Dia: 9 de fevereiro de 2021

Mesa Diretora da Assembleia fixa número de integrantes das Comissões Permanentes

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, definiu esta manhã (9), em reunião presidida pelo deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), depois da reunião dos líderes das bancadas dos partidos, o número de participantes das Comissões Permanentes da Casa, para este ano Legislativo.

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação será integrada por sete deputados, como titulares e seus respectivos suplentes. A comissão de Finanças e Fiscalização terá igual número. Já com cinco membros ficam as comissões de Saúde; Administração, Serviços Públicos, Trabalho e Segurança Pública e a de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Sócio Econômico, Meio Ambiente e Turismo.

Já para a Comissão de Defesa do Consumidor, dos Direitos Humanos e Cidadania foi fixado o número de três integrantes titulares e três suplentes.

“Esperamos que até amanhã os líderes encaminhem os nomes dos deputados dos seus partidos, para que amanhã mesmo seja feita a composição das Comissões Permanentes, que têm importante papel na análise, de discussão e votação das matérias, para a votação final em plenário”, disse o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira.

As Comissões Permanentes, que subsistem através das legislaturas, com caráter técnico-legislativo ou especializado, têm por finalidade apreciar os assuntos ou proposições submetidas a seu exame e sobre eles deliberar, assim como exercer o acompanhamento dos planos e programas governamentais e a fiscalização orçamentária do Estado, no âmbito dos respectivos campos temáticos e áreas de atuação.

Governo lança o RN + Grãos para estimular produção no litoral

Dez unidades demonstrativas vão cultivar soja, sorgo e milho sem irrigação

Estimular a produção de grãos nos municípios do litoral do Rio Grande do Norte. Este é o objetivo do programa RN + Grãos lançado nesta terça-feira (09) pela governadora Fátima Bezerra. Executado pela Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE) e com orientação técnica da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) e da Empresa de Extensão Rural (Emater/RN), o programa vai aproveitar o potencial de chuvas na região Leste, próximo à faixa litorânea, que oscila entre 1.200 e 1.800 milímetros por ano e tem disponível 300 mil hectares.

“Este é mais um programa que vem para atender as demandas do nosso povo. O RN tem atividades consolidadas na avicultura e na pecuária leiteira que demandam alto consumo de grãos. Com a produção local, aproveitando estas áreas onde não há dificuldade hídrica, estaremos estimulando a atividade e proporcionando redução de despesas aos pecuaristas e ao avicultores diretamente”, afirmou a governadora, professora Fátima Bezerra, para acrescentar: “o RN + Grãos significa cidadania e desenvolvimento. Venho do sertão, sou de origem popular e senti na pele os efeitos dramáticos da seca. O RN + Grãos é uma proposta de parceria inovadora, sendo mais uma medida que traduz nosso compromisso de gestão com parcerias e diálogo”.

A governadora também citou ações como os programas para as entregas de sementes de milho, feijão e outras plantas e as sementes crioulas – o maior do país -, que estão marcadas para a segunda quinzena de fevereiro. Somados, os dois programas ultrapassam as 670 toneladas de grãos.
Registrou ainda que o RN + Grãos é uma política que visa promover mais cidadania, trabalho e dignidade à população. “Não tenho dúvida que o projeto piloto vai vingar e beneficiar a agricultura e pecuária. É o governo e a iniciativa privada, pequenos e grandes produtores, fazendo o que é melhor para todos no RN. Com criatividade e planejamento estamos proporcionando mais alimento, cidadania e progresso para o nosso estado”.

O RN + Grãos terá 10 unidades demonstrativas de produção de grãos, nas variedades de soja, sorgo e milho, em sequeiro (sem irrigação) no cinturão verde do RN. “Esta é uma iniciativa na qual acreditamos nos bons resultados. Vamos provar aos produtores que é possível produzir com qualidade e produtividade nessa região”, declarou o secretário de Estado da Sape, Guilherme Saldanha.

