Subtenente Eliabe cobra paridade salarial prevista em lei a pensionistas da PM

O deputado estadual subtenente Eliabe (SDD) trouxe o tema da reforma da Previdência para a Assembleia Legislativa do RN. E na sessão desta quinta-feira (11), destacou os efeitos provocados na vida dos pensionistas da Polícia e do Corpo de Bombeiro Militar do RN. De acordo com o parlamentar, o Estado foi o único do Brasil que não aplicou os benefícios da reforma.

“Os militares estaduais já foram atingidos a partir de novembro de 2019, sendo sacrificados e tendo garantias e direitos sendo finalizados. Esse sistema trouxe prejuízos para a categoria e algumas recompensas, mas aqui no Estado, o governo lançou mão de aplicar o bônus a esses servidores”, disse.

Com a perda do benefício da isenção previdenciária – que existe aqui no Rio Grande do Norte para os servidores públicos aposentados e pensionistas que ganham até R$ 6.101,05 (civis e, antes da reforma, militares), a contribuição passou a ser sobre a remuneração integral e os reformados e pensionistas passaram a contribuir.

“O Rio Grande do Norte é o único Estado que aplicou o bônus da reforma e os benefícios, não aplicou. As pensionistas são aquelas mulheres que perderam seus maridos, assassinados em razão de serem policiais e o Estado, ao invés de amparar, abandona”, finalizou.

Deixe uma resposta

Open chat