Mês: janeiro 2021

Provisão Canônica renova a permanência de Padre Ramos por mais 6 anos em São Paulo do Potengi

Na noite da última segunda-feira, 25 de janeiro, por ocasião do encerramento das festividades de Nosso Padroeiro São Paulo Apóstolo, na Missa presidida pelo Padre Ramos, com a participação dos Padres Idalmo (São Pedro) e Josino (João Câmara, na Matriz de nossa cidade, foi anunciado que o Arcebispo da Arquidiocese de Natal, Dom Jaime Vieira, renovou a Provisão Canônica que concede a permanência de Padre Ramos, por mais seis anos na Paróquia de São Paulo Apóstolo.

A renovação da Provisão Canônica, permitindo no mínimo a permanência de Padre Ramos por mais seis anos em nosso meio, deixou todos nós seus paroquianos bastante felizes, pois vale dizer que o nosso sacerdote vem conduzindo muito bem pastoralmente e administrativamente, o rebanho católico potengiense.

Com certeza lá do céu, Jesus Cristo, São Paulo e Monsenhor Expedito estão bastante satisfeitos com o trabalho do nosso pároco, assim como os seus paroquianos.

Parabéns Padre Ramos, saúde, paz, e vida longa em nosso meio.

Blog Silvério Alves

RN registra 816 novos casos de coronavírus e 03 óbitos nas últimas 24 horas

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quarta-feira (27). Foram mais 816 casos confirmados, totalizando 137.557. Na terça-feira (26) eram 136.741 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.259 no total. Foram 03 (três) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (02 em Currais Novos e 01 em Patu). Até terça-feira (26), eram contabilizados 3.256 mortos. Óbitos em investigação são 570.

Casos suspeitos somam 77.837 e descartados são 317.644. Recuperados são 95.604.

Blog do BG

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN nesta quarta-feira é de 62,6%; pacientes internados são 319

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62,6%, registrada no fim da manhã desta quarta-feira (27). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 319.

Até o momento desta publicação são 92 leitos críticos (UTI) disponíveis e 154 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 137 disponíveis e 165 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Oeste apresenta 66,3% dos leitos críticos ocupados, a Grande Natal tem 61,8% e o Seridó 57,1%.

Blog do BG

RN registra 600 novos casos de coronavírus; 05 óbitos nas últimas 24 horas, e outros 11 após exames laboratoriais de dias anteriores

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (26). Foram mais 600 casos confirmados, totalizando 136.741. Na segunda-feira (25) eram 136.141 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.256 no total. Foram 05 (cinco) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (02 em Caicó, 01 em Jardim do Seridó, 01 em Santana do Matos e 01 em Natal).

A Sesap também registrou 11 (onze) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até segunda-feira (25), eram contabilizados 3.240 mortos. Óbitos em investigação são 564.

Casos suspeitos somam 76,535 e descartados são 315.388. Recuperados são 95.604.

Blog do BG

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN nesta terça-feira é de 62,4%; pacientes internados são 308

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62,4%, registrada no fim da manhã desta terça-feira (26). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 308.

Até o momento desta publicação são 92 leitos críticos (UTI) disponíveis e 153 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 149 disponíveis e 155 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Oeste apresenta 67,5% dos leitos críticos ocupados, a região Seridó tem 65,7% e a Região metropolitana de Natal 58,5%.

Blog do BG

Baleia irrita deputados ao apelar a governadores na eleição da Câmara

O deputado Baleia Rossi (MDB-SP) cometeu um erro que deve custar-lhe votos e aumentar do favorito Arthur Lira (PP-AL), na disputa pela presidência da Câmara: desesperado, ele passou a pedir a governadores para pressionar deputados federais a votar nele para o cargo. Saiu pela culatra: Baleia cometeu um erro considerado imperdoável pelos parlamentares, muito ciosos da autonomia em relação aos governadores. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Baleia apostou em “coordenação” dos governadores, com deputados obedientes. Ele agiu como novato, mas isso revoltou os parlamentares. Aliados têm procurado deputados alegando que, “desesperado”, Baleia cometeu o erro de apelar aos governadores. Mas não tem surtido efeito.

A candidatura de Baleia Rossi deteriorou ao ponto de surgirem projeções de oposicionistas indicando 330 votos para Arthur Lira no dia 1º.

O chefe e cabo eleitoral Rodrigo Maia virou um problema para Baleia Rossi, cuja atitude “a Câmara sou eu” tem afastado eventuais eleitores.

