Dia: 3 de abril de 2019

Hospital de São Paulo do Potengi já com nova diretora

Publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 03, a Governadora Fátima nomeou a nova Diretora do Hospital Regional Monsenhor Expedito de nossa cidade.

Lígia Maria Ribeiro dos Santos Carneiro é a nova Diretora Geral da unidade.

PERFIL DE LÍGIA

Assistente social com especialização em gestão de unidade de saúde – GERUSe Educação sexual – projeto EROS. Tem 30 anos na Saúde Pública, trabalhou na Atenção Básica, nível central da SMS coordemando as áreas de saúde mental, do trabalhador, deficiente físico e saúde bucal. E como Assistente Social nos Hospitais de Nova Cruz, Santo Antônio e Canguaretama. Sendo neste último, diretora geral até a data de ontem.

VÍDEO: A menina “Bruninha” segue para aeroporto e será transferida para Recife

O RN acompanhou nos últimos dias uma Campanha em prol da vida da Bruninha, de 7 anos, que precisa de um transplante de coração.

Bruninha realizará o transplante do coração na capital pernambucana, após autorização do ministro da Saúde.

Confira o vídeo do momento em que a criança sai do Hospital Rio Grande e seguia para o aeroporto.

A Prefeitura do Natal, através da STTU atuou nas temporizações dos semáforos momentaneamente, direcionando a preferência de verde total para Hermes da Fonseca/Salgado Filho e mantendo o vermelho nas transversais.

Mais informações em breve.

Coronel Azevedo comenta cobrança da governadora à Polícia Militar

O deputado estadual Coronel Azevedo (PSL), no pronunciamento que fez na sessão ordinária desta terça-feira (02), fez referência a uma cobrança da governadora Fátima Bezerra (PT) ao Comando Geral da Polícia Militar, para que os policiais, em operações relativas aos trabalhadores rurais que usam motos com inadimplência no IPVA, dispensem um tratamento com educação em abordagens. A cobrança da governadora foi feita, segundo o deputado, durante reunião com parlamentares e auxiliares do Governo.

“O vídeo com a cobrança da chefe do Executivo viralizou de forma que expõe um policial militar com muitos anos de serviços prestados e dedicados à Segurança Pública”, argumentou Azevedo. O deputado prestou solidariedade ao Comandante Geral da PM, Coronel Alarico e a todos os policiais militares. “Policiais que mesmo enfrentando atrasos salariais, não tem deixado de honrar com seu compromisso pela Segurança Pública de nosso estado, inclusive em vários casos perdendo a vida”, ressaltou o deputado.

Em aparte o deputado George Soares (PR), líder do Governo na Assembleia Legislativa, justificou a posição da governadora Fátima Bezerra, explicando que em muitos casos, como aconteceu em sua cidade Assu, durante operações de trânsito, alguns agentes abordaram trabalhadores como se fossem bandidos. George disse que a posição da governadora não foi do modo como o deputado Coronel Azevedo estava falando. “Eu estava lá, não foi assim”, disse George, que articulou a reunião em questão, com presença também dos deputados Nelter Queiroz (MDB), Doutor Bernardo (Avante) e Raimundo Fernandes (PSDB).

George Soares lembrou que, pelo menos nos últimos três Governos, recebeu vídeos com excessos por parte de alguns agentes, explicando que em qualquer profissão há casos de excessos. “A Polícia Militar tem que ser respeitada, priorizada, mas me desculpe eu dizer que a governadora não foi deselegante, ela estava ordenando, porque uma coisa é prender um bandido em cima de uma moto, outra coisa é tomar uma moto de um comerciante porque ele está com um imposto em atraso”, disse o líder.

O deputado Francisco do PT também pediu aparte para reforçar o respeito à Polícia Militar, e reafirmar que “todas as instituições tem seus excessos” e que todo excesso tem que ser chamado atenção. O deputado Kelps Lima (SDD) também se pronunciou em aparte, afirmando que a governadora tem “desejo de populismo”.

O deputado Coronel Azevedo encerrou seu pronunciamento anunciando que apresentou requerimento criando a Frente Parlamentar de Segurança Pública. Ele afirmou que já conseguiu o apoio dos deputados Getúlio Rêgo (DEM), Doutor Bernardo, Cristiane Dantas (SDD), Kleber Rodrigues (Avante) e Allyson Bezerra (SDD).

Artigo Ney Lopes: “Quando negociei com a China no Parlatino”

Ney Lopes – jornalista, ex-deputado federal e advogado – nl@neylopes.com.br

A próxima investida dos “novos tempos” da nossa política externa será em relação à China. Após inquietações, as relações entre os dois países caminham para a normalidade. Os chineses são os principais parceiros comerciais do Brasil.

A política externa brasileira sofreu verdadeira “guinada diplomática”, com o rompimento de dogmas do Itamaraty como, por exemplo, a aliança com o estado de Israel, que poderá causar graves prejuízos, caso os árabes, em protesto, substituam as suas importações do Brasil pela Índia.