Saldanha acrescentou que diante da necessidade de grãos no RN, a CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento) não consegue atender suficientemente. Além disso, os grãos produzidos em outras estados como Tocantins, Goiás, Mato Grosso, São Paulo e Minas Gerais, têm preços do produto e do frete elevados. “Produzindo aqui teremos custos mais vantajosos e a segurança do abastecimento. É dinheiro que permanece e circula em nosso estado”, pontuou o secretário.

O presidente da Anorc (Associação Norte-rio-grandense de criadores), Marcelo Passos, disse que “o governo da professora Fátima Bezerra é desenvolvimentista. E hoje o governo promove uma revolução, porque podemos sim produzir no litoral. Mas, para que isso aconteça, precisamos de crédito. Este programa é algo novo e que vai acontecer neste governo. Tenho certeza disso. O Governo pode contar com a Anorc e com o produtor rural, pois será um programa vitorioso”.

José Álvares Vieira, presidente do Conselho Administrativo do SENAR-AR/RN e presidente da Federação da Agricultura do RN (Faern), considerou o novo programa “uma proposta pró-ativa do governo que merece parabéns. A tendência é de alta no preço dos grãos e o semiárido é a última fronteira agrícola do Brasil”.

O novo programa tem apoio de empresas produtoras de insumos e sementes e financiamento pela Agência de Fomento do RN (AGN), Banco do Brasil (BB) e Banco do Nordeste (BNB). As áreas a serem cultivadas serão cedidas por produtores parceiros.

Participaram do evento o vice-governador Antenor Roberto; o secretário estadual de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), Alexandre Lima; coordenador da Defesa Civil estadual, tenente-coronel Marcos Carvalho; superintendente federal da Agricultura, Roberto Papa; diretores e servidores da Emparn, Idiarn, Sedraf, Emater, Idema, Igarn, Semarh, AGN, Banco do Brasil, BNB, Anorc, Ancoc, Aclap, Asserc, Acosc, Sindleite, Faern/Senar, Diba, Femurn, Asplan, Fetarn, Fetraf, representantes das empresas Agrop, Agromatos, Santana Sementes, Fortegema, Guaraves, Prefeituras, Ypioca, Agrícola Famosa, Usina Estivas, Cooplacana.

Mineiro rebate Garibaldi e Agripino: “tragédia fiscal” de gestões passadas

O secretário estadual de Gestão e Projetos e Relações Institucionais, Fernando Mineiro (PT), rebateu os ex-governadores e ex-senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Filho (MDB), que fizeram críticas à governadora Fátima Bezerra (PT) em entrevista à Tribuna do Norte no último domingo.

Mineiro disse que a governadora não fala tanto sobre os problemas de equilíbrio financeiro e orçamentário do Estado, porque prefere gastar energia para “consertar a tragédia fiscal herdada de governos passados”.

 “Estou ‘on’ para informar ao ex-governador Garibaldi que a governadora Fátima não fala muito nisso, porque gasta energia fazendo muito para consertar a tragédia fiscal herdada de governos passados (assim mesmo no plural). Desde organizar a contabilidade do estado até a reforma da Previdência”, destacou o secretário de Gestão e Projetos em publicação nas redes sociais.

Em um trecho da entrevista, Garibaldi disse que não vê a governadora preocupada e empenhada em tirar o Estado da situação de desequilíbrio fiscal. Garibaldi comentou também que para ter êxito nesta área, a Fátima Bezerra deveria ter adotado medidas no início da gestão.

José Agripino afirmou que reconhece méritos nas iniciativas para colocar o pagamento dos salários em dia, mas um governo não pode se limitar à gestão da folha de pessoal.

Sobre esse assunto, Mineiro afirmou que, ao manter em dia a folha e “fazer um esforço para pagar atrasados [que recebeu da gestão anterior]”, o governo não beneficia apenas servidores públicos estaduais. “Os beneficiados [também] são as empresas e o comércio do Rio Grande do Norte, porque com esse dinheiro os servidores não vão colocar na especulação financeira, mas volta imediatamente, uma vez que ao ser pago é injetado na economia, no outro dia ele está na feira livre, no supermercado, na bodega, na padaria, girando a economia”, destacou o secretário.

