Dia: 1 de março de 2021

Ubaldo se reúne com prefeito de Macaiba para entrega de emenda para compra de ambulância

O deputado estadual Ubaldo Fernandes (PL) destinou R$ 100 mil para área de saúde de Macaíba. O recurso, liberado pelo Governo do Estado, no dia 19 de fevereiro, servirá para aquisição de uma ambulância. O parlamentar esteve no município na tarde desta segunda-feira (01) em audiência com o prefeito Emídio Junior (PL).

“Tão logo Emídio foi eleito, conversando conosco na Assembleia, nos pediu essa atenção e apreço por Macaiba e me comprometi com emenda pra essa cidade importante da região metropolitana, tendo muito compromisso do nosso mandato com a cidade. A saúde sempre é prioridade, ainda mais agora nesse contexto de pandemia. Então, esse recurso chega numa boa hora porque temos certeza que a frota precisa ser renovada e ampliada”, destacou o parlamentar.

O chefe do Executivo agradeceu: “importante demais essa emenda, ainda mais que temos demandas gigantescas de todas as ordens. Nós pegamos o Município cheio de dificuldades e esse recurso vai nos auxiliar e muito. Nossas necessidades são grandes e ele tem acesso a um orçamento pequeno e tem que atender outros municípios, mas a gente fica grato por essa atenção com Macaíba e renovamos nosso pedido para que sejamos contemplados de novo para continuar ajudando a desenvolver nosso município”.

São Paulo do Potengi registra 13 novos casos de Covid-19

Pode ser uma imagem de texto que diz "BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO SÃO PAULO DO POTENGI COVID-19 Até às 18h da segunda-feira, 01 de março de 2021. CASOS NOTIFICADOS 1.914 DISTRIBUIÇÃO DOS CASOS CONFIRMADOS POR UBS DE REFERÊNCIA 66 AGUARDANDO EXAMES 179 CENTRO 169 SANTA CLARA ASSUNÇÃO DUMONT 88 JUREMAL CABAÇO 29 CAMPO GRANDE 20 JUREMA 718 CONFIRMADOS 1.130 DESCARTADOS 652 RECUPERADOS MONITORAMENTO 18 ÓBITOS DISTRIBUIÇÃO DOS CASOS CONFIRMADOS POR SEXO FAIXA ETARIA 13 NOVOS CONFIRMADOS DESDE ÚLTIMO BOLETIM NO IA26 DE FEVEREIRO DE 2021 299 MASCULINO anos 19 419 FEMININO anos- 98 anos ÃOPALO DOPOTENG ÛCI MUNICIPAL Secretari a Municipal de Saúde 9an- Acima 128 #JuntosContraoCoronavírus"

O município de São Paulo do Potengi registra 13 novos casos confirmados para a Covid-19 desde o último boletim no dia 26 de fevereiro. De acordo com o boletim desta segunda-feira (01), a cidade já registra 718 casos de covid-19.

Sendo 652 recuperados, 66 aguardando resultado, 1,914 casos notificados e 48 em monitoramento.

De acordo com o RegulaRN o Hospital Regional Monsenhor Expedito segue com 100% de leitos críticos lotado.

Câmara de Natal suspende atividades legislativas por uma semana

A Câmara Municipal de Natal vai suspender todas as atividades legislativas da Casa entre os dias 02 e 08 de março. A decisão foi tomada devido ao aumento exponencial do número de casos de infecção por COVID-19 em todo o Rio Grande do Norte, bem como na taxa de ocupação dos hospitais públicos e particulares da capital potiguar, além da necessidade de intensificar medidas de prevenção à infecção e propagação da doença. Também foram levados em consideração os novos decretos publicados pelo Governo do Estado e pela Prefeitura Municipal de Natal.

O Ato que trata sobre a suspensão das atividades legislativas, como Sessões Ordinárias, Reuniões de Comissões e Frentes Parlamentares, será publicado nesta terça-feira (2), no Diário Oficial do Município, e entra em vigor a partir da data de sua publicação, podendo ser prorrogado ou serem adotadas novas medidas, a critério da Mesa Diretora. Durante o período de suspensão será realizada uma desinfecção dos prédios que compõem o Poder Legislativo Municipal.

O acesso às dependências da CMN estará totalmente restrito, inclusive aos gabinetes parlamentares.

Durante a suspensão, o Plenário poderá se reunir excepcionalmente, por convocação do Presidente, de forma virtual, através do Sistema de Deliberação Remota (SDR), para a deliberação de matérias que exijam o pronunciamento urgente do Poder Legislativo Municipal, assim como seus servidores, que também poderão ser convocados em caráter extraordinário, se necessário.

