Dia: 7 de dezembro de 2018

Registro: Parabéns a Ambrósio Azevedo que muda de idade hoje (07)

Parabenizamos o nosso amigo e patrimônio vivo da história política de São Paulo do Potengi, Ambrósio Azevedo, que completa hoje, 07, 91 anos de idade. Ambrósio é pai do vereador Neilson Azevedo e dentre outros filhos.

Desejamos saúde, paz, felicidade e tudo de bom. Parabéns!

Secretário-adjunto de Saúde do RN morre em decorrência de infarto fulminante

Wagner Guerra – Repórter

O atual secretário-adjunto estadual de Saúde, advogado e secretário-geral do diretório estadual do Partido Popular Socialista (PPS), Alexandre Henrique de Gusmão Gonçalves, 47 anos, faleceu na manhã desta sexta-feira, 7, em decorrência de um infarto fulminante.

Desde setembro passado, Alexandre, também conhecido por Xambinho, ocupava a vaga do ex-titular da Sesap, Pedro Cavalcanti Filho, que havia assumido a pasta em maio e só ficou pouco mais de quatro meses na função, devido a problemas de saúde.

Ele também exerceu as funções de chefe de gabinete do Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP), diretor administrativo do Centro de Reabilitação Infantil (CRI), coordenador administrativo e financeiro do Instituto de Gestão da Águas do RN (IGARN), presidente da Câmara de Compensação Ambiental e assessor técnico no Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), diretor do Parque das Dunas, além de diretor da Secretaria de Esportes e Lazer de Natal (SEEL).

O velório acorre desde às 14 horas desta sexta-feira, no Mundo das Flores, ao lado do Centro de Velório São José, em Lagoa Seca. O enterro está previsto para acontecer às 17 horas, no Cemitério Parque Nova Descoberta.

Para o presidente estadual do PPS, Wober Júnior, o falecimento de Alexandre Henrique pegou todos de surpresa. “Perdi um bom amigo e o partido perdeu um grande quadro. Valeu ter, por mais de 25 anos, trabalhado com você. Valeu a lealdade, a dedicação e as boas lutas que travamos juntos. A vida nos pregou essa peça. Só sei dizer que doeu muito. Aqui ficarão boas lembranças e muita saudade”, lamentou no Facebook.

O presidente do Sindicato dos Médicos do RN, Geraldo Ferreira Filho também lamentou a morte do secretário-ajunto. “Surpreendido por esta perda desse nosso grande amigo, ficam lembranças de lutas, esforços, desafios enfrentados e vividos. Deixa conosco muitas saudades o amigo Alexandre Gusmão. Fará muita falta a nós todos. Deus o receba e dê à família e a todos nós seus amigos e companheiros de jornada conforto e consolação”.

NOTA DE PESAR DO PPS

A direção do PPS/RN comunica, com pesar, aos seus filiados e amigos o falecimento de Alexandre Henrique de Gusmão Gonçalves. Militante que há mais de 20 anos dedicava um tempo importante de sua vida as atividades partidárias. Atualmente era Secretário Geral do Diretório Estadual. Sua precoce partida abalou a todos e provoca uma enorme lacuna nos quadros do PPS. Amigo correto, militante dedicado e sempre presente nas boas lutas. O partido agradece sua lealdade e se une aos seus familiares, amigas e amigos neste momento de dor, saudade e profunda tristeza.

NOTA DE PESAR DO GOVERNO DO RN

O Governo do Estado lamenta, com profundo pesar, o falecimento, na madrugada desta sexta-feira (7), do Subsecretário de Planejamento e Gestão da Secretaria de Estado da Saúde Pública, Alexandre Henrique de Gusmão Gonçalves. Vítima de infarto, o Subsecretário, 46 anos, solteiro, era advogado e exercia o cargo desde agosto deste ano. Antes, foi diretor de Planejamento e Articulação de Políticas da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), em Pernambuco, além de anteriormente já ter trabalhado em outras secretarias do Estado do RN.

Após reforma, Juvino Barreto está acessível para idosos e pessoas com deficiência

Maior símbolo de Natal quando o assunto é atenção a terceira idade, o Instituto Juvino Barreto foi completamente reformado por arquitetos e empresas parceiras, que estão realizando a Mostra Elos no local. Uma das mudanças mais importantes no antigo prédio da entidade é a total acessibilidade do local para idosos e pessoas com deficiência.

