Dia: 2 de junho de 2020

Pesquisadores estarão no RN para estudo sobre a covid-19

Nos dias 4, 5 e 6 de junho, o IBOPE realizará a segunda etapa da pesquisa sorológica da covid-19 em residências de Natal, Caicó e Mossoró. O estudo está sendo realizado em todo o Brasil, sob coordenação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), com apoio do Ministério da Saúde.

Os domicílios visitados serão escolhidos por sorteio. E os pesquisadores, devidamente identificados e paramentados, convidarão os moradores a responder um questionário. Entre os moradores, um será sorteado para realizar o teste rápido (sorologia), por amostra de sangue retirada por uma pequena punção no dedo, para detectar se já foram ou não infectados pelo coronavírus.

O estudo é denominado “Evolução da Prevalência de Infecção por COVID-19”, e vai ajudar a conhecer a propagação do coronavírus na população brasileira.

Ciosp atendeu quase 6 mil denúncias relacionadas ao coronavírus

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) tem trabalhado diariamente, em ações conjuntas com o Governo do Estado, no desenvolvimento de ações para combater o coronavírus em todo o Rio Grande do Norte. Para coibir as práticas contrárias às medidas de isolamento social, o Governo conta com a ajuda da população.

O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) registrou, entre o dia 18 de março e 31 de maio, cerca de 5.798 denúncias de descumprimento do decreto em todo o Estado. O mês de maio apresentou a maior quantidade de ligações atendidas pelo Ciosp, foram 2.744 chamadas, 600 ocorrências a mais do que no mês anterior, abril, quando registraram 2.144 atendimentos.

Em portaria publicada no Diário Oficial do Estado, a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) e a Sesed definiram multas que podem chegar ao valor de R$ 50 mil para quem descumprir as medidas já estabelecidas em decretos por parte do Governo do RN.

“Tem sido crescente a quantidade de solicitações para ocorrências relacionadas ao coronavírus. Todos os agentes de Segurança Pública estão trabalhando para que a população cumpra os decretos vigentes”, destacou o secretário da Segurança do RN, coronel Francisco Araújo.

Todos os decretos do Governo do Estado são baseados nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. Quem quiser denunciar o descumprimento dessas medidas, basta ligar para o 190. Após a verificação das chamadas, as ocorrências são atendidas pelo efetivo da Polícia Militar. Alguns casos, quando há insistência no descumprimento do decreto, as pessoas precisam ser encaminhadas à delegacia de Polícia Civil mais próxima.

Governo articula com prefeitos ampliação do isolamento em todo o RN

Demis Roussos/Assecom-RN

Após reunir prefeitos e autoridades da saúde de municípios da Região Metropolitana da capital – Natal, Parnamirim, São Gonçalo, Macaíba e Extremoz – nesta segunda-feira, 01, o Governo do Estado ampliará contatos com prefeitos das demais regiões do Estado em busca de firmar um pacto em defesa da vida no enfrentamento à pandemia do coronavírus. O comprometimento maior dos municípios, empresários e da população em geral em aumentar o isolamento social e respeitar os decretos governamentais é a única forma de reduzir a contaminação, as internações que lotam as redes hospitalares e as mortes.

O secretário de saúde pública, Cipriano Maia, explicou qual o intuito do Governo do Estado. “A transmissão da doença acontece no contato entre pessoas. Por isso, o pacto proposto pela governadora com os municípios, empresários e sociedade, instituições filantrópicas, de bairro e clubes de mães, é para intensificar o isolamento. No pacto, os municípios devem reforçar a atenção básica à saúde e adotar medidas restritivas à circulação. É um esforço em defesa da vida, para sairmos dessa situação com segurança e mais vidas salvas”, afirmou.

As palavras de Cipriano são reforçadas pelo médico sanitarista e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaime Calado. “Se cada um fizer sua parte, a gente sai rapidamente da pandemia, teremos nossa vida de volta nas áreas sanitária, econômica e social”. Jaime citou o exemplo da governadora Fátima Bezerra que desde março cumpre o isolamento total e não sai de casa. Citou também o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, que também não sai de casa desde 17 de março.

Jaime Calado lembrou ainda as medidas tomadas pelo Governo do Estado em apoio às empresas, entre elas a dispensa do ICMS que beneficia 18 mil micro e pequenas empresas, dispensa do ICMS do setor turístico e da tarifa social da Caern.

O Governo do RN também criou, proporcionalmente, o maior programa de máscaras do Brasil, em parceria com o setor produtivo, que está produzindo 7 milhões de unidades. Através do programa RN Mais Protegido estas máscaras chegam a 550 entidades nos 167 municípios do Estado.

FLEXIBILIZAÇÃO

A administração estadual recebeu sugestões do setor produtivo e do Comitê Científico sobre como fazer a flexibilização. “A questão agora é saber quando fazer. E isso vai depender do cidadão. O pacto pela vida, proposto pela Governadora, independe de preferências políticas ou partidárias. Objetivo é reduzir contaminação, os internamentos e as mortes”.

