Dia: 27 de maio de 2020

Garantindo as medidas preventivas contra o novo coronavírus, Prefeitura de Ielmo Marinho fará distribuição de 18 toneladas de alimentos para alunos da rede municipal de Ensino

A Prefeitura de Ielmo Marinho realizará a partir dessa quinta-feira (28) a entrega dos kits de merenda escolar para todos os alunos da rede municipal de ensino. Serão distribuídos 18 toneladas de alimentos, que serão entregues nas escolas em que cada estudante está matriculado. Para receber os alimentos, pais ou responsáveis do aluno devem comparecer aos locais, com documentação pessoal.

Para evitar aglomerações, os servidores das secretarias municipais de Assistência Social, Educação, Esporte e Lazer e Saúde estarão na organização das entregas dos alimentos, garantindo as medidas preventivas contra o novo coronavírus (COVID-19).

Com isolamento, RN perde 8,3 mil empregos em abril; queda já é de 13 mil em 2020

O Rio Grande do Norte perdeu 8.303 empregos em abril. Essa foi a diferença entre o número de admitidos (4.389) e o de demitidos (8.303). A variação negativa no estado potiguar foi de -1,97%. No acumulado de janeiro a abril o RN já perdeu 13.108 empregos em 2020.

Os maiores responsáveis pelo desempenho negativo do Rio Grande do Norte na economia em abril foram os setores do comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (-2.167); alojamento e alimentação (-1.545); informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (-1.141), agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (-791); construção (-755) e indústrias de transformação (-672).

Os números negativos não foram exclusividade do RN em abril. Todos os estados da federação sofreram os efeitos do isolamento social e demitiram mais do que contrataram. O Brasil fechou o mês com saldo negativo de -860.503 postos de trabalho. Esse resultado decorreu de 598.596 admissões e de 1.459.099 desligamentos.

As Unidades Federativas com maior saldo negativo foram:

• São Paulo: -260.902 postos (-2,16%);

• Minas Gerais: -88.298 postos (-2,16%);

• Rio de Janeiro: -83.626 postos (-2,58%);

• Rio Grande do Sul: -74.686 postos (-2,95%);

• Santa Catarina: -73.111 postos (-3,46%);

• Paraná: -55.008 postos (-2,05%).

Portal Grande Ponto

Artigo Ney Lopes: “Pandemia justifica “quebra de patente”

Ney Lopes – jornalista, ex-deputado federal e advogado – @blogdoneylopes.com.br

A quarentena permite cultivar o silêncio, que é a arte de falar consigo mesmo. Einstein disse, que “costumava repetir suas frases para si mesmo, com suavidade”. Aumentam a inquietação e a dúvida sobre o que virá depois.

A certeza é a necessidade de renovação de forças para enfrentar o futuro. Tudo começa por afastar os bufões do pessimismo, assemelhados aos personagens grotescos, que trazem consigo o sabor da inveja, desgraça, autosufiencia, rancor, como alertou Sancho Pança.

Livremo-nos deles!

As dificuldades para a reconstrução serão proporcionais a realidade que vivemos. O mundo nunca mais será o mesmo. As nações tenderão à reorganização interna, com protagonismo de um tipo de estado propenso as funções sociais prioritárias e readequações da economia.

A conjuntura brasileira é preocupante. Além da crise sanitária, enfrenta-se grave crise política, que fragiliza o país. Senão vejamos.

Politiza-se o uso de um medicamento (a hidroxicloroquina), no momento em que a revista médica “The Lancet”, após pesquisa em 96 mil pacientes, concluiu que o remédio apresenta risco de morte e a OMS suspendeu os testes, por razões de segurança.

Outro ponto também politizado é a insistência em confundir isolamento, com perdas para a economia. O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, foi enfático ao alertar que a recuperação econômica, somente será consistente, através de critérios científicos, que eliminem o risco da segunda onda do vírus, com restrições novamente.

A Coréia do Sul é exemplo. Lá não houve medidas rígidas de isolamento. Resultado: economia abriu, mas não há consumidores, pelas novas contaminações.

A China flexibilizou, conseguiu retomar a produção, mas não há demanda interna. Em Pequim, encontram-se lojas vazias, fechadas e invadidas.

O incrível é que no Brasil, mesmo diante de tantas evidencias, o tom de radicalismo, com posições inflexíveis, aumenta dia a dia e grupos ensandecidos assemelham-se aos “cruzados medievais”, que ostentando o símbolo da Cruz, combatiam o regime islâmico para reconquistar Jerusalém, a ferro a e a fogo.

Depois do mar de sangue, a história mostrou, que os cruzados desejavam era ampliar o comércio entre europeus e árabes, obtendo lucro ao abastecerem os exércitos, que atravessavam a Europa rumo ao Oriente.

O atual clima de tensão política lesiona até os princípios constitucionais da independência, harmonia dos poderes e livre convencimento do juiz.

O presidente Bolsonaro, insatisfeito com o STF, insinuou em “twitter”, que o ministro do STF, Celso de Mello, deveria ser preso, por divulgar o vídeo da reunião ministerial. A lei de abuso de autoridade proíbe divulgação de gravações, sem relação com a investigação.

No caso, não foi exposta intimidade, ou a vida privada do investigado. Tratou-se de reunião oficial investigada, com pauta oficial e troca de informações oficiais, o que não caracteriza momento de intimidade, em que pese o festival de “palavrões”.

