema Faern/Senar, onde essa parceria só beneficia a população, principalmente em um ano de pandemia e de estiagem. São 200 cestas que vão amenizar a situação dos nossos moradores da zona rural”, enfatizou.

“Estou muito feliz, estava sem nada para preparar em casa, sou mãe de três filhos e meu marido está sem emprego, a única renda é o Bolsa Família e ainda pago aluguel“, disse a beneficiada Maria de Aparecida Fidelis.

A ação contou com a mobilização das secretarias de Assistência Social e de Agricultura, para o secretário de Agricultura, Neilson Azevedo, Os produtores rurais brasileiros sabem da dificuldade dos mais carentes de acesso ao alimento e o Movimento Agro Fraterno chegou para ajudar. “É um programa que contempla aqueles mais carentes, só temos a agradecer pela doação às famílias de São Paulo do Potengi”.

O Agro Fraterno já doou 65.087 cestas de alimentos às famílias de todo o Brasil. No Rio Grande do Norte, os seguintes municípios já foram contemplados: Lajes, Acari, Pedro Avelino, Afonso Bezerra, Elói de Souza, Santo Antônio, Barcelona, Apodi e São Paulo do Potengi.

Ministrado pelo juiz Herval Sampaio, vereadores de Parnamirim participam de curso sobre Compliance

O termo significa estar em conformidade com as leis, atos, regimentos, normas e leis estabelecidos interna e externamente.

Durante todo o dia desta sexta-feira, 10, os parlamentares e servidores da Câmara Municipal de Parnamirim participaram de um curso sobre Compliance, promovido pelo Instituto Novo Eleitoral.

O curso foi ministrado pelo juiz de Direito Herval Sampaio Júnior e o advogado e professor da UFRN Daniel Monteiro. Eles explicaram que Compliance significa estar em conformidade com as leis, atos, regimentos, normas estabelecidas interna e externamente. “Na prática, o compliance tem a função de proporcionar segurança e minimizar riscos de instituições e empresas, garantindo o cumprimento dos atos públicos”, afirma Herval Sampaio.

Para Daniel Monteiro, no caso da Câmara Municipal, os parlamentares vão aprofundar o conhecimento sobre as leis que regulamentam o exercício do mandato. “Essas conformidades e alinhamentos de direitos e deveres são fundamentais para que os vereadores não cometam atos ilícitos durante sua vida pública”, ressaltou.

O presidente da Casa Legislativa, vereador Wolney França, agradeceu a presença de todos e destacou a oportunidade de aprender mais sobre esse assunto com palestrantes de nível nacional. “Também pretendemos dar continuidade com a implementação de um programa permanente de Compliance e seremos a primeira Câmara Municipal no Rio Grande do Norte a ter essa política”, disse.

Senador Jean visita Sítio Novo e confirma recursos para calçar acesso ao Castelo Zé dos Montes

O Senador Jean visitou a cidade de Sítio Novo nesta sexta-feira (10) e conversou com a prefeita Andrezza Brazil, a vice Nira, vereadores e com a comunidade. Na visita, Jean confirmou os recursos para calçar o acesso ao Castelo Zé dos Montes, ponto turístico da cidade.

A ideia da ida a Sítio Novo foi também de ouvir as necessidades da cidade para melhor direcionar as ações do mandato. É o Giro pelo RN, projeto do Senador Jean realizado virtual e presencialmente.

Além da prefeita e da vice, também receberam o senador os vereadores Inácio, presidente da Câmara, Lidinha, Vitória Mafra, Uesclay, Neto Correia, Judrene e Janileide, e secretários do Município.

Entre os recursos já enviados por Jean, R$ 100 mil foram para ajudar a saúde de Sítio Novo, em meio à pandemia da Covid-19. Ele também vai viabilizar a construção de uma arena de futebol de 7 na cidade, através de R$ 300 mil mandados ao Município. É o projeto Areninhas Potiguares, do mandato do senador, que vai espalhar estruturas esportivas por diferentes municípios do Rio Grande do Norte.

São campos de futebol equipados com vestiários, iluminação, arquibancadas e toda a estrutura das quadras de society privadas, que vão servir também de espaço para o convívio da comunidade.

“A areninha vem para atender a um pleito da população de Sítio Novo, que sempre reivindicou por ter um campo para prática esportiva”, contou a prefeita Andrezza Brazil.

Além disso, houve ainda os R$ 250 mil confirmados nesta sexta (10) para o calçamento do acesso ao Castelo Zé dos Montes. “Sabemos da importância turística do castelo para toda a região e não poderíamos deixar de chegar junto para melhorar o acesso”, afirmou Jean.

