Câmara de Parnamirim promove evento “Cuidar da Mulher: Prevenção, Proteção e Acolhimento” na próxima segunda, 30

Evento faz parte do Agosto Lilás e terá mamografia, sala de beleza e atendimento jurídico

As mulheres de Parnamirim terão um dia inteiro de ações, serviços e palestras em alusão ao Agosto Lilás, uma campanha nacional de combate à violência doméstica contra as mulheres. O evento, que é organizado pela Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres da Câmara Municipal, começa a partir das 8h da próxima segunda-feira, dia 30, com o tema “Cuidar da Mulher: Prevenção, Proteção e Acolhimento”.

A vereadora Fativan Alves, coordenadora da Frente Parlamentar, explica que a ideia foi realizar um evento abrangente, com oferta de serviços diversos e exposição fotográfica e cultural, além de uma mesa-redonda com debates sobre ações de combate à violência contra a mulher. “Vamos debater sobre o que mais importa neste movimento em defesa das mulheres, com uma mesa redonda com grandes nomes da bandeira feminina a nível
municipal e estadual, de maneira que não apenas chamemos a atenção para esse problema social, mas demonstremos que não admitimos desrespeito aos nossos direitos em Parnamirim e estamos fortalecendo nossa luta dia a dia”, explicou.

O evento contará com serviços de mamografia e preventivos, atendimentos jurídico, psicológico e ginecológico; massagem e terapias alternativas, como auriculoterapia, reflexologia, cromoterapia e acupuntura (PICs); Sala de Beleza, com cabeleireira, manicure e maquiagem; testes rápidos de HIV e Sífilis; além de sorteios de brindes e aulão de dança.

Proposituras em prol das mulheres

A Câmara Municipal tem um papel nessa luta em defesa das mulheres, com diversas indicações e projetos de lei que solicitam ao Poder Executivo a implementação de políticas públicas de enfrentamento a essa questão. Entre os projetos estão solicitações como o WhatsApp Maria da Penha, implantação do Centro de Acolhimento à Mulher Vítima de Violência e da Patrulha Maria da Penha no município. Além desses, o PL nº 034/2021, de autoria de todos os parlamentares da Casa, institui a proibição da nomeação de servidores comissionados que forem enquadrados na Lei Maria da Penha.

Deixe uma resposta