DIÁRIO DO PODER

Com mais doses, 118 cidades do RN imunizarão profissionais de saúde

Os dois novos lotes das vacinas contra a Covid-19 recebidos pelo Rio Grande do Norte nos últimos dois dias são suficientes para finalizar a vacinação dos profissionais de saúde em 118 municípios potiguares. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN), que não informou, porém, quais são os municípios que concluem essa primeira fase da campanha, tampouco divulgou a lista dos que dependem de novas remessas de imunizantes.

Nesta segunda-feira (25), a Sesap iniciou a distribuição das doses da vacina AstraZeneca/Oxford para as cidades e recebeu novas doses da Coronavac.

Juntas, as remessas devem vacinar 37,6 mil pessoas. As vacinas se somam ao primeiro lote de 82 mil doses da Coronavac, recebida pelo Estado no dia 18 e distribuída para os municípios no dia seguinte para vacinar 39,2 mil pessoas (cada uma recebe duas doses do imunizante em um intervalo de duas a quatro semanas).

A campanha de imunização contra a covid-19 no Rio Grande do Norte começou no dia 20 deste mês. Segundo os dados da plataforma RN+Vacina, elaborada pelo Governo do Estado em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), 18,3 mil pessoas receberam doses da vacina até esta segunda-feira (25). A expectativa é ter, com os três lotes recebidos, cerca de 76,8 mil vacinados no Estado nos próximos dias.

Os primeiros vacinados foram os profissionais de saúde da linha de frente de combate à pandemia e idosos residentes em abrigos. Eles seguem como primeiros grupos a receberem a vacina até que todos estejam imunizados. Como as primeiras 82 mil doses foram suficientes para vacinar apenas 39,6% dos profissionais de saúde, a remessa de 31,5 mil doses da AstraZeneca (aplicadas todas de uma vez porque o intervalo para a segunda dose é maior) e as 14,6 mil do segundo lote da Coronavac, também são destinadas aos grupos.

Apesar das novas remessas serem suficientes para imunizar todos os profissionais de saúde de 118 municípios, 49 cidades potiguares ainda necessitam de novos lotes para concluir a vacinação desse grupo prioritário. “Essa quantidade de doses ainda está muito distante de ser suficiente para a população do Rio Grande do Norte, mas cada lote que chega, simboliza milhares de vidas que seguem sendo salvas”, disse a governadora Fátima Bezerra nesta segunda-feira (25), após o recebimento de novas cargas com os imunizantes.

Confira matéria completa na Tribuna do Norte.

Covid: Associação Médica do RN defende tratamento precoce com Ivermectina

A Associação Médica do Rio Grande do Norte (AMRN) defendeu nesta segunda- feira (25) a adoção do tratamento precoce contra a Covid-19 com a prescrição de protocolo de medicamentos como cloroquina, ivermectina e azitromicina na fase inicial da doença, ressaltando que as drogas são eficazes, ajudam aos pacientes a não evoluírem para estágios mais graves da moléstia, coibem a sobrecarga do sistema de saúde com internações e evitam óbitos.

As declarações foram dadas em coletiva de imprensa realizada no auditório da instituição que contou com a participação do presidente da AMRN, Marcelo Cascudo (cardiologista); Geraldo Ferreira (anestesiologista); Fernando Suassuna (Infectologista); Álvaro Barros (Cardiologista); Marcos Leão (Hematologista); Roberta Lacerda (Infectologista); Luiz Alberto Marinho (Infectologista) e João Maria de Lucena Marinho (Cardiologista).

Todos os profissionais médicos foram enfáticos e reforçaram a necessidade da adoção do tratamento precoce, defenderam a autonomia do médico em observar as especificidades de cada caso e criticaram a politização da pandemia o que segundo eles acaba confundindo a opinião pública.

“A Covid-19 é uma doença nova e os médicos foram adotando suas condutas através da observação diária dos atendimentos realizados. Hoje é ponto pacífico entre a categoria que aquela orientação de só buscar o médico quando se sentir cansado é errada. A nossa recomendação é de que ao sinal dos primeiros sintomas é essencial buscar um médico e este ao observar as condições do paciente, seu histórico e situação prescreve a medicação que ele achar necessária. Também sabemos pela experiência vivenciada ao longo da pandemia que a adoção do tratamento precoce com cloroquina, ivermectina, azitromicina e outras substâncias mostrou eficiência e contribuiu para evitar o agravamento da doença. Portanto, baseado na opinião e experiência de médicos que estão no enfrentamento da Covid-19 desde o início da pandemia defendemos essa conduta”, destacou o presidente da AMRN, Marcelo Cascudo.

