Dia: 6 de julho de 2020

RN: fila por leito fica equilibrada com vagas disponíveis pela primeira vez na pandemia

No momento da coletiva havia os seguintes pacientes em fila: 22 pacientes para leitos críticos, 31 para leitos clínicos e 25 aguardando transporte – Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Governo do RN informou na entrevista coletiva de atualização de dados e prestação de contas das ações do Governo no enfrentamento à pandemia desta segunda-feira (6), que há, pela primeira vez neste período, uma fila de espera equilibrada com a quantidade de leitos disponíveis, com 20 pacientes aguardando vaga em leitos críticos. A informação foi dada pela coordenadora de urgência e emergência da Sesap (Secretaria de Estado da Saúde Pública), Renata Silva Santos. No momento da coletiva havia os seguintes pacientes em fila: 22 pacientes para leitos críticos, 31 para leitos clínicos e 25 aguardando transporte. Nesta segunda-feira, a taxa geral de ocupação de leitos é de 84,3%. Dos 237 leitos críticos disponíveis, há 200 ocupados.

Na coletiva, o secretário de Tributação (SET), Carlos Eduardo Xavier, também informou o início da operação, a partir desta segunda-feira, de cinco novas ambulâncias que irão reduzir o tempo médio de espera para transferência de pacientes para leitos exclusivos Covid-19 entre 60% e 70%, o que proporcionará melhor assistência e salvará vidas. Atualmente esta espera é de 10 horas.

As novas ambulâncias foram contratadas emergencialmente pela Sesap através de chamada pública. Os veículos atenderão demandas das oito regionais de saúde em todo o Rio Grande do Norte, reforçando o trabalho do Samu que possui 8 ambulâncias de suporte avançado de vida e 34 ambulâncias de suporte básico.

O Secretário de Tributação (SET), Carlos Eduardo Xavier disse que a contratação das ambulâncias é mais uma medida do Governo do RN necessária para superar a pandemia o mais rápido possível e que na próxima quarta-feira será feita avaliação para confirmar a entrada em vigor da segunda fase do Plano de Retomada Gradual das Atividades Econômicas iniciado dia 1º de julho. “A decisão do Governo pela reabertura gradual está baseada nas análises e orientações do Comitê Científico de especialistas que assessora a gestão estadual. Vamos analisar esta semana a primeira fase e decidir se será viável entrar na segunda”, declarou Carlos Eduardo.

O secretário enfatizou que ainda é necessário manter as medidas protetivas e de higiene, o isolamento social e usar máscara. “A retomada é gradual. Precisamos respeitar as normas do decreto para não termos um retrocesso”, alertou.
A maior taxa de ocupação de leitos está na região Oeste (97%), seguida da Metropolitana de Natal (85,2%), Seridó (82,7%), Pau dos Ferros (44%) e Mato Grande (37,5%).

Os casos somam 34.983 confirmados, 47.654 suspeitos, 54.914 descartados, 1.246 óbitos (7 nas últimas 24 horas) e 173 óbitos estão em investigação.

Agora RN

Durante a pandemia profissionais de saúde devem ficar atentos também aos casos de tuberculose

Tosse, febre, fadiga e cansaço são sintomas muito observados frequentemente nas unidades de saúde em meio a pandemia da Covid-19. Entretanto, os mesmos sintomas também são característicos de outra doença que acomete com frequência a população do Rio Grande do Norte: a tuberculose. Até o modo de transmissão é o mesmo, por vias aéreas através da fala, espirro ou tosse.

Para alertar a população e, principalmente os profissionais de saúde, o Programa Estadual de Controle da Tuberculose (PECT) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) emitiu uma Nota Técnica com recomendações, esclarecimentos e medidas preventivas dos casos de tuberculose no período da pandemia.