Grande Ponto

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN no fim da manhã desta terça-feira chega a 73,8%; Grande Natal registra 81,4%

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 73,8%, registrada no início da manhã desta terça-feira (09). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 348.

Até o momento desta publicação são 64 leitos críticos (UTI) disponíveis e 180 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 134 disponíveis e 168 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 81,4% dos leitos críticos ocupados, a região Seridó tem 74,3% e a Região Oeste tem 61,3%.

Blog do BG

Servidor do TRE-RN conquista 2º lugar em prêmio nacional para desenvolvedores

Marcos Alexandre Medeiros foi destaque no Prêmio Alexa de Acessibilidade com a criação do “Onde Guardo Isso?”

O servidor do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, Marcos Alexandre Medeiros, foi destaque no Prêmio Alexa de Acessibilidade, ficando em segundo lugar na competição pela criação de um programa que auxilia pessoas com deficiência intelectual e visual a lembrar onde cada objeto é guardado ou deve ser colocado. O aplicativo “Onde Guardo Isso?” é destinado à Alexa, inteligência artificial da empresa estadunidense Amazon que pode ser utilizada em diversos dispositivos.

Bacharel em Engenharia da Computação e Mestre em Sistemas e Computação pela UFRN, Medeiros conta que foi a primeira vez que desenvolveu um aplicativo para a Alexa. “Eu li uma notícia falando sobre o prêmio e achei legal a proposta, então decidi desenvolver algo. Ouvi pessoas com deficiência e profissionais que ajudam essas pessoas para chegar à minha ideia”, explica.

Ele conta que quando começou a desenvolver o aplicativo, não esperava ficar além dos 100 melhores projetos. Por isso se surpreendeu ao ficar entre os dez primeiros, o que o estimulou a divulgar mais a ideia para obter respostas de possíveis melhorias.

Servidor do TRE-RN há dez anos, Medeiros atua na Seção de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação e Eleições. Ele ressalta a importância da T.I. para a Justiça Eleitoral. “É uma área essencial para prestar um serviço cada vez mais célere e de qualidade. Atualmente é muito difícil visualizar um tribunal funcionar sem T.I. Por exemplo, se não tivéssemos acesso a sistemas computacionais, seria muito difícil realizar uma sessão da Corte”, comenta.

Além disso, Medeiros aponta que o investimento em Tecnologia da Informação ajuda na redução de custos de qualquer instituição. “É possível desenvolver sistemas que diminuam o esforço de trabalho para uma tarefa, por exemplo. Com a T.I., conseguimos produzir mais ou na mesma intensidade com menos”, continua.

“A Tecnologia da Informação também é importante, inclusive, para a acessibilidade da Justiça Eleitoral. Através das tecnologias da informação, tribunais podem chegar a ainda mais pessoas através de sistemas cada vez mais inclusivos”, completa.

RN contabiliza 25 óbitos por covid nas últimas 24 horas, sendo 06 dentro dia; novos casos são 459

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (09). Foram mais 459 casos confirmados, totalizando 145.729. Até segunda-feira (8) eram 145.270 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.365 no total. Seis(06) óbitos foram registrados nas últimas 24h, de pacientes residentes em Natal(03), Parnamirim(01), São José do Mipibu(01) e Doutor Severiano(01).

A Sesap registrou 19 (dezonove) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até segunda-feira (7), eram contabilizados 3.340 mortos. Óbitos em investigação são 593.

Casos suspeitos somam 86.308 e descartados 334.426. Recuperados são 104.832.

Blog do BG

Doria pede afastamento de Aécio Neves do PSDB; governador de SP atribui ao deputado movimento que teria levado a ‘traições’ na eleição da Câmara

Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

O governador João Doria pediu o afastamento do deputado mineiro Aécio Neves do PSDB durante reunião com correligionários e líderes da sigla na noite de segunda-feira no Palácio dos Bandeirantes.