É importante destacar que a interrupção dos trabalhos legislativos será compensada, a depender da necessidade, com sessões extraordinárias no turno matutino. As atividades dos setores administrativo e financeiro, que sejam indispensáveis ao mínimo funcionamento da Câmara de Natal, serão mantidas, sendo o trabalho efetuado através de regime de escala e teletrabalho, quando possível.

“Cabe ao Poder Público reduzir as possibilidades de contágio do novo coronavírus, bem como zelar pela saúde dos servidores. Várias instituições, governos, prefeituras, assembleias e câmaras pelo país estão reforçando seus cuidados no combate à doença. Precisamos dar uma pausa, nos resguardarmos e oferecermos nossa contribuição à sociedade”, enfatizou o presidente da Casa, vereador Paulinho Freire.

Femurn pede empenho da bancada na busca por vacinas junto ao governo federal

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) enviou ofício ao coordenador da bancada federal potiguar, deputado Benes Leocádio (Republicanos) solicitando empenho dos parlamentares do Estado na busca por vacinas junto ao Governo Federal. A instituição entende que os imunizantes precisam ser adquiridos e distribuídos de forma igualitária nacionalmente.

No ofício, assinado pelo presidente da Femurn, Babá Pereira (Republicanos), a entidade diz que o plano atual de vacinação oferece “pouca oferta de doses e está sendo implementado com baixa intensidade”. Além disso, a Federação alerta que os municípios potiguares não possuem “condições financeiras para suportar o ônus de uma campanha de vacinação, sobretudo, em relação ao coronavírus, cuja aquisição é difícil e bastante onerosa”.

Segundo Babá, “a imunização é uma das poucas alternativas para o grave momento que estamos vivendo em relação à pandemia do Covid-19 em nosso Estado. Outras alternativas, também buscadas e até apoiadas pelos municípios são insuficientes para conter o avanço da doença, assim como algumas repercutem forte e negativamente na economia local, agravando ainda mais o momento em que estamos vivendo”.

Grande Ponto

Comissão de Saúde retoma trabalhos e discute projetos para o combate à Covid-19

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Natal retomou os trabalhos na tarde desta segunda-feira (1). Presentes na reunião, os integrantes; vereadores Preto Aquino (PSD), Camila Araújo (PSD), Luciano Nascimento (PTB), Herberth Sena (PL) e Geovane Peixoto (PTB) que debateram sobre diversos projetos que estão em andamento na casa e pontuaram sobre os assuntos que irão pautar a Comissão ao longo de 2021.

De acordo com o presidente Preto Aquino, a inovação será uma marca nos trabalhos desenvolvidos na Comissão de Saúde. “Iremos inovar em 2021, realizando visitas noturnas, bem como no final de semana e feriados, mudando um pouco a atual rotina e pegando de surpresa o andamento e funcionamento dos serviços de saúde na cidade”, afirmou Preto Aquino.

“A expectativa é muito boa, sabemos que a saúde é uma área prioritária e tão necessária neste momento de pandemia e calamidade. Vamos arregaçar as mangas e trabalhar para ofertar o melhor para o nosso município”, acrescentou a vereadora Camila Araújo.

Enfrentamento à Covid-19

No total, a comissão designou vinte e um projetos para relatoria e aprovou outros quatro. Entre as matérias aprovadas, está o projeto de Lei 231/2020, de autoria do vereador Bispo Francisco de Assis (Republicanos), que estabelece multa para quem divulgar por meio eletrônico notícias falsas, as “fake news”, sobre epidemias, endemias e pandemias no município de Natal. A Lei foi aprovada por unanimidade no âmbito da Comissão.

Para relatoria, os parlamentares debateram o projeto de Lei 185/2020, de autoria do vereador Kleber Fernandes (PSDB), que institui a política municipal de sanitização de ambientes públicos e/ou privado com o objetivo de retomada gradual das atividades na cidade. Do vereador Eriko Jácome (MDB), foi designada relatoria da PL 221/2020, que cria o Dia Municipal em Memória das vítimas da Covid-19, a ser lembrado, anualmente, no dia 31 de março.

FECAM/RN recomenda suspensão das sessões nas Câmaras Municipais do RN

O Presidente em exercício da Federação das Câmaras Municipais do RN (FECAM/RN), Iron Júnior, emitiu recomendação para todas as Câmaras Municipais do RN, portanto, a Federação recomenda a suspensão de sessões legislativas e/ou reuniões presenciais no âmbito das Casas Legislativas Municipais, evitando assim o contato físico de pessoas e a consequente e inevitável propagação do vírus aludido.

A recomendação possui caráter meramente orientador, de modo que as Câmaras Municipais afiliadas à FECAM possuem total autonomia administrativa para segui-lo ou não, de acordo com seus regramentos locais e próprios.