Jaime Calado considera esta pandemia a maior tragédia dos últimos 70 anos e que precisamos ter disciplina para vencer o vírus mais rápido, como fizeram Alemanha e a China. “Ficar em casa, observar cuidados de higiene e usar máscaras é o mínimo a fazer. Quando duas pessoas estão de máscara a possibilidade de contaminação é de 5%. O uso da máscara é atitude de respeito a você e ao outro. A vítima pode ser qualquer um de nós. Este momento é de salvar vidas. Não tem economia sem vidas. Vamos cumprir as recomendações para voltarmos o mais rápido possível às atividades normais”, declarou.

Empresário deixa presidência da FCDL para ser candidato a prefeito de Natal

O empresário Afrânio Miranda, dono da Miranda Computação, se afastará da presidência da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Norte (FCDL-RN) nessa terça-feira (02) por motivos de desincompatibilização para o pleito eleitoral das eleições municipais de 2020.

O empresário deixa seu nome à disposição como pré-candidato a prefeito da cidade do Natal pelo PODEMOS, partido que tem como Presidente do Diretório Estadual o Senador Styvenson Valentim.

COMUNICADO

O empresário Afrânio Miranda se afastará da presidência da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Norte nessa terça-feira, 02 de junho, por motivos de desincompatibilização para o pleito eleitoral das eleições municipais de 2020. O empresário deixa seu nome à disposição como pré-candidato a prefeito da cidade do Natal pelo PODEMOS, partido que tem como Presidente do Diretório Estadual o Senador Styvenson Valentim.

A Frente da FCDL RN o empresário defendeu a bandeira dos comerciantes do Rio Grande do Norte. A atuação teve como missão o fortalecimento do comércio local, o crescimento da economia e a compra dentro dos municípios, como forma de fomentar o desenvolvimento das cidades, gerando emprego e renda.

Consagrado como liderança empresarial, dedicou-se a promover a integração entre as CDLs da capital e do interior, fomentando o sentimento de unidade para fortalecer as Entidades. Despertou na população o sentimento de pertencimento, e de valorização dos municípios. Deixa a Federação com a marca do associativismo, de parcerias importantes com entidades públicas, privadas e instituições financeiras no fomento ao comércio do Rio Grande do Norte.

Os ideais políticos sempre o destacaram em meio às discussões. O posicionamento firme quanto à necessidade de investimentos na saúde, educação, na geração de emprego e renda, como também na defesa pela redução das altas taxas de impostos pagas pelo brasileiro, e altas taxas de juros praticadas pelos bancos o destacaram como uma liderança na sociedade.

Portal Grande Ponto

RN tem mais de 8 mil infectados por coronavírus; mortes são 341

Reprodução

O Rio Grande do Norte já contabiliza 341 mortes causadas pelo coronavírus. O aumento foram de 14, nas últimas 24 horas e outros quatro que aconteceram em outros dias, mas só obtiveram o resultado nesta terça-feira (2). São 8.233 pessoas que testaram positivo para a Covid-19, 16.364 suspeitos e 14.128 descartados. Há 68 óbitos em investigação. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) em coletiva de imprensa realizada nesta terça.

No estado, há 581 pessoas internadas por causa da doença, sendo 287 em leitos críticos e 294 em leitos clínicos. Dos pacientes que esperam regulação (internação), são 12 em prioridade “1”; já os classificados como prioridade “2” são 22 e 76 são prioridades “3” e “4”, as mais leves. A taxa de isolamento continua baixa, apenas 42%.

O titular da Sesap Cipriano Maia pediu para que a população respeitasse as recomendações da Organização Mundial da Saúde, pois desta forma poderia evitar uma superlotação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Rio Grande do Norte.

“Quanto mais pessoas infectadas, mais leitos de UTIs serão necessários. Portanto apelo para que fiquem em casa e cumpram o isolamento, para que a curva cresça de forma mais lenta, para preservarmos vida”, explicou.

Leitos

A taxa de ocupação de leitos destinados a tratar o novo coronavírus em todo o RN está distribuída da seguinte maneira:

  • Mossoró: 97,5%
  • Grande Natal: 98%
  • Pau dos Ferros: 100%
  • Seridó: 50%

Agora RN

Bolsonaro diz que vazamento de dados é “intimidação” e que “medidas legais estão em andamento para que tais crimes não passem impunes”

Foto: Adriano Machado / REUTERS

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que o vazamento de dados pessoais seus é uma “medida de intimidação” e afirmou que “medidas legais estão em andamento para que tais crimes não passem impunes”. O Ministério da Justiça determinou à Polícia Federal (PF) a abertura de um inquérito para investigar o vazamento.

“Em clara medida de intimidação o movimento hacktivista ‘Anonymous Brasil’ divulgou, em conta do Twitter, dados do Presidente da República e familiares. Medidas legais estão em andamento, para que tais crimes, não passem impunes”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Facebook.

Na noite de segunda-feira, hackers do grupo Anonymous Brasil publicaram endereços, CPFs, telefones e informações sobre imóveis de Bolsonaro e familiares. Também foram alvos da divulgação, feita pelo Twitter, os ministros Abraham Weintraub (Educação) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). O deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia (PSL), que teve computadores do gabinete apreendidos pela PF na operação relativa ao inquérito das fake news, também teve informações pessoais expostas.

Parte do que foi divulgado, como os dados imobiliários de Bolsonaro e dos filhos, já estava disponível publicamente nos sistemas da Justiça Eleitoral, que reúne informações de candidatos a cargos eletivos. Outras informações, como números de telefones, por exemplo, eram privadas.

O Globo

Open chat