Dia: 14 de maio de 2019

Residente em Caicó não finaliza aposta via aplicativo e perde de dividir prêmio acumulado de R$ 289 milhões da Mega-Sena

O Blog Gláucia Lima destaca nesta terça-feira(14). A paraibana de Brejo do Cruz residente em Caicó, Vânia Maria Alves Barros, perdeu a chance de ficar milionária ao deixar de finalizar a aposta do sorteio do concurso 2150, realizado no sábado, 11 de maio, cujo prêmio estava acumulado em R$ 289 milhões.

Segundo a blogueira, fez sua aposta online, via aplicativo da Caixa Econômica Federal, mas esqueceu de clicar ‘na finalização’. “Quando o resultado saiu, eu fui conferir os números e realmente estava lá com a mensagem ‘você ganhou a premiação de R$ 289.420.865,00’. Eu até achei que era coisa da minha cabeça, mas peguei meus documentos e fui à agência da Caixa em Natal (cidade que estou) me certificar se realmente tinha ganhado. Lá me pediram o protocolo do jogo e eu não sabia como acessar. Quando eu abri o aplicativo tinha lá finalizar, ai eu finalizei e apareceu a mensagem: ‘jogo vencido, jogo passado”, contou ao #BlogGláuciaLima.

Jogadores do ABC reagem a demissão de Ranielle: “Quem faz o certo é culpado”

Confirmada no final da tarde da última segunda-feira, 13, a saída do treinador Ranielle Ribeiro do comando técnico do ABC gerou reações na torcida, imprensa e, principalmente, no próprio elenco que era comandado por ele. Nas redes sociais, pelo menos 3 jogadores se posicionaram sobre o desligamento de Ranielle.

A mensagem mais contundente – e enigmática – partiu do zagueiro Maurício. Contratado no início da temporada por indicação do próprio Ranielle (que lhe observou em jogos contra o ABC na temporada passada, quando ele ainda defendia o Salgueiro-PE), o defensor foi crítico ao se posicionar no Instagram pela saída do agora ex-treinador.

“No futebol, aprendemos muitas coisas, onde quem faz o errado é aplaudido e quem faz o certo é o grande culpado. Deus sabe de todas as coisas. Obrigado, professor, por tudo”, digitou o camisa 3, titular absoluto do ABC desde a primeira partida da temporada e um dos atletas que mais se identificou com o torcedor nestes cinco meses.

Também pelo Instagram, o goleiro Edson, considerado porta-voz do elenco abecedista, agradeceu os três anos vividos ao lado de Ranielle. Quando o arqueiro chegou ao clube, Ribeiro ainda era preparador físico, tendo assumido o cargo de técnico somente em meados de 2017, após grande confusão envolvendo salários atrasados e greve no elenco.

“Queria te agradecer por tudo que fez por mim nestes quase 3 anos juntos. Além de um grande treinador que você é, também foi um grande amigo, um cara que me ajudou muito no momento que eu mais precisei. Deus abençoe sua longa caminhada. Logo você estará em um grande clube, porque é capacitado. Obrigado por tudo”, escreveu Edson.

Por fim, quem se manifestou foi o lateral-esquerdo Evandro. Contratado junto ao Sport-PE já com a temporada em andamento, o atleta, hoje considerado reserva no elenco, também exaltou a capacidade de Ranielle em se relacionar com os jogadores, concluindo a mensagem com votos de felicidades.

“Exemplo de profissional e de ser humano. Não tenho dúvidas que chegarás nos grandes clubes do Brasil. Que Deus te abençoe por onde quer que passes”, escreveu o atleta, aplicando a mensagem sobre uma foto em que domina a bola num treinamento no CT e Ranielle aparece de relance, no fundo da imagem.

A mensagem de Maurício, bem como a do goleiro Edson e do lateral-esquerdo Evandro podem ser conferidas abaixo:

Agora RN

Com críticas à prisão preventiva, maioria no STJ vota para soltar Temer

A maioria dos ministros da sexta turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) votou hoje pela soltura do ex-presidente Michel Temer (MDB). Dos quatro ministros que participaram do julgamento, três votam a favor da soltura do ex-presidente: Antônio Saldanha (relator), Laurita Vaz e Rogério Schietti Cruz. O ministro Nefi Cordeiro, que preside a turma, ainda dará o eu voto.

Temer é acusado de ser o líder de uma organização criminosa que desviava recursos públicos por meio do pagamento de propina de empresas que mantinham contratos com empresas estatais. Ele nega. A decisão se estende também ao pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de João Baptista Lima Filho, o coronel Lima.