“Tivemos uma preocupação especial com essa questão, levando em conta a importância de tornar o abrigo acessível para os próprios idosos que vivem no local. A partir desta reforma, o Juvino Barreto passa a atender a todas as exigências da legislação brasileira em respeito às pessoas da terceira idade e pessoas com deficiência”, disse a arquiteta Danielle Sá, especialista em acessibilidade e diretora da empresa Adapte, responsável pelo projeto.

A Adapte investiu não apenas em equipamentos como, também, em consultoria para todas as demais empresas envolvidas no evento. O objetivo foi exatamente atender às necessidades de locomoção dos idosos. Agora, o Juvino Barreto será uma referência em acessibilidade para Natal.

A Mostra Elos segue até o dia 11 de dezembro e a entrada custa apenas R$ 20,00 ou pode ser em troca de fraldas geriátricas e lençol/toalha na cor branca. O horário de funcionamento é das 15h às 20h de segunda a sexta, sábados e domingos das 10h às 18h.

Volume de chuva registrado nas últimas 24 é maior que média de todo o mês de dezembro

Nesses últimos dias está sendo observada a ocorrência de chuvas de forma isoladas nas diversas regiões do Estado, resultado da atuação do sistema meteorológico transiente, típico para a época, conhecido como Vórtice Ciclônico de Ar Superior (VCAS). Esse sistema, teve origem com a presença de uma frente fria sobre o sul da região Nordeste, forçando o ar a ter uma configuração ciclônica, o que causa instabilidades na borda esquerda do sistema, favorecendo a ocorrência de chuvas.

Com a expansão da umidade da região amazônica em direção ao Nordeste, com as águas do oceano Atlântico mais aquecidas próximo do litoral nordestino e a Zona de Convergência Intertropical mais próxima da região, as chuvas têm ocorrido em praticamente toda a região Nordeste e deverão continuar durante a próxima semana. Para o Rio Grande do Norte, destaca-se nessas últimas 24 horas os volumes de chuva nos municípios de Pedro Avelino (60mm, no mês de dezembro inteiro a média de chuva é de 15mm), Luiz Gomes (40mm), Major Sales (24mm).

Lembrando que para o mês de dezembro as médias pluviométricas são: Região Oeste=22,0mm; Região Central=18,3mm; Região Agreste=14,7mm; região Leste=26,3mm.

De acordo com os modelos de previsão do tempo para os próximos dias as chuvas deverão continuar ocorrendo em todas as regiões do Estado, principalmente nas regiões Oeste e Central.

O boletim completo vai estar disponível no fim da manhã, no site da EMPARN (www.emparn.rn.gov.br), e só acessar Chuvas Diárias.

Paulo Guedes cria secretaria da Previdência e cargo será de Rogério Marinho

Paulo Guedes (esq.) escolheu Rogério Marinho para comandar a Secretaria Especial da Previdência e Emprego: uma sinalização ao mercado (Foto: Sérgio Lima/Poder360)

Poder 360/Fernando Rodrigues

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu mudar a estrutura interna de sua pasta. Em vez de 6 agora serão 7 as Secretarias Especiais.

O novo cargo será chamado Secretaria Especial de Previdência e Emprego (ou Trabalho; o nome ainda está sendo definido). O titular escolhido por Paulo Guedes é o deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN). Será mais 1 tucano no alto escalão econômico do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Mansueto Almeida é próximo do PSDB e ficará em 2019 na Secretaria do Tesouro, função que já ocupa neste momento. O Poder360 apurou que outros tucanos podem ser nomeados para cargos relevantes na administração bolsonarista.

O tucano Marinho, que não conseguiu se reeleger deputado, foi o relator da reforma trabalhista, que flexibilizou em 2017 várias normas da CLT (Consolidação da Leis do Trabalho). Foi execrado por centrais sindicais, mas muito elogiado por empresários.

O Poder360 apurou que a decisão de Guedes foi para sinalizar com clareza ao mercado que a administração de Bolsonaro dará a devida atenção à reforma da Previdência.

