O presidente Jair Bolsonaro (Marcos Corrêa/PR/Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro viaja nesta segunda-feira 23 para Nova York, onde participará da Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU) na manhã da terça-feira. A questão ambiental deve ser o centro do discurso do presidente que abrirá o evento, às 10h desta terça (horário de Brasília). Sinalizando essa direção, o Planalto incluiu na comitiva Ysani Kalapalo, moradora de uma aldeia no Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso, que é simpatizante das ações do governo na Amazônia – ao contrário de outros representantes indígenas, como o cacique Raoni.

Mesmo em recuperação após cirurgia para retirada de uma hérnia abdominal – provocada pela facada que sofreu na campanha eleitoral de 2018 – o presidente teve liberação médica para embarcar. De acordo com sua agenda oficial, Bolsonaro parte de Brasília com destino a Nova York às 7h e desembarca durante a tarde na cidade americana.

Em live nas redes sociais na última semana, Bolsonaro prometeu promete fazer uma apresentação “bastante objetiva, diferente de outros presidentes” que o antecederam. “Ninguém vai brigar com ninguém lá, podem ficar tranquilos”, disse.

VEJA