Proposta de Styvenson pode impedir filho de Bolsonaro em embaixada nos EUA

Fotos: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) defendeu nesta segunda-feira (15), em Plenário, que o nepotismo — quando um agente público usa de sua posição de poder para nomear, contratar ou favorecer um ou mais parentes — esteja descrito como proibido em Constituição.

O parlamentar explicou que está colhendo assinaturas para apresentar uma PEC que altera os artigos 37 e 87 da Constituição Federal para extinguir essa prática no país.

— Eu quero cortar. Eu quero acabar com isso. Nem filho, nem neto, nem ninguém. Agora é de vez, é na Constituição mesmo. Se existe alguma brecha, se existe alguma possibilidade, é extrair toda e qualquer oportunidade para que isso aconteça — ressaltou.

Caso seja aprovada, a proposta do senador poderia, por exemplo, impedir a nomeação do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, para ocupar a embaixada brasileira nos Estados Unidos.

Agência Senado

Deixe uma resposta