O habeas corpus de Temer está sendo julgado em caráter liminar pela sexta turma do STJ. Como o ministro Sebastião Reis Júnior se declarou impedido, apenas quatro ministros analisam o pedido da defesa de Temer: Nefi Cordeiro (presidente), Antônio Saldanha, Laurita Vaz e Rogério Schietti.

Terceiro ministro a votar, Rogério Schietti reforçou que a soltura de Temer “não representa atestado de inocência”.

Durante seus votos, os ministros criticaram o uso da prisão cautelar (preventiva). “A atualidade seja do fato criminoso ou de condutas do investigado voltadas a prejudicar sua apuração ou repressão é essencial a verificação desse risco, elemento imprescindível da decretação de qualquer medida cautelar. Sem essa contemporaneidade, a prisão cautelar se torna uma verdadeira antecipação de pena”, diz Saldanha.

UOL

Hoje (14) faz 20 anos que a adutora Monsenhor Expedito foi inaugurada em São Paulo do Potengi

Resultado de imagem para fotos de monsenhor expedito

20 anos completa hoje, 14, que a Adutora Monsenhor Expedito foi inaugurada em São Paulo do Potengi. Dia histórico e que jamais será esquecido por aqueles que lutou pela vinda da adutora para a região Potengi, Agreste e Trairi.

Monsenhor Expedito dentre tantas lutas travadas pelo bem comum da sociedade, a adutora foi um ponto forte para que os fies os chamassem do “Profeta das Águas”.

A Monsenhor Expedito, o nosso agradecimento por ter sido um grande líder do povo e que sempre buscou o bem-estar da população e principalmente, dos mais pobres.

Dentro da programação do Mês Mariano, hoje teremos missa em comemoração aos 20 anos da inauguração. A missa será presidida pelo nosso pároco Padre Ramos às 19h na Igreja Matriz.

Gratidão, Profeta das Águas!!

Resultado de imagem para fotos de monsenhor expedito

SEBRAE/RN realizará ROTA EMPREENDEDORA

O SEBRAE/RN realizará no dia 29 de Maio, no Salão Multiuso do SESC/RN, às 19h, o Rota Empreendedora. O evento consiste de 04 minipalestras que abordarão temas voltados a gestão do seu negócio ministradas por especialistas do SEBRAE/RN. Além disso, os participantes terão a oportunidade de preencher um formulário para receberem, por e-mail, um diagnóstico gratuito informando as áreas que a empresa necessita ter mais atenção na gestão.

A intenção deste evento é levar conhecimento de forma dinâmica aos empresários, proporcionar uma troca de experiências através do ambiente, e sensibiliza-los quanto a questão da necessidade de um olhar focado à gestão da sua empresa através dos resultados dos diagnósticos entregues por e-mail.

O evento contará com a presença de Gustavo Cosme, Ana Neri, Ítalo Bruno e Fernando José. As inscrições você pode realizar através do telefone: 3291-7301

Após derrota em Aracaju, Ranielle pede demissão do comando técnico do ABC

José Aldenir / Agora RN

Ranielle Ribeiro não é mais o treinador do ABC. Na tarde desta segunda-feira, 13, o técnico se reuniu com o presidente abecedista, Fernando Suassuna, o vice-presidente e vice-presidente de futebol, Bira Marques, e o executivo de futebol, Giscard Salton, e acertou a sua saída do Alvinegro.

O profissional deixa o comando do “Mais Querido” depois de quase dois anos à frente da equipe. Ranielle assumiu o ABC ainda na reta final da Série B 2017, levou o clube ao título estadual 2018 de forma direta, sem a necessidade de final e ao terceiro lugar na Copa do Nordeste.

Desde a vitória diante do Náutico-PE, em Caruaru (PE), pela 31ª rodada da Série B 2017, até o compromisso deste domingo, 12, contra o Confiança-SE, pela 3ª rodada da Série C 2019, foram 85 jogos sob o comando técnico Alvinegro, com 44 vitórias conquistadas, 14 empates e 27 derrotas.

Em nota divulgada no site oficial do clube, a diretoria do ABC externou “sua gratidão e apreço pelo trabalho de Ranielle, enaltecendo o espírito profissional e ético, somados ao grande amor e dedicação demonstrados ao longo desses anos”, e desejou sucesso ao profissional para a sequência de sua carreira.

Agora, a direção abecedista trabalha para a definição do novo treinador, que chegará para comandar a equipe no restante da disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. O novo comandante encontrará a equipe no G-4 da Série C e com calendário garantido para a temporada 2020 (Estadual, Copas do Brasil e do Nordeste, e Brasileirão).

Agora RN

Dono da Gol assina delação premiada e acusa Temer, Cunha e Henrique Alves

Um dos donos da companhia aérea Gol , o empresário Henrique Constantino assinou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal e, pela primeira vez, admitiu pagamentos de propina em troca da liberação de financiamentos da Caixa Econômica Federal para suas empresas. A delação foi homologada pelo juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, e traz acusações contra políticos do MDB.

