Dia: 20 de agosto de 2021

Mulher é morta em tentativa de assalto a joalheria dentro de shopping no CE

Uma mulher foi morta a tiro na noite de hoje dentro do shopping Iguatemi, em Fortaleza, capital do Ceará. A vítima era funcionária da joalheria Tânia Joias. Em nota, o Iguatemi informou que o incidente ocorreu no interior do empreendimento e que fechou mais cedo nesta sexta-feira (20).

A equipe de primeiros socorros chegou a atender a mulher, mas ela acabou não resistindo. Em áudio divulgado nas redes sociais pelo jornal Tribuna do Ceará, um socorrista que participou da ocorrência conta que todos na loja foram rendidos e, quando os assaltantes saíram, a funcionária teria apertado o botão de acionamento da porta automática da loja, para evitar que eles retornassem ao local e acabou atingida nas costas.

O marido da vítima acompanha a ação da polícia no local. “O shopping lamenta o fato e realizará todos os esforços para apurar as circunstâncias do ocorrido o mais rápido possível”, informou o estabelecimento. O UOL entrou em contato com a SSPDS-CE (Secretária de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará) para mais informações e aguarda retorno.

Nas redes sociais, usuários publicaram imagens do momento do tiro, por volta das 19h, em cenas que mostram os frequentadores tentando fugir do local. Em diversos registros, é possível ver crianças assustadas e bastante choro.

UOL

Leo Romano assina Masterplan na 6ª edição da CASACOR Rio Grande do Norte

Projeto possui 21 ambientes que priorizam a composição de uma bela morada

Após o anúncio do local que sediará a 6ª edição da CASACOR Rio Grande do Norte, os franqueados Cesar Revoredo e Luciano Almeida revelam a assinatura do masterplan que dará forma a Mostra. Experiente, com mais de duas décadas dedicadas ao fazer do design e da arquitetura, quem assina é o renomado arquiteto Leo Romano.

Com respeito, criatividade, comprometimento e dedicação, Leo Romano imprime todo seu conhecimento, não somente no masterplan, como também no “Restaurante” que está entre os 21 ambientes desta edição. Para a Mostra do RN, o arquiteto projetou um circuito que valoriza a experiência de visitação de todos os ambientes possíveis na composição de uma bela morada, mantendo o cuidado para que todos os espaços de convivência permaneçam abertos e arejados, dando protagonismo para a magnífica vista da mata atlântica do Parque das Dunas, situado no coração da cidade de Natal-RN.

Com várias participações nas exposições CASACOR pelo país, Leo Romano inova e ousa em todos os projetos que assina, que junto ao seu aprimoramento profissional, garantem um posicionamento de mercado focado principalmente em conceitos estéticos e espaciais únicos, que faz do trabalho de Leo um exemplo de autoria e identidade. Em sua ampla trajetória, destacam-se projetos para faculdades, bancos, lojas de decoração, bares, restaurantes, boates e outros. Destaque também para projetos residenciais em Goiânia-GO e diversas praças. Sensível, mapeando o presente e antecipando o futuro, Leo acredita na estética como um caminho para a transformação e felicidade.

CASACOR Rio Grande do Norte 2021
A Mostra será realizada de 29 de outubro a 30 de novembro, em uma casa com quase 4 mil metros quadrados situada na área nobre da Zona Leste de Natal, no bairro Petrópolis.

Humana Saúde no RN com nova equipe de comunicação e Marketing

Com menos de um ano de atuação no Rio Grande do Norte, a Humana Saúde já contabiliza diversos índices positivos. O crescimento exponencial da operadora traz com ela avanços nos seus diversos setores. Agora, a coordenação de comunicação e marketing da empresa será comandada pelo potiguar Kehrle Júnior.

Jornalista por formação pela Universidade Potiguar (UnP), Kehrle era o assessor de imprensa da Humana, vaga que será ocupada pela também jornalista, Salvina Miranda. O novo coordenador leva para o Nordeste o nome forte do Rio Grande do Norte como reduto de profissionais da terra que alçam e alcançam voos mais altos.

No currículo, Kehrle leva na bagagem experiências da TV Tropical, Assessoria da Câmara Municipal de Natal, entre outros.

Heitor Gregório

Funcionários do Lacen são ouvidos em CPI da Covid na Assembleia Legislativa

A tarde desta quinta-feira (19) foi de mais depoimentos referentes aos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Os parlamentares ouviram o diretor administrativo do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen), Derley Galvão de Oliveira, e a técnica de enfermagem e responsável pelo setor de compras do laboratório, Cristiane Felinto Leal Torres. O foco principal da discussão foi o contrato para aquisição de testes swab e reagentes por parte do Governo do Estado, através do laboratório.

Relator da CPI da Covid, o deputado Francisco do PT foi o primeiro a fazer perguntas e questionou ambos os servidores, que foram ouvidos na condição de testemunhas, sobre a forma como ocorreu o trabalho para aquisição do material durante o ano passado, em momento crítico da pandemia no Rio Grande do Norte. O parlamentar fez a leitura da justificativa no requerimento para a convocação dos responsáveis pelo setor, que negaram ter observado quaisquer indícios de irregularidades.