Joseildo Barreto, atual administrador do castelo, agradeceu os recursos. “Para mim é um acontecimento maravilhoso, é uma satisfação receber o senador, o primeiro que veio até aqui”, disse.

O senador está tentando outros R$ 250 mil de verbas extraordinários para mais pavimentações. Caso sejam confirmados esses recursos, o mandato de Jean totaliza quase R$ 1 milhão somente pra Sítio Novo.

“Andrezza e Nira pegaram a cidade com dívidas de gestões passadas e estão colocando o Município nos trilhos, pagando o funcionalismo público direitinho e garantindo melhorias a Sítio Novo. Com nossos recursos, contribuímos para ajudar as duas a melhorar a vida do povo que mora na cidade”, declarou o Senador Jean.

Jean segue com agenda no Trairi nesta sexta, seguindo em direção a São José do Campestre durante a tarde.

STF decidirá presencialmente prazo para Lira analisar pedidos de impeachment contra Bolsonaro; relatora, Carmem Lúcia é contra fixar tempo

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta sexta-feira (10) o julgamento em plenário virtual sobre a determinação de prazo para o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), analisar pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O tema foi retirado de pauta após um pedido de destaque do ministro Ricardo Lewandowski. Com isso, o caso deverá ser analisado no plenário físico da Corte em data a ser definida pelo presidente do STF, Luiz Fux.

Em nota, o gabinete do ministro Lewandowski afirmou que ele “entende que a importância do tema demanda uma análise mais aprofundada em sessão presencial e não em julgamento virtual”.

Iniciado nesta sexta, o julgamento em plenário virtual, onde os ministros apenas depositam o voto no sistema e não debatem, já tem o voto da relatora, ministra Cármen Lúcia, que é contrária a fixação de prazo.

Para Cármen Lúcia, a legislação não dá prazo ao presidente da Câmara para analisar os pedidos de impeachment e, por isso, estabelecer esse prazo através do Judiciário feriria a independência dos Poderes.

Com o tema transferido para plenário, os ministro poderão debater antes da apresentação do voto. O pedido para a análise dos pedidos de impeachment por Lira em um tempo determinado foi feito pelo deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) por meio de um mandado de injunção remetido ao Supremo em abril deste ano.

CNN Brasil

“Recuo” de Bolsonaro não vai mudar comportamento do STF, dizem ministros, que citam importância de ‘colocar limites’

O recuo do presidente Jair Bolsonaro em seus ataques ao Judiciário não vai mudar o comportamento do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação a atos do governo ou de aliados considerados golpistas, antidemocráticos ou ilegais. A avaliação foi obtida pelo blog em conversas com ministros da Suprema Corte.

Em carta divulgada na quinta-feira (9), Bolsonaro voltou atrás nos ataques que fez à democracia e ao Supremo durante as manifestações antidemocráticas de 7 de setembro. Chegou a dizer que nunca teve a intenção de atacar instituições democráticas

Segundo um ministro, não faz sentido imaginar que depois de o presidente recuar o STF passaria a ter outra atuação em relação a atos de Bolsonaro e de seus seguidores. Seria, segundo esse ministro, admitir que o Supremo estaria errando, o que não é o caso.

Outro ministro destacou ao blog que o recuo do presidente mostra, inclusive, que o tribunal está cumprindo o seu papel de atuar de forma independente para colocar limites no governo Bolsonaro quando ele baixa medidas inconstitucionais e ilegais.

E que os limites foram dados também aos militantes bolsonaristas quando usam redes sociais e defendem nas ruas pautas antidemocráticas. “Esse é o papel que a população espera da Suprema Corte”, disse ele.

O blog ouviu também de um ministro que a retratação do presidente, em seus ataques ao STF, “não mudará nada” dentro do Supremo, porque o tribunal age de acordo com a Constituição.

Acrescentou ainda que não foi o STF que procurou o ex-presidente Michel Temer, responsável pela proposta de Bolsonaro divulgar uma “Declaração à nação” como um pedido de paz entre o Executivo e o Judiciário.

O documento divulgado por Bolsonaro foi elaborado por Temer, que veio a Brasília trazido em avião do governo federal.

Ministros do STF dizem que todos os 10 pontos citados na nota mostram um “evidente e declarado recuo” de Bolsonaro, porque a atitude do presidente estavam exatamente na direção contrária.

Por sinal, ministros esperam que, desta vez, o presidente não “recue do seu recuo”, como já fez em outras oportunidades.

