Senador critica “omissão” da governadora e pede ao MEC escolas militares no RN

Senador critica "omissão" da governadora e pede ao MEC escolas militares no RN

A governadora Fátima Bezerra (PT) decidiu não incluir o Rio Grande do Norte no programa de escolas cívico-militares lançado pela gestão de Jair Bolsonaro (PSL). Mas, se utilizando da prerrogativa de ser um dos três representantes do Estado no Congresso Nacional, o senador Styvenson Valentim (Podemos) enviou um ofício ao Ministério da Educação dentro do prazo limite para inscrição no programa e solicitou a inclusão de duas escolas potiguares no projeto. O parlamentar aproveitou ainda para criticar o que considerou uma “omissão” do governo potiguar, e disse que as crianças do Estado não podem ser prejudicadas ficando de fora desse importante programa.

“Ciente que represento no Congresso Nacional o estado do RN, uso deste instrumento, com o intuito de evitar a preclusão do prazo estabelecido, para informar que, em nossa percepção, o estado do RN tem a intenção de aderir ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares”, diz Styvenson o ofício encaminhado ao MEC.

Nas redes sociais, o parlamentar postou na sua conta pessoal o texto a seguir: “Na qualidade de representante do estado do Rio Grande do Norte no Congresso Nacional, o senador Styvenson Valentim comunicou, por ofício, à governadora do RN, o interesse de escolas potiguares aderirem ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, lançado pelo governo federal. Diante do silêncio do governo do estado, o senador Styvenson enviou outro ofício, ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, expressando sua preocupação em deixar as crianças potiguares de fora desse importante programa. Sem a adesão do RN, as crianças potiguares estarão impedidas de uma grande oportunidade, pois o prazo de inscrição se encerrou no dia 27 de setembro. Confira no documento (foto acima) o esforço de Styvenson, diante da omissão do governo estadual, para incluir as crianças potiguares no programa das Escolas Cívico-Militares”

Portal Grande Ponto

Deixe uma resposta

Open chat