“Se Agripino estivesse na Câmara, estaria apoiando Bolsonaro”, retruca Natália Bonavides após ex-governador criticar a bancada potiguar

Ex-governador José Agripino Maia e deputada Natália Bonavides – Foto: Reprodução

A deputada federal Natália Bonavides (PT) respondeu a declaração do ex-governador e ex-senador do Rio Grande do Norte, José Agripino (DEM), de que a bancada potiguar no Congresso Nacional é ‘ruim e sem credibilidade’. Em resposta, a parlamentar petista afirmou que “essas críticas despertam a curiosidade: se ele estivesse na Câmara, o que estaria fazendo? Pelo histórico, provavelmente estaria apoiando, como está fazendo a maioria do seu partido, as medidas do governo Bolsonaro que são diretamente responsáveis pelo agravamento da crise”.

Natália argumentou que “quem agiu para dar um golpe no país e abrir caminho para a extrema-direita e o fascismo chegarem ao governo não tem nenhuma condição de falar em ‘credibilidade’ E o povo potiguar mostrou isso quando derrotou as posições defendidas pelo ex-senador, junto com ele, nas urnas”. O posicionamento da deputada, em entrevista ao Potiguar Notícias, faz alusão a não eleição de Agripino para deputado federal durante as eleições gerais de 2018.

A alfinetada dada nesta quarta-feira 24, acontece um dia após a fala do ex-governador, pronunciada durante entrevista à Rádio Cidade. “É ruim (o trabalho da bancada). Me desculpe a modéstia, mas é ruim. Não vejo nenhum expoente na bancada federal. Um ou outro se movimenta; faz uma coisa, faz outra. E essa é a opinião que eu tenho e que recolho nas conversas que eu tenho. Não é nenhuma coisa particular. Sinto que há uma grande decepção hoje por parte das pessoas, na capital e no interior, com relação a atuação de membros da bancada”.

O Rio Grande do Norte atualmente é representado pelos deputados federais Benes Leocádio (Republicanos), Beto Rosado (PP), Carla Dickson (Pros), General Girão (PSL) João Maia (PL), Natália Bonavides (PT), Rafael Motta (PSB) e Walter Alves (MDB) e pelos senadores Jean Paul Prates (PT), Styvenson Valentim (Podemos) e Zenaide Maia (Pros).

Agora RN

Deixe uma resposta

Open chat