Lamborghini de R$ 800 mil será usada pela Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) do Paraná terá em sua frota uma Lamborghini Gallardo LP 560-4, avaliada em aproximadamente R$ 800 mil. O veículo foi apreendido durante operação que investigava fraudes praticadas por grupo empresarial em negociações de criptoativos.

A Operação Daemon foi realizada em julho de 2021. Segundo a PF, a lamborghini pertencia a Cláudio José de Oliveira, conhecido como Rei do Bitcoin.

O veículo tem motor de 10 cilindros e potência de 560 cavalos. O  carro vai de zero a 100 km/h em 3,7 segundos e pode alcançar velocidade máxima de 325 km/h.

O automóvel não será utilizado para operações de rotina, segundo a PF. Ele será usado em exposições, eventos e ações pedagógicas de repressão ao crime organizado e descapitalização de bens das organizações criminosas.

A PF informou também que a utilização do veículo é provisória. O veículo de luxo será devolvido ao Poder Judiciário para ir a leilão. Os valores levantados deverão ser destinados aos prejudicados pela organização criminosa alvo da Operação Daemon.

Deixe uma resposta