“Se há irregularidade, onde está o dano ao erário público? Os testes não foram usados? Não foram úteis à população? São questionamentos que fazemos porque, ao nosso ver, não há indícios de fraudes”, disse o relator da CPI.

Por outro lado, o presidente da CPI, deputado Kelps Lima (Solidariedade), e o deputados Tomba Farias (PSDB), suplente da comissão, questionaram os depoentes sobre informações que, no entendimento dos parlamentares, deveriam estar no processo para a compra. Os principais questionamentos foram com relação à ausência de e-mails encaminhados para a solicitação de orçamentos para empresas que poderiam executar o serviço; o motivo pelo qual somente uma empresa, que foi a vencedora, encaminhou as certidões que avalizavam a prestação do serviço; e sobre uma nota fiscal da empresa vencedora que foi utilizada para embasar os preços praticados no mercado.

O deputado Kelps Lima cobrou informações sobre quem anexou as notas fiscais da empresa e quem teria solicitado a proposta, mas não teve a confirmação. Para ele, é importante o fornecimento do dado e, por isso, haverá a solicitação de mais dados à própria Secretaria de Saúde do Estado e ao Lacen.

“Perguntamos às duas pessoas que trataram diretamente sobre o processo e nenhum dos dois sabem quem colocou esta nota como sendo uma proposta. Por isso que estamos requisitando mais informações, assim como também solicitamos o arquivo referente a pesquisa, que teve 49 buscas, mas somente três foram utilizadas”, explicou Kelps Lima.

Além das oitivas, os deputados também aprovaram requerimentos para a modificação da condição de testemunhas para quatro representantes de empresas, que serão ouvidos pela CPI na condição de investigados. A expectativa é que ainda nesta sexta-feira (20) sejam confirmados os nomes das próximas pessoas que serão ouvidas no âmbito da comissão.

PF faz buscas contra Sérgio Reis e deputado Otoni de Paula

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis são alvos, nesta sexta-feira (20), de mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A ação investiga incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia.

Ao todo, 13 mandados foram autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes e atendem a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). Agentes da Polícia Federal (PF) foram a 29 endereços no Rio e em Brasília ligados ao cantor e ao deputado.

“O objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”, afirmou a PF, em nota.

Montagem de fotos mostra o cantor Sérgio Reis e o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) — Foto: Eduardo Galeno/Divulgação e Reprodução/Facebook

Otoni foi denunciado pela PGR ao STF em julho de 2020 pelos supostos crimes de difamação, injúria e coação em vídeos com ataques e ofensas a Alexandre de Moraes. No mês seguinte, a Justiça de São Paulo determinou a exclusão das postagens.

O G1 tenta contato com o cantor e com o parlamentar.

Nas redes sociais, Otoni afirmou que “não há nada melhor que não dever nada a ninguém” e chamou Moraes de “tirano”. O parlamentar acrescentou que foi intimado a comparecer à PF.

Agentes da PF foram cumprir mandado de busca em um condomínio no Anil — Foto: Reprodução/TV Globo

Ofensas de deputado a ministro

O caso de Otoni de Paula envolve dois vídeos em que criticou Moraes pela decisão que libertou o blogueiro Oswaldo Eustáquio, mas o proibiu de usar as redes sociais.

No vídeo, Otoni chama Moraes de “lixo”, “tirano” e “canalha”, entre outras ofensas. Na ocasião, o deputado era um dos vice-líderes do governo Bolsonaro. Ele já deixou o cargo.

Otoni depois pediu desculpas e disse que “extrapolou”.

Moraes é o relator do inquérito que investiga a organização e o financiamento de atos antidemocráticos. O deputado e o blogueiro são investigados no inquérito.

Otoni de Paula exibe o mandado de busca e apreensão contra si — Foto: Reprodução

O que dizem os envolvidos

Otoni se manifestou pelas redes sociais.

“Não há nada melhor do que você andar de cabeça erguida. Não há nada melhor do que você não dever nada a ninguém.

Não há nada melhor que a polícia vir na sua casa e não ter dinheiro para ser apreendido, não ter joias, não ter relógio de ouro de prata, de marca.

Se ficar rico, é bandido. Não tem como você ser um político e ficar rico. Não tem como você ser um pastor e ficar milionário, a não ser que seja empresário paralelamente.

É bom ter a vida limpa, graças a Deus.

Então dizer a quem interessa que a postura nós vamos manter a mesma, a coragem nós vamos manter a mesma. E vamos manter essa mesma postura, e vamos para cima, vamos para frente. Tentando ver se esse país muda, se esse país a gente consegue ter dias melhores nesta nação.

Vamos em frente, mostrando que não temos medo da tirania, seja ela de quem for. Inclusive do nosso tirano, senhor ministro Alexandre de Moraes. Que vergonha, ministro. Que postura antidemocrática o senhor tem tido.”

G1