Satanás é melhor que PT e PSL vive ditadura, diz vereador de Natal

O vereador Cícero Martins (PSL) criticou seu próprio partido e não poupou críticas ao PT e à governadora Fátima Bezerra em entrevista, nesta quinta-feira (13), ao Hora Extra da Notícia (91.9 FM). Ele reclamou da gestão atual da governadora e questionou a posição dela em relação à Reforma da Previdência.

“Ela [Fátima Bezerra] é doida, mas tem juízo. Se ela não entrar [na reforma] ela quebra”, disse o vereador, que também criticou a deputada federal Natália Bonavides (PT). “O que ela [Bonavides} está fazendo lá [em Brasília] é invadir terra e dizer que Bolsonaro é um ladrão”, disse, acrescentando que “entre o PT e o Satanás eu fico com o Satanás”, declarou.

PSL

Apesar de ser do PSL, Cícero Martins externou várias críticas ao seu próprio partido e afirmando que vai deixar a legenda. Ele classificou a situação do PSL no RN como uma “ditadura partidária inimaginável”. Um exemplo dado pelo parlamentar é que nas reuniões partidárias, os membros são obrigados a bater continência e pedir licença para falar.

De acordo com Cícero, após as eleições do ano passado os candidatos que venceram foram jogados “no balde do lixo” e o partido ficou dominado por um “coloiozinho fechado”.

O PSL é dirigido hoje no RN pelo coronel Hélio Oliveira e pelo general Araújo Lima. “Eu vou sair daquilo ali”, adianta. O deputado federal General Girão (PSL), segundo o Martins, sabe de todos os problemas que acontecem no partido, mas não toma nenhuma providência. “João sem braço é aquele cara que tudo dá certo pra ele e ele faz de conta que não sabe o que está acontecendo. Então General Girão é um João sem braço”, afirma.

Deixe uma resposta