Prefeito de Canguaretama doa salário para vítimas das enchentes de Baía Formosa

O município de Baía Formosa sofreu com a enchente que aconteceu em decorrência das fortes chuvas nesta última sexta-feira (26), resultando em famílias desabrigadas e perdas de utensílios das suas residências. A tragédia fez com o prefeito da cidade vizinha, Wellinson Ribeiro, de Canguaretama, doasse todo o seu salário do mês de fevereiro, no valor de R$ 21.000,00, para os moradores prejudicados. A ação ocorreu por meio de uma visita ao município neste domingo (28).

As chuvas alagaram ruas e casas no centro da cidade. Além disso, também foi registrado uma queda de energia. Foram 128 milímetros de água em 6 horas, durante a madrugada e a manhã da última sexta-feira, de acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

“Não há como ter um atitude ao ver familiares da cidade vizinha desabrigados com a enchente e perderem seus móveis, muitos quase perderam tudo de sua casas. O mínimo que decidi fazer foi doar meu salário de fevereiro para os amigos da cidade irmã, para que seja minimizado o problema. É a hora de juntos fazermos algo, que poderia ter acontecido conosco”, conta o prefeito Wellinson Ribeiro.

O vereador Netto Cavalcante, do Cidadania, fez o agradecimento. “Muitas famílias desabrigadas, famílias que perderam tudo e o prefeito, Wellinson Ribeiro, teve a solidariedade e um gesto muito nobre de vir doar o seu salário para ajudar a estas famílias. Desde já Baía Formosa agradece por uma atitude de solidariedade com o nosso povo”, disse.

A prefeita de Baía Formosa, Camila Veras de Melo Cavalcanti (Republicanos), acompanhada do seu pai e ex-prefeito do município, Nivaldo Melo, também se solidarizaram e decidiram repetir a atitude de Wellinson ao fazer doações como pessoa física, além de garantir todo o apoio público da gestão com novos auxílios aos moradores da cidade atingida.

TRIBUNA DO NORTE

Com avanço da Covid-19 no RN, reitor da UFRN quer reduzir atividades presenciais nas próximas semanas

O reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, enviou neste domingo, 28, uma carta à comunidade universitária falando sobre o aumento de casos de Covid-19 no Rio Grande do Norte. “Decidimos recomendar que os colegiados avaliem se as atividades práticas presenciais de componentes curriculares podem ser suspensas temporariamente, ou ofertadas de maneira remota”, disse em um trecho do comunicado.

Diniz Melo também falou sobre as medidas adotadas no combate ao coronavírus adotadas pelo Comitê Covid-19 da universidade. “Desde o início da pandemia, em março do ano passado, tivemos que adotar várias medidas acadêmicas e administrativas, entre elas a instalação do Comitê Covid-19 para assessorar a gestão e monitorar o cenário da pandemia; a suspensão das atividades presenciais, por tempo indeterminado, a partir de 17 de março de 2020; a realização de testes da covid-19 (mais de 70 mil exames já realizados). Além dessas, destacam-se igualmente a produção de álcool 70%; a participação dos Hospitais Universitários, com atendimento 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS), como parte da estratégia de combate ao novo coronavírus; o desenvolvimento de aplicativos para gestão de leitos e aplicação de vacinas e a reorganização das atividades administrativas com a publicação de um protocolo de biossegurança para orientar as unidades na oferta de atividades presenciais,” abordou.

Segundo o reitor, a suspensão das atividades de ensino traz prejuízo para os estudantes e, por isso, em junho de 2020 houve um período letivo suplementar excepcional. Nele, foram ofertadas componentes curriculares facultativos para docentes e estudantes no formato remoto. “Nesse ínterim, fizemos o planejamento para a retomada do semestre, buscando, inclusive, criar as condições para acompanhamento das aulas por parte dos estudantes e oferecendo capacitação aos docentes para atuarem em formato remoto. Retomamos, em setembro, o semestre 2020.1, também de forma remota, aprovando, nos meses de novembro e dezembro, resoluções que dispõem sobre a regulamentação das atividades de ensino para os períodos seguintes”, relembrou.

LEIA A VERSÃO COMPLETA DO COMUNICADO

Caros integrantes da comunidade universitária,

Desde o início da pandemia, em março do ano passado, tivemos que adotar várias medidas acadêmicas e administrativas, entre elas a instalação do Comitê Covid-19 para assessorar a gestão e monitorar o cenário da pandemia; a suspensão das atividades presenciais, por tempo indeterminado, a partir de 17 de março de 2020; a realização de testes da covid-19 (mais de 70 mil exames já realizados). Além dessas, destacam-se igualmente a produção de álcool 70%; a participação dos Hospitais Universitários, com atendimento 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS), como parte da estratégia de combate ao novo coronavírus; o desenvolvimento de aplicativos para gestão de leitos e aplicação de vacinas e a reorganização das atividades administrativas com a publicação de um protocolo de biossegurança para orientar as unidades na oferta de atividades presenciais.