Apesar dessa expectativa, a avaliação dentro do Supremo é que o presidente, assim que o clima ficar mais calmo e ele conseguir aprovar suas medidas no Congresso Nacional, voltará aos ataques. “Se é que isso não acontecerá bem antes”, acrescentou um ministro do STF.

Blog do Valdo Cruz – G1

Caixa abre concurso com vagas para o Rio Grande do Norte

A Caixa Econômica Federal lançou hoje (10) o edital de um concurso exclusivo para pessoas com deficiência (PcD). São oferecidas mil vagas para o cargo de técnico bancário novo, de nível médio, com remuneração inicial de R$ 3 mil. Para o Rio Grande do Norte, estão previstas 10 vagas.

As inscrições já estão abertas no site da Cesgranrio e vão até o dia 27 de setembro. A aplicação da prova está prevista para 31 de outubro. O edital e demais comunicados também estão disponíveis na página da organizadora do processo seletivo.

De acordo com o banco, além das mil vagas para contratação imediata, o edital prevê a formação de cadastro reserva. O candidato pode optar por trabalhar na rede de agências ou na área de tecnologia da informação (TI) da Caixa.

Além do salário, os benefícios oferecidos aos empregados do banco incluem participação nos lucros, plano de saúde, plano de previdência complementar, auxílio refeição e alimentação, vale transporte e auxílio creche. Segundo a Caixa, também há diversas ações de capacitação e oportunidades para ascensão e desenvolvimento profissional.

O banco tem hoje cerca de 3,5 mil empregados PcD. “Em 2019, a atual gestão assumiu com 1,5% de vagas ocupadas por esse público. Atualmente, 4,12% dos empregados do banco são PcD, o que representa a maior ação de inclusão da história da Caixa”, destacou a instituição em comunicado.

Neoenergia COSERN mordeniza rede elétrica em cinco municípios da região Agreste; incluindo São Paulo do Potengi

Obras beneficiam 65 mil consumidores em São Paulo do Potengi, Monte Alegre, Brejinho, Jundiá e Lagoa de Pedras

A Neoenergia Cosern modernizou cerca de dez quilômetros de rede elétrica em cinco municípios da região Agreste, reforçando a segurança com a população e o fornecimento de energia para 65 mil consumidores.

Em São Paulo do Potengi e em Monte Alegre, os cabos antigos da rede elétrica de várias ruas do Centro foram substituídos por novos, mais modernos e de melhor convívio com árvores, evitando podas desnecessárias.

Em Brejinho, o mesmo trabalho de modernização da rede elétrica beneficiou os moradores dos sítios Taboleiro, Remédio e Santa Maria. Em Jundiá, o trabalho foi realizado no Sítio Santa Fé. Já em Lagoa de Pedras, as obras de modernização foram realizadas nos Povoados de Mundú de Cima e de Suatã.

“Os trabalhos foram executados cumprindo todos os protocolos de segurança e prevenção à covid-19, definidos pelas autoridades sanitárias e pela Neoenergia”, explica Edson José, engenheiro eletricista da Cosern na Região Agreste e Litoral Sul.

“Com esses investimentos, a Neoenergia Cosern reforça, de maneira expressiva, a qualidade do fornecimento de energia para os potiguares”, lembra o engenheiro.

A Neoenergia Cosern ressalta que a população sempre mantenha distância da rede elétrica.

Para outras orientações de segurança, acesse o site www.neoenergiacosern.com.br

Sindicato do Comércio Varejista de São Paulo do Potengi realiza Convenção Coletiva

Mais um sindicato filiado à Fecomércio RN promoveu a assinatura da Convenção Coletiva. Nesta quinta-feira (15), foi a vez do Sindicato do Comércio Varejista de São Paulo do Potengi, presidido por Antônio Francisco de Oliveira, assinar o acordo com o presidente Eduardo Martins, do Sindicato dos Empregados do Comércio RN, que ocorreu na sede da Federação.

Para o presidente do Sindivarejo São Paulo do Potengi esse momento é importante para o comércio da cidade. Oliveira relembrou que haveria acordo em 2020, mas com a pandemia, o processo foi interrompido.

“Já falei com alguns contadores e empresários que estão interessados em nos ajudar nesse novo processo. É muito importante a Convenção, tanto para o sindicato, como para o comércio de forma geral. Além disso, dá a chance de os empresários aderirem ao Repis”, comentou o presidente do Sindivarejo São Paulo do Potengi, mencionando a alternativa de que microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte tem de adotar valores de pisos salariais diferenciados.

