Cerca de 60 municípios do RN enfrentam problemas no abastecimento de oxigênio, diz Conselho Estadual de Secretarias Municipais de Saúde

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Reportagem do portal G1-RN nesta terça-feira(16) destaca que cerca de 60 municípios do Rio Grande do Norte enfrentam problemas com a falta de oxigênio para tratamento de pacientes internados com a Covid-19, segundo o Conselho Estadual de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems). O consumo do gás aumentou cerca de 15% desde o início da pandemia. Durante o fim de semana, pelo menos três unidades de saúde na capital e região metropolitana tiveram problemas com a falta do insumo.

A reportagem ainda destaca um alerta do Conselho Estadual de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), afirma que pelo menos 60 municípios do estado enfrentam problemas com o abastecimento de oxigênio. Em alguns, a situação é mais crítica. De acordo com o Cosems, sem a ajuda da Sesap, pode faltar oxigênio até o próximo domingo (21). A presidente do Cosems disse ainda que a situação de desabastecimento é nacional. As empresas que fornecem oxigênio e outros gases hospitalares enfrentam dificuldades para cumprir o contrato com os órgãos públicos e já limitam o abastecimento.

(Veja mais detalhes AQUI em vídeo e reportagem na íntegra).

Em nota a Sesap informou que o fornecimento de oxigênio vem acontecendo em condições estáveis. Segundo informação da empresa White Martins, que é fornecedora dos gases medicinais para os hospitais e outras unidades da rede estadual de saúde, a situação geográfica do RN é mais favorável a logística do abastecimento, garantindo estabilidade ao fornecimento, mesmo com esse acréscimo de consumo. A Sesap informou também que vem atuando em parceira com os municípios que requisitaram apoio para o abastecimento de oxigênio.

Com acréscimo de informações do G1

Deixe uma resposta

Open chat