Sabemos que os prejuízos da suspensão das atividades de ensino são muito grandes, especialmente para os estudantes. Neste sentido, iniciamos em junho de 2020, um Período Letivo Suplementar Excepcional, com oferta de componentes curriculares de forma facultativa para docentes e estudantes, no formato remoto. Nesse ínterim, fizemos o planejamento para a retomada do semestre, buscando, inclusive, criar as condições para acompanhamento das aulas por parte dos estudantes e oferecendo capacitação aos docentes para atuarem em formato remoto. Retomamos, em setembro, o semestre 2020.1, também de forma remota, aprovando, nos meses de novembro e dezembro, resoluções que dispõem sobre a regulamentação das atividades de ensino para os períodos seguintes.

As aulas atualmente ministradas na UFRN, são, portanto, em formato remoto como previsto nas resoluções 062/2020 e 105/2020 do Conselho de Ensino, Pesquisa Extensão (Consepe) e, apenas excepcionalmente, com algumas atividades práticas realizadas de forma presencial, cumprindo rigorosamente a orientação de que sejam realizadas “desde que sejam asseguradas as condições de biossegurança e observadas as normas vigentes em relação à emergência em saúde pública, sendo a oferta condicionada à aprovação pelos colegiados de curso e plenários de departamento e à homologação pelos respectivos centros ou unidades acadêmicas especializadas.”

O recente agravamento da situação da pandemia no nosso Estado, com o significativo aumento do número de casos e possibilidade de colapso de leitos nas unidades hospitalares, tem levado as autoridades de saúde a buscarem o aumento na disponibilização de leitos de terapia intensiva, enquanto se recomenda que gestores estaduais e municipais intensifiquem as medidas de restrição de circulação de pessoas. No esforço de atuar de modo eficaz nesse processo, nosso Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) abriu recentemente 10 leitos de terapia intensiva para covid-19.

Hoje foi publicado pela Exma. Sra. Governadora do Estado, o Decreto n° 30.383, que “dispõe sobre medidas temporárias de distanciamento social e institui o toque de recolher no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte, e dá outras providências.”

Logo que tomamos conhecimento da publicação do referido decreto, convocamos o Comitê Covid-19 da UFRN, que se manifestou no sentido de que a oferta de atividades presenciais na instituição deve continuar condicionada à deliberação dos colegiados de curso e plenários de departamento, além da homologação dos respectivos centros ou unidades acadêmicas especializadas, em conformidade com a Resolução do Consepe.

Não é demais reiterar que a UFRN já vem funcionando em formato remoto, tanto nas suas atividades acadêmicas como nas administrativas. E que a excepcionalidade de algumas atividades práticas presenciais acham-se circunscritas a alguns cursos da área da saúde e podem permitir, inclusive, que estudantes de graduação e de pós-graduação contribuam com o enfrentamento da situação atual. Não sendo demais também lembrar que para o planejamento dessas atividades foi necessária uma preparação dos centros e unidades acadêmicas especializadas, de maneira a atender às recomendações do Protocolo de Biossegurança da Instituição.

Importa dizer que diante do agravamento das circunstâncias da covid-19 no nosso Estado, entendemos e, obviamente, concordamos que é necessário reduzir para o mínimo possível as atividades presenciais nas próximas duas semanas. Apesar de todos os cuidados observados, sabemos que até mesmo o deslocamento das pessoas deve ser reduzido neste período, na medida do possível. Neste sentido, preocupados com a situação da pandemia, decidimos recomendar que os colegiados avaliem se as atividades práticas presenciais de componentes curriculares podem ser suspensas temporariamente, ou ofertadas de maneira remota, desde que a suspensão não traga prejuízos ainda maiores para o enfrentamento da pandemia

Gostaríamos de finalizar reiterando que temos a perfeita noção de que enfrentamos dias muito desafiadores. E sem prejuízo de atividades que, no âmbito da instituição possam ajudar de forma concreta a melhorar a situação a partir das medidas oportunamente baixadas pelo Governo do Estado – uma vez que, não dispondo ainda de vacinas para toda população, a necessidade do distanciamento social tem sido recomendada como alternativa para tentar evitar o colapso dos nossos sistemas de saúde – pedimos a todas as pessoas para que contribuam com este processo. Isto é gesto de cidadania, responsabilidade e respeito ao próximo. Aproveito o ensejo para dirigir os nossos agradecimentos a toda nossa comunidade universitária pela dedicação, compreensão e paciência nesta jornada tão incomum e difícil.

José Daniel Diniz Melo

Reitor da UFRN

AGORA RN