Doria atribui ao deputado mineiro um movimento que teria levado a uma série de traições na bancada do PSDB na eleição à Câmara dos Deputados, na semana passada, quando o partido apoiava formalmente Baleia Rossi (MDB-SP), que acabou derrotado na disputa.

Aécio nega ter atuado a favor de Arthur Lira (PP-AL), cuja candidatura tinha o apoio do presidente Jair Bolsonaro e acabou vitoriosa. Doria e Bolsonaro travam embates diários com vistas às eleições de 2022.

Para pessoas próximas de Doria, a ação de Aécio seria uma retaliação ao movimento do governador para tirá-lo da sigla. Em agosto de 2019, quando o PSDB rejeitou o pedido de expulsão do mineiro, Doria afirmou que o “velho PSDB esconde sujeiras” e que iria “até o fim” para expulsar Aécio, investigado na Lava-Jato.

O tucano conseguiu se livrar da punição com 33 votos a seu favor na Executiva e apenas três contra, provando o seu cacife interno. O relator do processo interno, que descartou a punição, foi o deputado Celso Sabino (PA), que, recentemente, defendeu publicamente a candidatura de Lira.

Em coletiva de imprensa nesta manhã, quando anunciou a ampliação de estações do metrô da capital, Doria confirmou sua nova ofensiva contra Aécio.

– Pedi o afastamento (…) O PSDB não deve abrir espaços para comportamentos desse tipo. Mas você não pode ter dissidências num partido que se posiciona com clareza a favor da vida, em defesa da democracia, da saúde e do meio ambiente. E deputados e senadores defendendo o oposto. Isto não é partido. Então aqueles que tenham pensamento distinto que tenham dignidade e coragem e peçam pra sair. Se tiverem coragem que saiam. É a atitude que se espera de alguém com o mínimo de dignidade. É o que se espera de um parlamentar, que foi eleito pelo voto popular. Então respeite o voto e a democracia e saia – afirmou Doria.

Réu por corrupção e obstrução de Justiça, o mineiro é acusado de receber propina do empresário Joesley Batista. Ele nega os crimes. Procurado, Aécio ainda não se manifestou.

Enquanto busca ampliar seu espaço no PSDB para uma eventual candidatura em 2022, Doria também tem atuado para atrair parte do DEM, que vive um racha interno e cuja direção nacional se nega a fazer oposição a Bolsonaro. A estratégia do tucano passaria pela filiação do deputado Rodrigo Maia e do seu vice, Rodrigo Garcia, que comanda a sigla no estado de São Paulo.

A ideia de Doria sempre foi emplacar Garcia para sucessão no governo estadual em troca de apoio do DEM numa eventual candidatura ao Planalto. Agora, porém, diante da incerteza sobre o posicionamento da sigla, a solução seria filiar Garcia ao PSDB. Os tucanos pretendem manter a hegemonia no governo do estado mais rico do país, onde governam há quase 25 anos ininterruptamente.

Nos últimos dias, Maia se insurgiu contra o presidente do DEM, ACM Neto, e acusa o antigo aliado de abandonar o bloco de Baleia Rossi na eleição da Câmara e se aliar ao governo Bolsonaro.

Doria vai receber ACM Neto nesta noite para um jantar no Palácio dos Bandeirantes. Mais cedo, Doria negou estremecimento na relação com o DEM.

– Não há distanciamento na relação com ACM Neto, tanto que o receberemos junto com o ex-deputado e ex-ministro Mendonça Filho. Não rompemos esta relação, mas o nosso alinhamento sempre foi com o deputado Rodrigo Maia – disse Doria.

O governador ainda frisou que quer estar junto com Maia no que chamou de “frente democrática” e frisou que sua posição e do PSDB são de oposição ao presidente Jair Bolsonaro.

– Os que quiserem fazer vassalagem ao Bolsonaro que tenham coragem e dignidade de pedir pra sair do PSDB –, concluiu o governador.

O Globo

“Presidente julgou que era desnecessária a minha presença. Só isso”, minimiza Mourão, sobre ausência em reunião ministerial

FOTO: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, preferiu não polemizar sua exclusão da reunião ministerial convocada por Jair Bolsonaro nesta terça-feira (9). O encontro, que conta com a presença de 22 dos 23 ministros, não estava na agenda oficial do presidente nesta manhã.