Além disso, a Convenção Coletiva norteia os procedimentos e define posicionamentos de comum acordo entre os sindicatos patronal e laboral, como os valores dos pisos salariais e jornada de trabalho e controle.

“É a segunda vez que o Sindicato de São Paulo do Potengi realiza a Convenção junto conosco e esperamos continuar esse trabalho nos próximos anos, trazendo benefícios aos trabalhadores da cidade”, afirmou Eduardo Martins.

Prefeito Flaviano Lisboa capitaneia prefeitos para a criação de Consórcio Turístico

O Prefeito do município de Passa e Fica, Flaviano Lisboa, reuniu na manhã da última quinta-feira (09), prefeitos e representantes de municípios da região com a finalidade de fomentar a criação de consórcio turístico unindo e fortalecendo o seguimento. Outra pauta foi a busca por uma solução para a problemática do descarte dos resíduos sólidos, um problema que vem assolando desde muito tempo os municípios do Rio Grande do Norte.

“Com a criação do consórcio teremos união e força para o turismo da região, o que nos possibilitará a captação de recursos, além de ajudar no destino dos resíduos sólidos beneficiando os municípios participantes de forma igual e fortalecendo assim a economia em diversos setores da região.” Afirmou o Prefeito Flaviano Lisboa.

Outra pauta importante do encontro foi a apresentação do aplicativo “Cidade+Digital”, uma iniciativa do empresário Lucas Viana, que oportuniza os municípios a oferecerem serviços básicos de atendimento ao público de maneira digital e eficiente, tornando a administração pública mais eficaz na assistência à população.

Segundo o Secretário de Turismo, Meio Ambiente, Juventude e Desenvolvimento Econômico de Passa e Fica, Victor Gadelha, o conjunto de ações que podem ser empregadas pelos respectivos gestores, seja a participação no consórcio do turismo, a modernização da administração pública através do aplicativo “Cidade+Digital” são iniciativas com efetivos resultados para uma administração pública que representa de fato o progresso que a população tanto exige no século XXI. “É um dever de justiça parabenizar a iniciativa do Prefeito Flaviano Lisboa! Sua articulação, e sua sensibilidade de contribuir com os prefeitos da região, levando as soluções encontradas para melhorar a vida do povo de Passa e Fica é uma demonstração de solidariedade em um momento tão crítico para os gestores e prefeitos de todo o estado.” Concluiu Victor Gadelha.

Estiveram presentes representantes de São José do Campestre, Serra de São Bento, Monte das Gameleiras, Santo Antônio e Tacima. Também foram convidados para o consórcio os municípios de Araruna, Nova Cruz e Lagoa d’Anta.

Saiba quantos passos por dia são necessários para reduzir em até 70% o risco de morte por qualquer causa

Aos 90 anos, o médico americano Kenneth Cooper conquistou rios de dinheiro ao longo da vida ao defender a corrida como principal aliado da longevidade e do condicionamento físico. Criado no fim da década de 60 para ser usado pelas forças armadas, o chamado “método cooper”, consistia na prática de corridas de doze minutos para avaliar o desempenho de atletas. O hábito imediatamente conquistou pessoas comuns que começaram a correr em todos os cantos do planeta. Correr se tornou sinônimo de boa forma e saúde.

Só muito recentemente o cenário começou a mudar, com estudos desvendando o impacto positivo da caminhada. Aos poucos, viu-se que os benefícios dos passos mais lentos podem ser tão bons ou melhores que os ligeiros. Pois agora um trabalho quantifica com exatidão o quanto se deve caminhar para que o corpo sinta os efeitos. Pessoas que andam mais de 7 mil passos todos os dias têm de 50% a 70% menos risco de mortalidade. Este é o resultado de um trabalho conduzido por pesquisadores da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, e publicado na prestigiosa revista científica Jama Network.

Dar 7 mil passos diariamente é o mesmo que percorrer de 4km a 5km, a depender da altura da pessoa. Apesar de a distância ser um pouco assustadora, vale lembrar que passos dados dentro de casa e em pequenos deslocamentos também são contabilizados.

Os cientistas americanos acompanharam por cerca de 10 anos um grupo de 2.110 adultos, com idades entre 38 e 50 anos, sendo 57,1% de mulheres e 42,1% de negros. Os voluntários foram divididos em três perfis: os que davam menos de 7 mil passos por dia; os que andavam de 7 mil a 9.999 passos; e aqueles davam mais de 10 mil passos.