A infectologista Roberta Lacerda que atua nos Hospitais Giselda Trigueiro e Onofre Lopes revelou que trata pacientes em estágios iniciais com essas drogas e informou que existem diversos estudos e pesquisas de instituições internacionais que atestam a eficácia do tratamento precoce.

“Hidroxicloroquina, Ivermectina e Azitromicina são medicamentos usados há muito tempo para outros tipos de doenças e nesse período da pandemia quando aplicados em pacientes infectados pelo novo coronavírus, associados a outras intervenções terapêuticas produziram uma resposta bem positiva. As evidências que observamos no dia a dia atestam o sucesso dessa prática que precisa ser defendida e usada. Já existem diversos estudos e publicações corroborando e comprovando o que estamos vendo diariamente nas unidades de saúde e consultórios. É preciso deixar a população bem informada e dizer que há sim medicação para tratar a Covid-19”, asseverou Roberta.

GRANDE PONTO

Enfermeira que debochou da CoronaVac é demitida de hospital

A enfermeira Nathana Faria Ceschim foi demitida da Santa Casa de Misericórdia de Vitória depois de postar um vídeo nas redes sociais debochando da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantã contra a covid-19. Em nota, o Hospital disse que “tomou todas as medidas cabíveis relacionadas ao assunto e que não mais se manifestará sobre o ocorrido”.

A direção da Santa Casa ainda ressaltou na nota que mantém “a postura clara e irrestrita com relação à importância da vacina como única solução possível para conter o avanço dos novos casos de coronavírus”.

Ainda no comunicado, o hospital disse que segue “o calendário de vacinação da Prefeitura de Vitória, imunizando seus profissionais que atuam na linha de frente de acordo com as prioridades estabelecidas pelo Plano Nacional de Vacinação”.

O Conselho Regional de Enfermagem do Espírito Santo informou que não vai comentar sobre a demissão de Nathana. Entretanto, no site, o Coren explicou que a profissional será investigada pelo Conselho de Ética da entidade.

“Infelizmente, uma manifestação que gerou muita indignação entre os profissionais de Enfermagem e a sociedade. Antes de fazer uma publicação, avalie se não irá impactar negativamente a vida e a saúde das pessoas. A Enfermagem tem um papel social e educativo que não pode ser esquecido”, destacou o Coren.

O UOL procurou Nathana Faria Ceschin, mas ela não respondeu aos questionamentos.

Com informações de UOL

Governo do RN mantém planejamento para distribuição de nova remessa de vacinas contra a Covid-19

O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), segue em missão permanente para dar apoio logístico em mais uma etapa de distribuição de vacinas contra a Covid-19 em território potiguar. Nos últimos dois dias, o estado recebeu mais duas remessas de vacinas. Além da CoronaVac, desenvolvida no Instituto Butantan, em São Paulo, também chegaram doses de AstraZeneca, produzida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra. Estas últimas, vieram da Índia.

Com o desembarque das vacinas e a chegada dos imunizantes ao prédio da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (UNICAT), em Natal, a SESED é responsável pela entrega aos pontos de vacinação, tanto na capital quanto na região Metropolitana e também no interior – ação que vem sendo realizada por viaturas do Corpo de Bombeiros, sob escolta armada da Polícia Militar.

“É importante destacar o papel humanitário de todos os envolvidos nesta missão, e agradecer pelo empenho dos nossos bravos e valorosos homens e mulheres que compõem e tanto honram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar do Rio Grande do Norte”, enfatizou o titular da SESED, coronel Francisco Araújo Silva.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESAP), as vacinas AstraZeneca serão distribuídas para aplicação de forma diferente, em razão do intervalo prolongado entre a primeira e segunda dose. No domingo (24), desembarcou uma remessa com 31.500 doses que vieram da Índia. Com intervalo de até 12 semanas entre a primeira e a segunda aplicação, todas as doses serão aplicadas neste momento, imunizando 31.500 potiguares.

Já no final da manhã desta segunda-feira (25), chegou uma segunda remessa de CoronaVac, com 14.600 doses. Com aplicação de duas doses em um intervalo de 28 dias, a vacina atenderá 7.300 potiguares neste primeiro momento.

Vale lembrar que na primeira remessa, ocorrida no último dia 19, chegaram ao RN cerca de 82 mil doses da CoronaVac, com imunização imediata de 39.258 potiguares, que posteriormente receberão a segunda dose da vacina.

Open chat