“Não, não fui convidado, não fui chamado. Então acredito que o presidente julgou que era desnecessária a minha presença. Só isso”, afirmou Mourão a jornalistas em Brasília.

Questionado se a situação o deixou desconfortável, Mourão negou. “Não, não estou incomodado, não.”

Bolsonaro tem trabalhado em temas fundamentais para o seu governo como o auxílio emergencial, priorizando a busca de opções para viabilizar uma nova rodada do benefício. Também está na pauta uma solução para o preço dos combustíveis, reivindicação direta dos caminhoneiros.

Os atritos entre o presidente e o vice se intensificaram no fim do mês passado, quando Mourão abordou publicamente o desempenho do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Bolsonaro se irritou, negou a intenção de demiti-lo e se referiu ao general da reserva do Exército de “palpiteiro”.

Mas o episódio que azedou a relação entre dois ocorreu após o site Antagonista ter publicado que o chefe da assessoria parlamentar de Mourão enviou mensagens ao gabinete de um deputado federal falando sobre as articulações em curso no Congresso para um eventual impeachment de Bolsonaro.

Depois de semana de atritos, Mourão sai em defesa de Bolsonaro

O vice, assim que teve conhecimento da notícia, afirmou que o assessor agiu por conta própria e por isso seria demitido.

Para colocar panos quentes na situação, Mourão fez um agrado ao chefe do Executivo, ao escrever, nas redes sociais, em 1º de fevereiro, que não há motivos para a aceitação do impeachment do presidente.

R7

TRE-RN declara inelegibilidade do ex-governador Robinson Faria e de seis agentes públicos

FOTO: REPRODUÇÃO

Corte entendeu que houve abuso de poder político e econômico nas Eleições de 2018

Por maioria dos votos, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) declarou a inelegibilidade do ex-governador Robinson Faria e de seis ex-agentes públicos da administração estadual pela prática de abuso de poder econômico e político nas Eleições de 2018.

A Procuradoria Regional Eleitoral apontou que, além do ex-governador, os auxiliares Francisco Vagner Gutemberg de Araújo, Petro Ratts de Ratis, Pedro de Oliveira Cavalcanti Filho, Ana Valéria Barbalho Cavalcanti e Josimar Custódio Ferreira utilizaram recursos públicos em ações institucionais de forma que comprometeram a isonomia do pleito.

“Os fatos trazidos à apreciação confluem para o mesmo propósito: a prática sistemática, reiterada e ostensiva de ações governamentais, com a utilização exacerbada e recursos públicos, objetivando massificar na mente do eleitorado a ideia de que a permanência do então governador seria a melhor opção na disputa pela administração estadual que se avizinhava”, destacou em seu voto o relator do processo, Desembargador Ibanez Monteiro, que foi acompanhado pelo Desembargador Gilson Barbosa e pelos juízes Geraldo Mota e Érika Paiva.

“Não se tratou de um fato isolado, mas de várias condutas com nítida conotação político-eleitoral, as quais foram realizadas durante o período eleitoral ou mesmo no período vedado, com temáticas pertinentes às áreas de interesse do eleitorado, enaltecendo a administração e, por conseguinte, a necessidade de sua permanência”, completou o relator.

Prefeito Maciel Gomes desembarca em Brasília e vai em buscar de recursos

FOTO: REPRODUÇÃO

Quem desembarcou nesta segunda-feira, 08, em Brasília junto ao deputado estadual Kleber Rodrigues e outros prefeitos do RN, foi o prefeito de Senador Elói de Souza, Maciel Gomes. Na pauta, em busca de recursos para execução dos projetos e parcerias junto ao governo federal.

Quem acompanhou a comitiva também foi o Presidente da Câmara, Ozias Junior, e o Secretário de Planejamento, Neto, ambos de Senador Elói de Souza.

Em sua agenda, está marcado visitas nos gabinetes dos deputados e senadores do RN.

Open chat