O objetivo do trabalho era observar a associação do ritmo diário com a mortalidade prematura, quando o óbito acontece antes dos 65 anos.

Os pesquisadores descobriram que, independentemente do gênero ou etnia, pessoas que davam pelo menos 7 mil passos diariamente tinham de 50% a 70% menos risco de morrer prematuramente do que aqueles que não alcançaram esta marca.

— A atividade física regular é elemento fundamental para manter uma boa saúde. Ela reduz a incidência das doenças cardiovasculares, diabetes, auxilia no controle da pressão arterial e níveis de colesterol. Previne e contribui para tratamento de vários tipos de câncer, osteoporose, problemas digestivos, redução do nível de estresse e aumento do sono, com isso melhorando a qualidade de vida — afirma o cardiologista Bruno Bandeira, coordenador da Cardiologia do Hospital Caxias D’Or.

E não precisa ser muito. Os pesquisadores perceberam que ultrapassar 10 mil passos diariamente não apresentou uma redução adicional de risco de mortalidade em comparação com quem percorreu os 7 mil passos.

O trabalho não levou em consideração a intensidade da caminhada feita pelos voluntários durante o dia. Apesar de outros estudos mostrarem que quanto mais intensa é a atividade — desde que respeite o limite do corpo — melhor a ação na saúde cardiovascular, a pesquisa mostrou que a regularidade no exercício é essencial.

— Este trabalho traz uma importante mensagem para as pessoas que não conseguem correr ou andar tão rápido, ou fazer uma outra atividade física mais estruturada (como ir à academia ou fazer um esporte). Mesmo pequenas atividades durante o dia reduzem o risco de mortalidade e de desenvolvimento de doenças cardiovasculares — comenta o cardiologista Daniel Setta, presidente do Departamento de Doença Coronária da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que sejam praticados 150 minutos semanais de atividade física moderada, o que dá cerca de meia hora de exercício, cinco vezes por semana.

Para aumentar o nível de passos dados diariamente, os especialistas recomendam incluir pequenas alterações no dia a dia, por exemplo, passar a fazer mais atividades a pé, como ir à padaria ou mercado próximo, e usar a escada no lugar de elevadores. Nos últimos anos uma profusão de aparelhos portáteis têm sido cada vez mais usados no dia a dia com esse objetivo, o de contabilizar os passos diários, até mesmo nas atividades mais domésticas. Os modelos vão de aplicativos para celular a smartwatches e pulseiras inteligentes. Os mais sofisticados registram batimentos cardíacos e queima calórica.

A corrida

Um dos primeiros grandes estudos a valorizar os efeitos das caminhadas é de 2015. Conduzido pelo Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, detalhou o papel dos passos leves na saúde. Grande parte dos benefícios são iguais, tanto na corrida quando no caminhar. Ambos diminuem a taxa de colesterol, assim como reduzem o risco de diabete, hipertensão e infarto. Caminhar, porém, parece ser a melhor para a saúde dos ossos. Esse tipo de atividade estimula a reciclagem adequada dos ossos, com a vantagem de causar menos fraturas por estresse do que a corrida. A caminhada também aperfeiçoa a função das células de defesa diante dos micróbios nocivos.

Mas talvez uma das maiores qualidades dos passos mais lentos seja o fato de se tratar de uma atividade simples de ser incorporada no dia a dia e adaptável para todas a as idades. Para os idosos, em especial, essas são características vitais. Homens e mulheres com idade acima dos 80 anos que adotam o hábito de andar presentam mais massa cinzenta no cérebro do que aqueles que levam uma vida sedentária. Maiores quantidades dessa massa cinzenta significam menor risco de distúrbios de memória, por exemplo. Ou seja, esse tipo de exercício físico ajuda a proteger contra o Alzheimer e outros tipos de demência.

O ambiente influencia

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Bristol, no Reino Unido, sugere que caminhar em um ambiente confortável oferece os mesmos benefícios que praticar esta atividade cercada de natureza.

Os cientistas já haviam demonstrado anteriormente que caminhar por ambientes cercados de verde melhorava a capacidade de atenção, concentração e bem-estar, o que se traduzia em passos mais rápidos e constantes. Neste estudo, eles descobriram que aqueles que caminhavam olhando para um ambiente no qual não se sentiam confortáveis apresentam um padrão de passo mais lento e variável, ao contrário de daqueles que andavam olhando para cenários que gostavam ou se sentiam confortáveis.

No estudo, os pesquisadores sugerem que ambientes bem projetados para oferecer conforto durante a prática de alguma atividade física podem ser tão benéficos quanto parques com muito verde.