No primeiro momento do governo, a simpatia e admiração do nosso presidente por Trump ensaiou um “passo em falso”, ao comprar a falsa “briga” dos americanos com os chineses, verdadeira “canoa furada”, apenas “para inglês ver”. Ainda bem, que não embarcamos nessa…

Sabe-se que em matéria política existem diferenças entre Brasil e China. Porém, na economia, os chineses são o maior parceiro comercial do Brasil e sustentam o “agronegócio” nacional.

A acusação de que eles esgotam as reservas de recursos naturais é “questão de nossa responsabilidade”, no sentido de agregar valores, antes das exportações.

O importante é que prevaleça nas relações comerciais, em ambos os lados, a máxima de Deng Xiao-ping: “Não importa a cor do gato. O que importa é que ele cace os ratos”. Ou seja, o importante é fazer o que tem de ser feito.

Os Estados Unidos agem assim com a Coreia do Norte, Arábia Saudita e outros regimes totalitários.

O papel do nosso país deverá ser de interlocutor na América Latina. Afinal, não é possível negar que a China se transformou em centro de gravidade da economia global, entre o Atlântico e o Pacífico.

Abre-se espaço para o Brasil ampliar alianças e parcerias comerciais em comum.

Pessoalmente tenho boa experiência com a China. Aprendi a técnica do “guanxi”, que é a “palavra chave” para alcançar a confiança recíproca. Negociei com os chineses, durante mais de cinco anos, quando presidi o Parlamento Latino Americano.

No final, em 12 de março de 2004, assinei, em Pequim, o histórico convênio de cooperação interinstitucional, no plenário central do Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional da República Popular da China, através do qual os dois organismos acordaram em colaborar entre si no campo parlamentar e realizar intercâmbios, visitas recíprocas, atividades e projetos de cooperação de interesse comum, em todos os âmbitos relacionados aos objetivos de cooperação, desenvolvimento e integração.

Um dos principais resultados dessa cooperação interinstitucional foi a “III Conferência Interparlamentar Latino-americana de Saúde”, realizada em 19 de maio de 2005, na cidade de São Paulo.

Na oportunidade debateu-se o tema da “Medicina Tradicional e Complementar (MTC)” e a sua aplicação na América Latina.

A maior contribuição científica veio do médico Li Qiangou, ex-diretor do Hospital de Medicina Chinesa de Pequim e deputado da Assembleia Popular da China, que sugeriu formas de uso de medicamentos fitoterápicos, os quais posteriormente foram adotados em países centro-americanos.

O SUS hoje disponibiliza esses remédios, graças ao alerta do Parlatino, em 2005.

Várias vezes proferi palestras e participei de debates em Universidades e centros de estudos superiores, inclusive na Universidade de Westminster (2005), na organização, juntamente com professora Celia Szusterman, do seminário “China Estados Unidos e América Latina: relações Internacionais e Segurança”, que contou com a cooperação do Instituto inglês para o Estudo das Américas e o apoio da Universidade de Paris-Evry, a Escola de Economia de Paris (Delta), o Parlatino e o Real Instituto Elcano, de Madri.

O governo chinês sensibilizou-se com o convênio de cooperação interinstitucional de 2004 e passou a prestigiar o PARLATINO, o que perdura até hoje.

Em consequência dessa parceria foi construído o majestoso edifício sede desse organismo parlamentar, às margens do canal do Panamá. A minha ação administrativa na presidência da instituição foi decisiva para a concretização de tal objetivo. Alguns conterrâneos que visitaram recentemente o PARLATINO, na cidade do Panamá, relatam a homenagem que me foi prestada à entrada do prédio, com uma fotografia. Não posso esconder que esse fato dá a sensação do dever cumprido, à época em que exerci mandatos de deputado federal em representação do RN e a presidência do Parlatino.

ABC muda para encarar Santa Cruz nesta quarta-feira (3)

O ABC decidiu priorizar o confronto contra o Santa Cruz pela terceira fase da Copa do Brasil e, para tentar superar mais este desafio na temporada, foi preciso mudar. Ranielle Ribeiro, sem fazer mistério, confirmou a equipe que vai a campo nesta quarta-feira, às 21h30, no Frasqueirão.

O time alvinegro tem três novidades: o volante Valdemir, o lateral-esquerdo Evandro e o atacante Luan, que faz sua reestreia com a camisa do clube. O trio entra nas vagas de Joilson, vetado pelo departamento médico, Jonathan e Neto, sacados por opção do treinador.

A imprensa acompanhou o último treino antes da partida, na tarde desta terça-feira, mas não pôde fazer imagens. Após a atividade, Ranielle explicou todas as mudanças e destacou que a equipe ganha articulação e “armações muito interessantes” com esta nova formação do meio-campo, além contar com Éder e Luan como “válvulas de escape” pelas pontas. Com informações do G 1 (RN).

Robinson diz que sonha com RN “próspero” e “liberto da velha política”

O ex-governador Robinson Faria (PSD) foi às redes sociais na noite da última terça-feira, 3, para fazer um balanço das ações realizadas durante o sua administração (2015-2018). Em seu texto, Robinson afirmou que trabalhou para realizar seu sonho de ver o Rio Grande do Norte “próspero” e “liberto da velha política”.