A delação foi assinada em 25 de fevereiro deste ano com a força-tarefa Greenfield, mas foi mantida sob sigilo.

O empresário relatou relacionamento com políticos do MDB e contou ter participado de uma reunião com o então vice-presidente da República Michel Temer, em 2012, na qual houve a solicitação de R$ 10 milhões em troca da atuação dos emedebistas em favor dos financiamentos pleiteados pelo seu grupo empresarial na Caixa.

Pelos crimes cometidos contra o banco, Henrique Constatino se comprometeu a pagar R$ 70,7 milhões aos cofres da Caixa. O valor corresponde a dez vezes a propina paga por ele ao operador Lúcio Funaro, de R$ 7,07 milhões, que seria distribuída aos políticos do MDB. Do total acordado, R$ 63,3 milhões serão pagos por meio de seis depósitos semestrais, cuja primeira parcela tem que ser efetivada no próximo dia 30 de maio, e a última em 30 de novembro de 2021. Outros R$ 7 milhões serão pagos em até 60 dias e vão ser usados na execução de projetos sociais ainda a serem definidos.

Os crimes na Caixa Econômica Federal são apresentados de forma detalhada, com provas documentais como e-mails e trocas de mensagens. Constantino conta que os pagamentos de propina eram feitos por suas empresas, após contratos fictícios de prestação de serviços, a companhias do operador Lúcio Funaro. Em troca, houve financiamento de R$ 300 milhões do fundo de investimentos do FGTS (FI-FGTS) para a empresa Via Rondon, além de uma cédula de crédito bancário de R$ 50 milhões para a Oeste Sul Empreendimentos Imobiliários. Ambas as empresas pertencem à família Constantino.

Henrique Constantino conta que iniciou o relacionamento com Funaro no fim de 2011. Funaro o levou a reuniões no banco com integrantes da cúpula, como o então vice-presidente Fábio Cleto, ligado a Eduardo Cunha.

Após o início desse relacionamento, em junho de 2012, Constantino participou de uma reunião com Temer e os então deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (MDB-RN).

“Sobre a reunião em junho de 2012 em Brasília com Eduardo Cunha e Henrique Alves, informou ainda que se reuniu com eles e o então vice-presidente Michel Temer; que foi solicitado pelo grupo o valor de global de R$ 10 milhões em troca de atuação ilícita de membros do grupo em diversos negócios, como foi o caso da operação da Via Rondon com o FI-FGTS”, disse em seu depoimento.

Em outra referência a Temer, Constantino afirma que o ex-presidente foi citado por Funaro como integrante do grupo de influência que poderia atuar em favor do empresário, em troca de propina. “Funaro expôs o poder de influência que tinha junto com seu grupo no âmbito do governo federal e instituições diversas, como o Postalis (fundo de pensão dos Correios)”, afirmou. O operador financeiro, então, “mencionou o então deputado federal Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, líderes que, segundo Funaro, poderiam auxiliar o depoente em outros negócios de seu interesse, em troca de vantagens indevidas; que, da mesma forma, mencionou Michel Temer como membro desse grupo”, disse no depoimento.

O Globo

MPRN deflagra operação para investigar fraudes na coleta de lixo em Caicó; ex-secretário e empresários são presos

Além do RN, operação Máfia Capital cumpre mandados em São Paulo e Pernambuco. São investigados os crimes de organização criminosa, fraude a licitações, lavagem de dinheiro e corrupção

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (14) a operação Máfia Capital. A ação apura fraudes na contratação de veículos, maquinário e pessoal para coleta de lixo na cidade de Caicó com o cometimento dos crimes de organização criminosa, fraude a licitações, peculato e corrupção ativa e passiva. Além do RN, a operação cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão nos Estados de São Paulo e Pernambuco. Um ex-secretário municipal de Caicó e dois empresários foram presos.

A operação Máfia Capital é desdobramento de três outras operações do MPRN: a Cidade Luz, deflagrada pelo MPRN em 2017 para investigar irregularidades no contrato de iluminação pública da Prefeitura de Natal, e as operações Blackout e Tubérculo, realizadas com os objetivos de apurar fraudes no contrato de iluminação pública da Prefeitura de Caicó.

A operação Máfia Capital foi deflagrada com o apoio da Polícia Militar potiguar e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) dos Ministérios Públicos do Rio Grande do Norte, de São Paulo e de Pernambuco. Promotores de Justiça e policiais militares cumprem os mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Caicó, Mossoró, Recife, Jaboatão dos Guararapes e São Paulo.

Open chat