Nos últimos dias o presidente eleito e outros integrantes de sua equipe deram declarações desencontradas sobre como seria a mudança no sistema de aposentadorias. Ficou uma dúvida entre agentes econômicos e financeiros sobre a real intenção do próximo governo.

Agora, com Marinho à frente do processo, Paulo Guedes reforça ainda mais o teor liberal do governo a respeito de fazer uma reforma da Previdência para valer. O tucano Marinho demonstrou ao mercado forte convicção a respeito da flexibilização da economia quando comandou a reforma trabalhista.

AIBA COMO FICA A ECONOMIA
Com a escolha de Rogério Marinho, a pasta da Economia terá 7 secretarias especiais. O Poder360 apurou também quem serão os 7 titulares:

Fazenda
Titular: Waldery Rodrigues Júnior
Adjunto: Esteves Colnago
Gestão e Planejamento
Titular: Paulo Uebel
Adjunto: Gleisson Cardoso Rubin
Competitividade e Produtividade (ex-Indústria e Comércio)
Titular: Carlos da Costa
Adjunto: (indefinido)
Comércio Exterior e Assuntos Internacionais
Titular: Marcos Troyjo
Adjunto: (indefinido)
Desestatização e Desimobilização
Titular: Salim Mattar
Adjunto: (indefinido)
Previdência e Emprego
Titular: Rogério Marinho
Adjunto: (indefinido)
Receita Federal
Titular: Marcos Cintra
Adjunto: (indefinido)

Importante ressaltar sobre a secretaria nº 5 acima: Paulo Guedes tem dito que o nome correto é Desestatização e Desimobilização. “É que vamos ‘desmobilizar’ ativos, vender imóveis e participações que o governo tem em empresas“, explica. Em algumas publicações da mídia, o nome dessa secretaria apareceu erradamente, nos últimos dias, como “desmobilização”.

COMO É O PAPEL DOS ADJUNTOS
Paulo Guedes está nomeando pessoas novas para suas 7 secretarias especiais, mas diz a interlocutores estar tendo o cuidado de trazer os que chama de “diretores adjuntos”. São profissionais já com experiência anterior na máquina pública para ajudar os novatos titulares.

Esse é o caso, por exemplo, de Waldery Rodrigues Júnior, que será secretário Especial da Fazenda. Engenheiro formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Waldery fez doutorado em economia pela Universidade de Brasília (UnB), mas nunca comandou algum órgão do alto escalão federal.

Para que a Secretaria Especial da Fazenda não comece em 2019 sem pessoas com memória do passado recente da administração pública, Paulo Guedes convidou o atual ministro do Planejamento, Esteves Colnago, para ser adjunto de Waldery.

Essa estratégia se repetirá na formação de todas as 7 secretarias especiais de Paulo Guedes, cujos comandos definitivos devem ser anunciados até semana que vem. Guedes se recupera de uma forte infecção viral na garganta que o deixou acamado nos últimos dias, no Rio, onde vive.

CINTRA FICOU COM O FISCO
O economista Marcos Cintra, da FGV de São Paulo, continua indicado para comandar a Secretaria Especial da Receita Federal, dentro do Ministério da Economia. Mas será aliviado de cuidar dos assuntos de Previdência e atribuições do antigo Ministério do Trabalho.

Cintra, que está no exterior, foi informado por Paulo Guedes sobre a alteração. Ficou 1 pouco chateado ao saber. Já estava se preparando para comandar uma super secretaria. Foi convencido de que ficaria sobrecarregado com muita concentração de funções. Acabou concordando com a desidratação de seu cargo.

O futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também foi consultado por Paulo Guedes a respeito da ida do deputado federal Rogério Marinho para a Previdência. Onyx disse concordar com a indicação.

Nesta 6ª feira (7.dez.2018), Guedes deve finalizar a estrutura de sua pasta e tratar do tema diretamente com Jair Bolsonaro.

O anúncio formal das 7 secretarias pode ser feito ainda nesta 6ª feira.

São Paulo do Potengi: Câmara Municipal entrega novas instalações hoje (07)

Às 19h desta sexta-feira, 07, a Câmara Municipal de São Paulo do Potengi realizará sessão solene de entrega das novas instalações do Palácio do Povo, com a entrega dos Gabinetes Parlamentares e do Sistema Informatizado de Gestão Legislativa.