Todas essas controvérsias enfraquecem a imagem do país e espantam os investidores globais.

O “Instituto de Finanças Internacionais”, que reúne bancos de investimento, fundos e bancos centrais em 70 países, afirmou em relatório, que a ausência de capitais no Brasil é decorrência da crise política permanente e a má condução da pandemia.

O resumo da ópera é que as tensões são realimentadas diariamente. Enquanto isto, a grande expectativa é a chegada da vacina. A política externa isolacionista afasta o país do debate internacional, que já admite revisões de posições doutrinárias e legais.

Churchill teve razão, quando afirmou, que “aqueles que nunca mudam de ideia, nunca mudam nada”.

Por tal motivo, a pandemia justifica a “quebra de patentes”, para que a vacina seja acessível a todas categorias sociais, com produção em larga escala, abastecimento e possibilidades do atendimento à população de forma gratuita, com os custos atendidos pelos governos, ou Fundo internacional.

O princípio da patente, portanto, passará por ajuste jurídico, para que os tratamentos e testes sejam isentos do privilégio de invenção, por 20 anos.

No Brasil, já houve precedente, no caso do HIV, que permitiu vacinação e tratamento gratuitos. Usou-se o princípio legal da “quebra de patente”, que desde 1996 é permitido em nossa legislação.

O autor do artigo foi o relator na Câmara Federal dessa legislação, que eliminou tais abusos da patente e protegeu os mais pobres.

Afinal, a vacina será para salvar a vida de todos e não apenas de alguns!

Live vai discutir a violência contra as mulheres em tempos de isolamento social

Sesap Comunicação <ascomsesap2@gmail.com>

Anexos13:41 (há 2 horas)

para ascomsesap, Cco:mim

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA

RELEASE

NATAL (RN), 27 de maio de 2020.

Live vai discutir a violência contra as mulheres em tempos de isolamento social

Em razão do aumento da violência contra mulheres em tempos de pandemia, o Programa RN + Saudável, da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), vai realizar uma Live com o tema: “Violência em tempos de isolamento social e os reflexos na saúde da mulher”.

Será nesta quinta-feira, 28 de maio, às 14h30, no YouTube do RN + Saudável, com parceria de instituições de políticas para as mulheres e apoio do Instituto Santos Dumont/Anita Garibaldi. A data foi escolhida por que em 28 de maio é celebrado o Dia Mundial de luta pela saúde das mulheres.

O evento terá participação de Teresa Freire, coordenadora do Programa RN + Saudável, Ivanete Oliveira, Subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Lorraine Vieira, assistente social especialista em políticas públicas para as famílias e responsável pelo Núcleo Estadual de Promoção a Saúde e Cultura de Paz, da psicóloga Carla Glenda, do Centro de Saúde Anita Garibaldi e Sônia Fernandes da Área Técnica da Saúde da Mulher da SUAS/CPS/SESAP.

“Os estudos estão apontando um grave aumento dos índices de violência contra as mulheres, atingindo o índice de 258%. A Live será uma oportunidade de promover a discussão de como essa violência afeta a saúde das mulheres, especialmente nesse período de muitas dificuldades decorrentes da pandemia da Covid- 19”, explica Suzete Queiroz, Assistente Social e coordenadora da Área Técnica de Saúde da Mulher da Sesap.

A coordenadora do programa RN + Saudável, Tereza Freire, explica que a Live é uma das ações do Grupo de Trabalho RN Sem Violência , composto pela equipe do Programa RN + Saudável e áreas técnicas das Subcoordenações da CPS, e em parceria com a Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos – SEMJIDH e outras instituições. “O Grupo de Trabalho está organizando um plano de mídia e trabalho em rede com proposta de uma campanha virtual sobre a temática da violência”.

Após operação da PF, Aras pede suspensão do inquérito das fake news

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), a suspensão do inquérito da fake news.

O pedido foi feito nesta quarta-feira (27), após a divulgação da operação da Polícia Federal que mira um suposto esquema criminoso que divulga fake news.

Aras disse que a Procuradoria-Geral da República foi “surpreendida” com as ações realizadas hoje “sem a participação, supervisão ou anuência prévia do órgão de persecução penal” e disse que isso “reforça a necessidade de se conferir segurança jurídica” ao inquérito, “com a preservação das prerrogativas institucionais do Ministério Público de garantias fundamentais, evitando-se diligências desnecessárias, que possam eventualmente trazer constrangimentos desproporcionais”.

Com informações do G1

Prefeitura de Ielmo Marinho realiza barreira sanitária na comunidade de Chã de Moreno

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e atividades ao ar livre

A Prefeitura de Ielmo Marinho, por meio da Secretaria de Municipal de Saúde, do Comitê de prevenção e enfrentamento ao combate ao coronavírus (COVID-19) e da Vigilância Sanitária, realizou nesta terça-feira, 26, mais uma barreira sanitária na comunidade de Chã de Moreno.

A atividade educativa é uma ação de combate com informações sobre a COVID-19. O público-alvo da campanha são os motoristas que vem de outras cidades e pessoas da própria comunidade que insistem em sair de casa sem o uso de máscaras.

A ação ainda distribuiu máscaras de proteção, panfletos educativos, aferição de temperatura e um questionário com avaliação de sintomatologia ou contato com algum paciente covid positivo.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, carro e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, céu, nuvem e atividades ao ar livre

Open chat