“Se a gente quer mudança a gente tem que fazer diferente”, diz Cipriano Maia

O secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, disse nesta terça-feira (5), em Mossoró, que “se a gente quer mudança tem que fazer diferente”. Cipriano fez a afirmação na reunião promovida pela Federação dos Municípios do RN (Femurn) com prefeitos da região Oeste e do Vale do Açu, para discutir a retomada da regionalização e a implantação dos consórcios municipais de Saúde.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, governo tem objetivos bem definidos com relação a regionalização, consórcios municipais de saúde e implantação das policlínicas. Para Cipriano, é importante a profissionalização da gestão, e a estratégia dos consórcios é uma via que “acreditamos para combater com mais racionalidade os lobbies que se abatem sobre a saúde”.
Cipriano afirmou que “é esse chamamento que a gente faz aos prefeitos e secretários municipais de saúde. Temos que acabar com a partidarização da saúde para dar respostas pra quem necessita dos serviços do SUS”.

No entendimento de Cipriano Maia, o SUS como foi concebido só existe com a parceria dos entes municipais, estadual e da Federação. “Daí temos que racionalizar e utilizar melhor os recursos. Fazer mais com menos. Os consórcios municipais de saúde são hoje o modelo possível de se trabalhar com sucesso já provado no Brasil, como é o caso do Ceará. O nosso desafio, portanto, é apostar que a gente possa fazer diferente”.

O presidente da Femurn e prefeito de São Paulo do Potengi, João Leonardo (Naldinho), disse que se está vivenciando um momento muito difícil, um problema que vem se arrastando a oito, nove anos e que o foco maior é a saúde pública, “a dor de todos os dias dos municípios”. Naldinho ressaltou que a população espera resposta dos municípios e do governo do Estado e a alternativa pode ser o consórcio, “o carro-chefe para desencadear este processo. Nós prefeitos não podemos ficar dizendo que não quer esse projeto”.

Já a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, disse que a proposta pode contar com ela e com todos os colegas prefeitos. “tenho certeza de que o caminho é o consórcio municipal de Saúde”.

Deixe uma resposta