Dia: 6 de setembro de 2020

Fabiano e Souza homologam aliança política histórica em Barcelona

Na manhã deste sábado, 5 de setembro, aconteceu na Câmara Municipal de Barcelona/RN, a Convenção Partidária do PSD e MDB, com o objetivo de homologar os nomes de Fabiano (de Vavá) Lopes e Agaci de Souza Filho como pré-candidatos a prefeito e a vice-prefeito daquele município, assim como a nominata de pré-candidatos a vereadores.

A Convenção que consolidou uma aliança política histórica, unindo Fabiano, filho do saudoso ex-prefeito Vavá e Souza, irmão do ex-prefeito Carlos Zamith, devido a pandemia do coronavírus, respeitou o distanciamento, o uso de máscara, como também controlou o número de convencionais no local.

O deputado estadual Gustavo Carvalho que apoia a referida chapa, enviou uma mensagem de voz. O ex-prefeito Zamith que foi representado pela sua esposa Ivone, enviou uma mensagem escrita que foi lida para os presentes.

Ao usar da palavra, Fabiano agradeceu a presença de todos, destacou o grande significado da aliança com o grupo político liderado por Zamith, e disse que sendo eleito trabalhará com a ajuda dos seus aliados e da sociedade organizada daquela cidade, visando proporcionar dias melhores para todos os barcelonenses. Fabiano também afirmou que na sua gestão a saúde pública será uma das maiores prioridades.

Blog do Silvério Alves

Joãozinho Furtado, apoiado por Socorro e Faustinho, tem nome homologado em convenção do PSDB de Serra Caiada

Foto: vice-prefeito Wanderley, prefeita Socorro, ex-prefeito Faustinho, pré-candidato a prefeito Joãozinho e pré-candidata a vice Denilza

O PSDB de Serra Caiada realizou na noite deste sábado, 05, sua convenção partidária na qual homologou o nome de Joãozinho (PSDB), pré-candidato a prefeito, e Denilza (PSD) pré-candidata a vice-prefeita. O evento contou com a participação do ex-prefeito Faustinho e pela prefeita Socorro.

Agora os nomes seguem para o registro na Justiça Eleitoral, para após os registros, serem oficialmente candidatos as eleições de 2020.

A convenção foi transmitida pelas redes sociais.

“É com muita honra, muito senso de responsabilidade, que acreditamos sim, no propósito de Deus, que me colocou aqui e estou aceitando esse desafio. Desafio esse que tenho total convicção que estou pronto! Se está bom a gente pode melhorar”, ressaltou Joãozinho.

Em convenção partidária, PSDB e MDB homologa o nome de Miguel Cabral e Liegy como candidatos a Prefeito e vice-prefeita, respectivamente

Em convenção partidária realizada na noite deste sábado, 05, o PSDB e MDB do município de São Pedro homologou o nome do prefeito Miguel Cabral, candidato a reeleição e Liegy, como candidata a vice-prefeita. O evento reuniu apoiadores, correligionários e simpatizantes. Na ocasião foi homologado os nomes de Rubens Valério; Irmão Jarles; Carlos de Zezito; Geruza Dias; Francileide de Marcos; Betânia Araújo; Kátia Lima; Jârnio Garcia; Nêgo de Nana; João de Chiquinho; AdilOi e Professor Dorian candidatos a vereadores pelo PSDB.

Já os nomes de Adailson; Luzinete de Chico Teofilo; Klegiana Oliveira; Lucas Silva; Naldo Miranda; Nelson Varela; Nequinho; Irmã Ninha; Pepita; Robinho de Salete e Rodrigo de Lagoa de Fora são os candidatos a vereadores pelo MDB.

“Estamos muito felizes de poder participar hoje desta chapa, o MDB se reuniu e decidimos fazer essa união junto ao PSDB, uma união que vai a cada dia melhorar a nossa cidade. É uma pessoa que ouve [Miguel], que tem essa humildade de ouvir, de ver os problemas. Estamos firmes e fortes, para conversar com o povo. Nossos adversários reconhece o trabalho que Miguel tem feito na cidade de São Pedro, apesar de todos os problemas que o país tem enfrentado”, disse Liegy, candidata a vice-prefeita.

A convenção partidária além de presencial foi transmitida pelas redes sociais. “Me sinto muito feliz, é um dia especial. Nós temos hoje uma união tão esperada, uma união que quer uma mudança e que nosso município desenvolva cada vez mais. Meu avó de tudo fez por esta cidade, hoje posso dizer que a história hoje se repete. Quando eu assumi o município em 2017 eu enfrentei muitas dificuldades, entrei com pouca experiência, mas com vontade de aprender”, disse Miguel Cabral, candidato a reeleição.

Pré-candidato a vice tem prisão decretada por não pagar pensão alimentícia no RN

A juíza titular da 1ª Vara de Família de Natal, Eveline Guedes Lima, decretou a prisão do pré-candidato a vice-prefeito de Ielmo Marinho, Tarcísio José Ribeiro de Lara Andrade Júnior, por não pagar pensão alimentícia a dois filhos dele, um de 15 anos e outro de 11 anos. Ele ainda tem outro filho, de 3 anos, fruto de outro relacionamento.

