Dia: 26 de agosto de 2019

Prefeito Babá Pereira recebe representantes da EDP Renováveis em São Tomé

O Prefeito da cidade de São Tomé, Babá Pereira, recebeu nesta segunda (26) para uma importante reunião representantes da EDP Renováveis os senhores Temoclito, Felipe, Marcos e Emiliana, onde apresentaram todo o projeto dos parques eólicos Mundo Novo e Santa Rosa.

“Na oportunidade comuniquei que a nossa gestão está pronta para ser parceira. Previsão de início das obras será em dezembro deste ano”, disse Babá.

Deputado Benes Leocádio apresenta demandas para o município de Santa Maria e Riachuelo

Na manhã desta segunda (26) o deputado Benes Leocádio esteve em audiência na Superintendência Regional do Dnit com o general Daniel de Almeida para apresentar demandas dos municípios potiguares, dentre eles a cidade de Santa Maria e Riachuelo.

Para o município de Santa Maria o deputado solicitou redutores de velocidade na BR 304, nas proximidades da Queijeira Caicó.

Benes solicitou ainda a recuperação do acostamento da BR 304, altura do município de Angicos e Lajes. Também entre as cidades de Riachuelo e Caiçara do Rio dos Ventos.

Lixo Negociado: São Tomé, Barcelona e Lagoa de Velhos firmam acordo com MPRN

Os representantes dos municípios de São Tomé, Barcelona e Lagoa de Velhos participaram de sessão de negociação do projeto Lixo Negociado nesta segunda-feira (26), na sede da Procuradoria Geral de Justiça, em Natal, com o objetivo de promover adequações nos lixões de cada cidade. A iniciativa é do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), mediada pelo Núcleo Permanente de Incentivo à Autocomposição (Nupa) e pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente (Caop Meio Ambiente), em conjunto com o Ministério Público do Trabalho.

A ação foi criada com o intuito de atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos de forma provisória e enquanto não são efetivados os aterros sanitários regionais. O projeto atua de forma integrada, com a proposta de garantir uma solução consensual para recuperação ou remediação de áreas degradadas, decorrentes do acúmulo irregular de lixo.

O propósito do Ministério Público em obter os acordos é conseguir efetivar ações que tragam resultados a curto prazo e que, em seguida, sejam implantados os aterros sanitários, para se alcançar o fim definitivo dos lixões no Rio Grande do Norte. Até alcançar a meta de erradicar os lixões, a proposta dos acordos é implantar aterros controlados em valas, como medida transitória de destinação final de resíduos sólidos e melhorar a situação dos catadores.

Além desses quatro municípios, outras 59 cidades já firmaram acordos dentro do projeto Lixo Negociado, que é desenvolvido desde o segundo semestre de 2018.

Pesquisa: 72,7% reprovam indicação de Eduardo Bolsonaro à embaixada

Apenas 21,8% dos entrevistados aprovam a indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixador em Washington (Eduardo Bolsonaro/Instagram)

A intenção do presidente Jair Bolsonaro de indicar o seu filho, deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ao posto de embaixador do Brasil em Washington (EUA) é reprovada por 72,7% dos brasileiros, de acordo com a pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta segunda-feira, 26. Para eles, é inadequada a indicação, pois o chefe do Poder Executivo não deveria nomear membros de sua família para cargos deste tipo.

O percentual de pessoas que aprovam a indicação de Eduardo para a embaixada é de 21,8%, com a justificativa de que o presidente tem a prerrogativa de indicar qualquer pessoa para esse cargo. Outros 5,5% não souberam ou não quiseram responder.

Ao responder a pergunta sobre quais foram as piores ações do presidente nesse início de mandato, 24,4% dos entrevistados aprontaram a liberdade dada pelo presidente a seus filhos para se intrometerem em assuntos de governo – ficou em quarto lugar, atrás apenas da flexibilização do posse e porte de armas (39,1%), do uso de palavras ofensivas e comentários inadequados (30,6%) e do contigenciamento de verbas da educçaão (28,2%).

A pesquisa também constatou que 53,7% reprovam o desempenho pessoal do presidente (41% aprovam e 5,3% não souberam ou não responderam). Indagados sobre a avaliação do governo, apenas 6% classificaram o desempenho como ótimo – 26% classificaram como bom, 35,4%, regular, 11,2%, ruim, e 15,5%, péssimo.

VEJA