“Este é o estado que eu sonhei e trabalhei para poder escrever a vocês com toda a honestidade e ao mesmo tempo mantendo o sonho que temos condições de sermos um estado definitivamente próspero, independente financeiramente e liberto da velha política”, escreveu.

O ex-chefe do Executivo destacou alguns pontos de sua gestão, declarando que buscou administrar o Rio Grande do Norte visando a sempre atrair novos investidores para o Estado para alavancar a economia potiguar. Confira abaixo alguns dos temas abordados por Robinson:

Segurança jurídica

“Demos agilidade ao licenciamento ambiental. Emitimos cerca de 14 mil licenças para implantação de novos negócios e permanência de indústrias no RN, garantindo a manutenção de milhares empregos. Algumas dessas licenças estavam nas prateleiras há mais de dez anos, e resolvemos em dois meses. Fizemos um grande esforço para permitir a implantação de novos empreendimentos que já estão gerando emprego e renda para nossa população”.

Vila Galé

“O hotel Vila Galé, que se instalou no município de Touros e está gerando mais de dois mil empregos na região, é resultado do nosso trabalho, de um governo que ofereceu segurança jurídica, transparência e agilidade. Disputamos a instalação do hotel com Ceará e Pernambuco, e vencemos!”

Complexo Six Senses

“O município de Baía Formosa, no litoral Sul do estado, vai receber em breve o primeiro empreendimento da rede hoteleira Six Senses na América Latina. O grupo vai construir na cidade o projeto Eco Estrela, formado por dois resorts e uma vila de casas em alto padrão. Ainda em meu governo, liberei a licença de instalação do empreendimento, garantindo segurança jurídica aos investidores para o início da construção. O investimento na primeira fase será de 400 milhões de dólares, podendo chegar a 1,5 bilhão de dólares até sua conclusão. Imagine a quantidade de emprego que vai ser criado na região?”

Aeroporto de Mossoró

“Tivemos a grande conquista de transformar o aeroporto de Mossoró, que era um aeroporto privado, num aeroporto comercial. Com muita persistência e trabalho conseguimos atrair o voo da Azul Linhas Aéreas, que hoje está praticamente diário. Os voos Mossoró/Recife (PE) e Recife/Mossoró estão sendo operados com sucesso, com alta taxa de ocupação. E o aeroporto acabou de receber o certificado operacional definitivo da Anac. Fiquei muito feliz quando recebi a notícia. Tiramos Mossoró do isolamento e abrimos novos caminhos para diversos seguimentos de geração de emprego, como no turismo e nas demais atividades que estão fortalecendo o perfil econômico da região”.

Fruticultura

“A fruticultura, em razão da agilidade das licenças ambientais, em nosso governo, foi expandida e com isso a exportação duplicou. Chegamos a bater o maior recorde da história de exportação de frutas do RN. Aproveito para agradecer, mais uma vez, ao presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do RN, e diretor da Agrícola Famosa, Luiz Roberto Barcelos, pela parceria nesses quatro anos. Inclusive, tive a grata surpresa de receber uma comenda, dos empresários do setor, liderados por Luiz Roberto, em reconhecimento do meu trabalho à frente do Governo do RN para fortalecer o setor da Fruticultura do estado. Durante meu mandato aumentamos a produção, a geração de emprego e, principalmente, a distribuição de renda no semiárido do Estado. Uma conquista!”

Energia eólica

“Em nosso governo, o RN se tornou o estado do Brasil líder na produção de energia eólica. E assim permanecerá por um bom tempo, pois no último leilão, realizado em 2018, feito pelo Governo Federal, o estado foi contemplado com mais 27 parques, de um total de 48 parques leiloados. Esse resultado foi fruto de uma gestão que teve diálogo, ofereceu segurança jurídica, agilidade e transparecia nas licenças ambientais concedidas, muitas delas adormecidas e esquecidas há anos. Em 2015, quando assumi o governo do Estado, o RN tinha 50 parques eólicos em operação. Terminamos o mandato com um número histórico de 144 parques eólicos produzindo energia”.

Estradas do Melão e da Castanha

“A estrada do Melão, em Baraúna, com a construção paralisada há muitos anos, e a tão sonhada estrada da Castanha, em Serra do Mel, tiveram as obras avançadas em meu governo. Concluí o mandato com as duas em andamento”.

Missão a China

“Fui a China captar uma das maiores produtoras de placas e componentes fotovoltaicos do mundo, a Chint Eletrics Co. A indústria possui nove fábricas na China, Alemanha, Índia, Malásia e Vietnã. A unidade no Rio Grande do Norte tem o objetivo de abastecer todo o mercado da América Latina, abrindo uma nova vertente na economia do estado e fortalecendo uma nova cadeia com uma grande geração de emprego na prospecção de energia solar”.

O texto completo do ex-governador pode ser acessado através deste link.

Open chat