Dia: 27 de julho de 2020

Por que Moro silencia sobre chapa com Mandetta em 2022

Sergio Moro continua fechado em copas quando o assunto é a eleição de 2022. O ex-ministro da Justiça avalia que é cedo demais para anunciar qualquer plano e acredita que falar sobre o tema agora vai mais prejudicá-lo do que ajudá-lo.

Já o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta tem afirmado em entrevistas que pode ser candidato à presidente ou outros cargos em 2022. Como a coluna informou, Mandetta disse a interlocutores que só comporia uma chapa com Moro se o ex-juiz fosse seu vice.

Pessoas próximas a Moro tentaram sondar se ele toparia a dobradinha nesse formato, mas o ex-ministro está evitando o assunto. Ele ainda diz a amigos que o plano de atuar na iniciativa privada quando sua quarentena acabar é uma possibilidade apoiada, inclusive, pela família.

Quem conhece bem Moro acredita, porém, que ele é mais candidato do que nunca e que não abriria mão do posto de cabeça de chapa, se decidir disputar a eleição para presidente em 2022.

BELA MEGALE

Secretário de Fátima “dá, acho que apertado, para terminar o ano” com salários em dia, mas folhas atrasadas não serão pagas em 2020

O secretário estadual de Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire, revelou que o pagamento das folhas salariais dos servidores é o grande desafio do Governo do Rio Grande do Norte para 2020. O auxiliar da governadora Fátima Bezerra (PT) fez um balanço da situação financeira do Estado em entrevista a Tribuna do Norte neste domingo (26).

Segundo o secretário, apesar das muitas perdas de recursos, “dá, acho que apertado, para terminar o ano”. Aldemir se refere a queda de arrecadação do Estado em todos os setores, a ajuda recebida por parte do governo federal, o contingenciamento de despesas adotado no RN e a suspensão do pagamento da dívida com a União, além das negociações com os Poderes (Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça) para redução dos repasses do duodécimo.

Apesar das muitas dificuldades, o secretário é otimista em relação ao pagamento da folha salarial e acredita que o Governo vai cumprir este compromisso, de continuar pagando o salário dos servidores dentro do mês. Mas, já admite que não vai dar para pagar as duas folhas remanescentes das quatro que estavam em atraso desde o governo anterior. “O nosso compromisso e desafio agora é cumprir as 13 folhas salariais de 2020”, garantiu.

Fonte: Portal Grande Ponto

Open chat