“No intuito de estimular um olhar ampliado sobre a similaridade dos sintomas da tuberculose e da Covid-19, fazemos esse alerta aos profissionais de saúde, já que a Tuberculose continua sendo um importante problema de saúde pública no Rio Grande do Norte, provocando o adoecimento e dezenas de mortes em todo o Estado, mas que, entretanto, tem cura”, disse Valéria Nepomuceno, responsável técnica pelo Programa Estadual de Tuberculose.

Em conformidade com as orientações do Ministério da Saúde, a Sesap recomenda aos profissionais da saúde que adotem medidas, como: busca ativa dos tossidores que procurem os serviços de saúde na demanda espontânea; promover o encaminhamento das amostras para o diagnóstico laboratorial o mais precocemente possível, realizando as coletas com adequado equipamento de proteção individual (EPI) e em ambiente com ventilação adequada, além de manter as amostras sob refrigeração e protegidas da luz solar durante o transporte.

Também é recomendado o acompanhamento dos casos em tratamento de tuberculose, preferencialmente na modalidade de Tratamento Diretamente Observado (TDO), através de teleconsulta ou chamada de vídeo, limitando o comparecimento do paciente em tratamento de tuberculose à Unidade de Saúde apenas para o recebimento dos medicamentos necessários, evitando assim abandono de tratamento.

Números

De acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), do Ministério da Saúde, o RN notificou até o momento, em 2020, um total de 778 casos de tuberculose, sendo que quatro deles também foram acometidos pela Covid-19, todos com desfechos favoráveis. No entanto, há um decréscimo de 11% no número de casos notificados em relação ao mesmo período do ano passado.

Dos 57 óbitos com menção de tuberculose, registrados no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), nenhum teve associação com a doença pelo Coronavírus.

“Assim, um dos principais desafios dos serviços de saúde é evitar o diagnóstico tardio da tuberculose e, com isso, atraso no início do tratamento, o que pode agravar o quadro clínico em caso de infecção simultânea com a Covid-19”, explicou Valéria Nepomuceno.

Coronel Azevedo destaca proposta entregue ao Governo para reabertura de igrejas e templos religiosos

Após a reunião com os deputados estaduais Coronel Azevedo, Kleber Rodrigues, Allyson Bezerra e Albert Dickson e lideranças do segmento cristão, uma proposta de abertura gradual das atividades religiosas no Rio Grande do Norte foi entregue ao vice-governador do Estado, Antenor Roberto.

Um dos propositores da reunião e da proposta, o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) ressaltou que a proposta tem o objetivo de permitir que se retome gradualmente, mediante direcionamento do Governo estadual e ficando a cargo de cada denominação religiosa o momento oportuno para o reinício de suas atividades.

O documento produzido trata do plano de retomada e abertura gradual das igrejas, templos, espaços religiosos e estabelecimentos similares em todo o estado. A proposta argumenta que, na fase 2 da Portaria Conjunta nº 007/2020- GAC/SESAP/SEDEC, divulgada pelo Governo do Estado, para o dia 15 de julho, a exemplo de alguns estabelecimentos, “seja permitido o funcionamento do seguimento, com abertura dos templos para reuniões em até 30% da capacidade de seus assentos, observando o distanciamento mínimo e o espaço físico do prédio, a disponibilidade de álcool em gel, utilização das máscaras, manutenção e higienização do local e outras medidas indicadas pelas autoridades de saúde”.

Ainda na proposta, na fase 3, prevista para o dia 29 de julho, visando a retomada gradual, o percentual deve ser expandido para 50% da capacidade física dos assentos de cada igreja/templo religioso, até que se obtenha na segunda fração da fase 3 (05/08), a reabertura sem limitação, nos termos da Portaria Conjunta N° 007/2020-GAC/SESAP/SEDEC, publicada no Diário Oficial do Estado na edição de 29 de junho de 2020.

Os parlamentares assim como as lideranças do segmento cristão aguardam uma resposta por parte do Executivo estadual a respeito da proposta apresentada.

Open chat