Dia: 7 de julho de 2020

Fátima suspende 2ª fração de retomada das atividades econômicas no RN

Governo suspende processo de retomadas da economia no RN

A governadora Fátima Bezerra anunciou, durante coletiva de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) nesta terça-feira (7), que o processo de retomada das atividades econômicas do Rio Grande do Norte está suspenso, já que o estado não conseguiu atingir os índices de ocupação dos leitos estabelecidos em decreto. As atividades que já estão em funcionamento, permanecem.

De acordo com o decreto, que prevê a reabertura gradual da economia no RN, a retomada estaria associada aos indicadores sanitários que medem a taxa de transmissibilidade da doença e a ocupação de leitos destinados a tratar a Covid-19, que não pode ser superior a 80%. Atualmente, este índice está em 92%.

Com isso, a segunda fração da primeira fase de reabertura do comércio, que inclui, dentre outros estabelecimentos, lojas de até 600 m² e restaurantes de até 300 m², está suspensa. A reabertura desses estabelecimentos em todo o estado estava prevista para esta quarta-feira (8).

“Esperamos que os municípios sigam as determinações sobre a suspensão, porque não conseguimos trazer a taxa de ocupação de leitos para um patamar aceitável, que seria de 80%”, afirmou a governadora.

Dados

O Rio Grande do Norte contabiliza nesta terça-feira, de acordo com os dados epidemiológicos da Sesap, 1.289 óbitos por Covid-19, 35.809 casos confirmados da doença, além de 48.921 casos suspeitos e 56.301 descartados. Há 171 mortes em investigação.

O número de pessoas internadas está em 702. Deste total, 360 pacientes estão em leitos críticos. A fila de regulação contabiliza 12 pacientes à espera de leitos. Há 17 vagas disponíveis.

A taxa de ocupação de leitos no estado está distribuída da seguinte maneira:

  • Oeste: 100%
  • Mato Grande: 100%
  • Grande Natal: 96%
  • Seridó: 69%
  • Pau dos Ferros: 66,7%

Agora RN

BASTIDORES: Enfermeira Olga é o possível nome para assumir a direção do Hospital de São Paulo do Potengi

Segundo informações de uma fonte bastante credenciada, relatou ao nosso Blog que a enfermeira Olga está sendo um nome bastante avaliado, possivelmente, para assumir a Direção Geral do Hospital Regional de São Paulo do Potengi/RN.

Segundo interlocutores, o nome de Olga é uma reivindicação dos servidores do próprio hospital.

Acreditamos que além do nome de Olga, existe outros nomes que está sobre análise também.

Vamos aguardar os acontecimentos.

Nos próximos dias teremos mais informações…

BASTIDORES DA POLÍTICA: Quem são os candidatos a prefeito de São Tomé?

Como temos acompanhado a data das eleições todos já sabem, dia 15 de novembro, porém quem são os candidatos a prefeito é uma incógnita. O atual prefeito afirma sua pré-candidatura e já tem um vice definido, mas parece que tem gente duvidando.

Do lado da oposição, o vice-prefeito Miguel, o ex-prefeito Gutemberg, Naro e Paulo Eduardo dizem também que são pré-candidatos.

Segundo interlocutores, dizem que pode haver união na oposição, mas, outros acham impossível.

Aguardamos cenas dos próximos capítulos.

Artigo Ney Lopes: “A triste partida de um Amigo”

Ney Lopes – Jornalista, advogado e ex-deputado federal – nl@neylopes.com.br

Perdi um amigo, o jornalista Paulo Macedo. Partiu de repente.

Mais uma vítima do vírus implacável e desconhecido. Tem razão Romain Rolland, o francês Nobel de Literatura, ao dizer, que “a vida não é triste. Tem horas tristes”. E completou: “o herói é o homem que faz o que pode”.

Todos os seus amigos e admiradores foram surpreendidos. Paulo era figura humana ímpar. Humano, cultivava as amizades e fazia o que podia. Semeava a conciliação. Jamais ouvi dele depoimentos ofensivos a terceiros.

O seu lema era não falar mal de ninguém. Se não elogiava, silenciava. Nunca desejou ser o “juiz do mundo”, transformando o jornalismo em instrumento de vindita, ou malquerenças.

Cearense, chegou ao RN nos anos 50. Descoberto pelo prefeito de Natal Djalma Maranhão trabalhou no jornal “Folha da Tarde”. Em seguida, ingressou no colunismo social, na Rádio Nordeste e passou por quase todos órgãos de comunicação do estado.

Graduou-se em jornalismo (1966). Publicou livros. Era membro da Academia Norte-rio-grandense de Letras.

Uma de suas paixões era o turismo, tendo sido um dos primeiros secretários de Turismo de Natal. Pedro Simões, meu saudoso colega da “turma da Liberdade” (1967), lembrado pela jornalista Hilneth Correia, bem definiu Paulo Macedo ao escrever que ele era “original Mestre de Obras, dedicado à construção da reputação e da glória alheias”.

Recordo, com emoção, quando retornei a Natal, em 1976, cassado pela Revolução, por força da perseguição das lideranças políticas locais, sem direito de defesa e sem responder a qualquer processo.

Destemido, Paulo Macedo me prestou total solidariedade. Sempre registrava a injustiça que sofrera. Por tais razões, homenageio a sua triste partida, lembrando Bertolt Brechet, que escreveu: “Existem homens que lutam um dia e são bons; existem outros que lutam um ano e são melhores; existem aqueles que lutam muitos anos e são muito bons. Porém, existem os que lutam toda a vida. Estes são os imprescindíveis”. Rogo a Deus, que o receba na Eternidade, com todas as honras que verdadeiramente merece, pela honradez como sempre viveu”

Morre Zé dos Montes, dono do castelo de Sítio Novo

Hugo Macedo

Foi confirmada na noite desta segunda-feira (6) a morte de José Antônio, conhecido como Zé dos Montes, de 88 anos, conhecido por construir um enorme castelo na cidade de Sítio Novo, região do Trairi do Rio Grande do Norte. Ele era natural de Pedro Avelino.

O ex-sargento era aposentado quando recebeu a missão de construir este castelo ainda jovem e mais outros dois no interior do Nordeste. A quantidade de construções e onde foram feitas é um mistério até hoje, uma vez que comprou vários terrenos.

O castelo citado contudo fica na Serra do Tapuia, por isso alguns os chamam de Castelo dos Tapuias e foi pauta de várias matérias locais e nacionais. Além disso, era o próprio Zé que fazia o trajeto com os turistas, no qual hoje é administrado pelos filhos.

O enorme monumento foi construído em 1984. Ele teve uma visão de Nossa Senhora e construiu um castelo como homenagem à mãe de Cristo. Montes também construiu castelos na Paraíba e uma casa no bairro das Quintas com formato de castelo.

É considerado um cartão postal do Município. Construção foi feita de pedra e cal e demorou 20 anos para ficar pronto, sempre passara por algumas modificações.

Zé dos Montes apareceu na imprensa pela última vez no ano passado, completamente debilitado, no programa “Domingo Show”, na época apresentado por Geraldo Luís, da Record.

Também não se sabe o quanto foi investido na construção, que foi erguida por Zé dos Montes com ajuda de pedreiros contratados por ele.

Por Brechando

Open chat