Greve vai afetar serviços dos bancos, transporte e escolas; confira o que para

A greve geral convocada para esta sexta-feira, 14, vai alterar os serviços, o trânsito e a rotina dos moradores de Natal. Diversas categorias vão aderir ao movimento, desde professores, bancários, policiais civis e rodoviários, o que vai fazer com que sistema público de transporte de ônibus, bem como agência bancárias não abram as portas e nem mesmo escolas públicas tenham aulas.

O ato político, que é organizado por diversas centrais sindicais, está previsto para se iniciar às 15 horas. Em Natal, o ponto de concentração será o cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira, nas imediações do shopping Midway Mall.

A pauta principal da greve geral, segundo centrais sindicais, é manifestar repúdio à proposta do governo federal para a reforma da Previdência. Os grupos sindicais também protestam contra o contingenciamento na Educação. Ainda na capital potiguar, após a concentração, haverá uma caminhada até a Praça da Árvore, em Mirassol, onde ocorrerá um ato público.

As agências bancárias – públicas e privadas – estarão fechadas durante o dia todo. Os trabalhadores do setor farão atos em frente de unidades bancárias durante a manhã, e depois, à tarde, o grupo vai seguir para a concentração em frente ao Midway Mall.

As escolas públicas de Natal e as instituições federais de ensino (UFRN e IFRN) não terão aulas. O sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Adurn) e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do (Sinte) aderiram à greve. A Secretaria Estadual de Educação (Seec) informou as aulas estão mantidas, mas vai respeitar a decisão das escolas que decidiram parar. Os colégios particulares funcionarão normalmente, mas as provas e exames marcados para esta sexta serão remarcados.

Os servidores da Polícia Civil também irão participar do ato público. A programação é de que delegacias funcionem em regime de plantão, atendendo apenas casos de flagrantes. Uma manifestação está marcada para as 8h, em frente à sede do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte (Sinpol), no bairro de Cidade Alta.

O Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde) também irão participar das atividades. Serão promovidas duas atividades ao longo desta sexta. Ainda pela manhã, os servidores realizam protesto em frente à Prefeitura do Natal. A categoria cobra o pagamento de gratifi cações por parte do Município. À tarde, os trabalhadores da saúde irão se somar aos demais manifestantes para a greve geral. Os serviços nos hospitais públicos não serão alterados.

A Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) anunciou que nesta sexta-feira, 14, o sistema público de ônibus vai operar com 40% da frota. A redução da oferta acontece por conta da adesão às manifestações por parte do Sindicado dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Rio Grande do Norte (Sintro). Será autorizada a operação dos permissionários do transporte opcional no mesmo itinerário das linhas de ônibus.

Ônibus urbanos terão apenas 40% da frota hoje

Por outro lado, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos de Natal (CBTU) informou que 100% das viagens do sistema de trens urbanos estarão garantidas nesta sexta-feira na Grande Natal, nas linhas Norte e Sul.

Polícia Militar vai acompanhar protestos

A Polícia Militar terá um esquema especial para acompanhar as manifestações de sexta-feira. O efetivo contará homens de batalhões localizados nas áreas próximas das manifestações e de integrantes de grupos especializados da PM. A mobilização terá auxílio da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e de agentes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). Segundo a Polícia Militar, as atividades serão iniciadas a partir da 11h. No entanto, o efetivo irá se deslocar para área de concentração da greve geral às 15h.

O QUE NÃO VAI FUNCIONAR NA GREVE GERAL?

EDUCAÇÃO

Escolas públicas estaduais e municipais não terão aulas. UFRN e IFRN também suspenderam as atividades letivas.

SEGURANÇA

Polícia Militar vai trabalhar normalmente. As delegacias da Polícia Civil irão funcionar em regime de plantão.

BANCOS

As agências bancárias – públicas e privadas – não funcionarão nesta sexta-feira.

TRANSPORTE

Ônibus funcionarão apenas com 40% da frota; CBTU garante 100% dos trens funcionando.

Agora RN

Deixe uma resposta