O processo foi movido por uma das ex-mulheres de Tarcísio, que é mãe da criança de 11 anos. “Ele não paga a pensão da minha filha há um ano e seis meses e da outra criança há 10 meses. Ele é um homem que se apresenta como uma figura pública, mas não consegue honrar com seus compromissos pessoais, com seus próprios filhos. O processo já foi julgado e a juíza deu três dias para ele pagar o que deve, sob pena de prisão. O prazo acabou quinta-feira passada (03), mas ele ainda não pagou”, contou a denunciante.

Tarcísio Júnior já tem um histórico de envolvimento com prisões judiciais. Em 2018, junto com o irmão Antônio Ribeiro Neto, foi preso pela equipe da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) por suspeita de corrupção de testemunhas em um caso de assassinato do hoteleiro Ademar Miranda Neto, de 58 anos, em Natal. O crime aconteceu em 2016.

Ele é pré-candidato a vice-prefeito na chapa com Francenilson Santos, que também foi preso em uma operação promovida pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, tendo sido denunciado por improbidade administrativa, em razão da investigação que apontou o favorecimento de vantagem indevida, com promessa de cargos públicos e valores em dinheiro para os ex-vereadores Josemi Ezequiel da Silva, Sebastião Evilásio da Silva, conhecido como Bastinho, e José Roberto Dias de Mesquita, confirmado posteriormente. O caso ocorreu entre os meses de fevereiro e maio de 2016. Na ocasião, a comissão formada na Câmara Municipal de Ielmo Marinho para a cassação de Francenilson tinha entre os seus integrantes Tarcísio Júnior.

Fonte: Portal Grande Ponto

Governo Fátima diz que PMs da segurança da governadora são perseguidos pelo MP porque fazem parte dos “policiais antifacistas”

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte se disse “surpreendido” com uma intimação determinando o comparecimento de 20 integrantes da Polícia Militar ao GAECO, do Ministério Público do Rio Grande do Norte, para serem ouvidos no “Núcleo Especial de Investigação Criminal”. O objetivo é instruir o Inquérito Policial nº 003/2020, que inclui também policiais civis do Estado. Os agentes de segurança intimados fazem parte do movimento “Policiais Antifacismo”.

Em nota assinada pelo secretário do Gabinete Civil do RN, Raimundo Alves Júnior, o governo considerou o ato ilegal e o caracterizou como perseguição política. Dos convocados a depor, 14 são integrantes da segurança da governadora Fátima Bezerra (PT).

No dia 20 do último mês de agosto, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por ampla maioria de 9 votos a 1, que é inconstitucional a coleta de informações de servidores públicos motivada por seus posicionamentos políticos.

“Lamentável que mesmo após a decisão do órgão máximo da justiça brasileira, cujo entendimento deveria nortear a atuação de todos os órgãos e entidades da República, instituições continuem sendo utilizadas para atos de intimidação motivados por divergências políticas, o que se percebe pelo fato de que 14 (catorze), dentre os 20 (vinte) intimados, são integrantes da equipe de segurança da Governadora do Estado e do Gabinete Civil”, diz trecho da nota.

O gabinete civil afirma ainda que “a questão que verdadeiramente merece ser esclarecida, diante desse fato, é a quem incomoda a luta antifascista desse grupo de policiais militares ao ponto de receberem intimação para serem ouvidos pelo Núcleo Especial de Investigação Criminal”.

A secretaria de governo também afirma que vai solicitar à Procuradoria-Geral do Estado que analise a possibilidade de adoção de medidas para garantir que perseguições por motivações políticas não tenham vez no Estado do Rio Grande do Norte.

Leia a íntegra da nota:

No dia 20 do último mês de agosto, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por ampla maioria de 9 votos a 1, que é inconstitucional a coleta de informações de servidores públicos motivada por seus posicionamentos políticos.

Hoje, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte foi surpreendido com intimação determinando o comparecimento de 20 (vinte) integrantes da Polícia Militar ao GAECO, do Ministério Público do Rio Grande do Norte, para serem ouvidos no “Núcleo Especial de Investigação Criminal”, com vistas a instruir o Inquérito Policial nº 003/2020, que inclui inclusive policiais civis do Estado.

Lamentável que mesmo após a decisão do órgão máximo da justiça brasileira, cujo entendimento deveria nortear a atuação de todos os órgãos e entidades da República, instituições continuem sendo utilizadas para atos de intimidação motivados por divergências políticas, o que se percebe pelo fato de que 14 (catorze), dentre os 20 (vinte) intimados, são integrantes da equipe de segurança da Governadora do Estado e do Gabinete Civil.

O ministro Luiz Fux afirmou que “uma investigação enviesada, que escolhe pessoas para investigar, revela uma inegável finalidade intimidadora do órgão de investigação”, fato que não deveria ser tolerado pelos Poderes instituídos, sendo amplamente rechaçado por este Executivo estadual.

A questão que verdadeiramente merece ser esclarecida, diante desse fato, é a quem incomoda a luta antifascista desse grupo de policiais militares ao ponto de receberem intimação para serem ouvidos pelo “Núcleo Especial de Investigação Criminal”.

O cometimento de crime certamente não está naqueles que defendem a democracia e o cumprimento das liberdades e garantias constitucionais. Diante dessa manifesta ilegalidade, solicitaremos à Procuradoria-Geral do Estado que analise a possibilidade de adoção de medidas para garantir que perseguições por motivações políticas não tenham vez no Estado do Rio Grande do Norte.

Raimundo Alves Júnior

Secretário-Chefe do Gabinete Civil

Fonte: Portal Grande Ponto

Open chat