Na sessão de ontem, quinta-feira, foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo N° 001/2018 que denomina o Salão Nobre, Galeria de Gabinete, Galeria Histórica da Câmara e dá outras providências.

O Salão Nobre da casa terá como homenageado “Vereador Pedro Marques de Araújo”; Galeria dos Gabinetes “Vereador José Cassimiro Sobrinho”; Galeria Histórica “Vereador Manoel Cassimiro de Farias” e o Posto Avançado de Atendimento ao Cidadão “Vereador Silvestre Azevedo”.

O evento é a aberto para a população!

Ex-secretário do governo de Fernando Freire que estava foragido é preso em Brasília

Uma ação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) prendeu em Brasília o ex-chefe de Gabinete da Governadoria do Estado Aristides Siqueira Neto. Ele é condenado a sete anos, nove meses e dez dias de reclusão pelo crime de peculato. Aristides Siqueira foi auxiliar de Fernando Antônio da Câmara Freire quando ele foi vice-governador e governador.

Aristides Siqueira Neto era considerado foragido e foi localizado após uma denúncia dando conta do paradeiro dele. As informações foram checadas e o MPDFT cumpriu o mandado de prisão na terça-feira, 4, com o apoio da Polícia Civil do DF.

Em abril de 2014, Freire e Siqueira foram condenados seis anos e seis meses de reclusão pelo crime de peculato (subtração ou desvio de dinheiro público). O MPRN apelou da decisão e em 2016 a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte determinou a ampliação da pena dos dois para sete anos, nove meses e dez dias de prisão. O esquema fraudulento praticado por eles ficou conhecido como a ‘Máfia dos Gafanhotos’.

Fernando Freire, Aristides Siqueira e outros envolvidos foram condenados por crimes de peculato porque realizaram o desvio de dinheiro público para a concessão fraudulenta de gratificações por meio do pagamento de cheques salário.

No caso investigado pelo MPRN, Aristides Siqueira atuava como indicador dos beneficiários e como sendo um deles. A movimentação bancária de Aristides em 2002 aponta um elevado número de depósitos recebidos, sempre por meio de cheques ou de dinheiro em espécie.

Agora RN

PT pede à PGR que investigue Flávio e Michelle Bolsonaro

© José Cruz/Agência Brasil

MÔNICA BERGAMO – SÃO PAULO, SP – Os deputados Paulo Pimenta (PT-RS) e Paulo Teixeira (PT-SP) propuseram nesta quinta (6) à PGR (Procuradoria-Geral da República) uma representação criminal contra o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho de Jair Bolsonaro que foi eleito senador, e Michelle Bolsonaro, mulher do presidente eleito e futura primeira-dama do país.

Eles pedem que a procuradora-geral Raquel Dodge aprofunde investigações “acerca da origem e destinação” de R$ 1,2 milhão que foram movimentados por um ex-assessor e motorista de Flávio Bolsonaro, o PM Fabrício José Carlos de Queiroz.

As atividades financeiras do ex-funcionário foram relatadas pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), que as considerou atípicas e incompatíveis com os rendimentos oficiais e as atividades profissionais do policial.

Uma das transações de Queiroz citadas pelo Coaf é um cheque de R$ 24 mil destinado a Michelle Bolsonaro.

O motorista do filho de Bolsonaro fez ainda saques em dinheiro que chegaram a R$ 320 mil no período de um ano. Do total, R$ 159 mil foram sacados de uma agência bancária que fica no prédio da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

O caso foi revelado nesta quinta (6) pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O documento do Coaf foi anexado a uma investigação que deu origem à Operação Furna da Onça, realizada no mês passado e que levou dez deputados estaduais e seis funcionários da Alerj à prisão, acusados de receber um “mensalinho” num esquema de corrupção.

“Esses valores [que passaram pela conta do ex-motorista de Flávio Bolsonaro] não era um mensalinho? Era o quê?”, questiona o deputado Paulo Pimenta. Na representação, ele pede que seja apurada a participação de Flávio Bolsonaro e de Michelle Bolsonaro “em possíveis ilícitos criminais”. Com informações da Folhapress.

‘Bolsonaro só venceu porque não correu contra mim’, diz Lula

'Bolsonaro só venceu porque não correu contra mim', diz Lula

Em sua primeira entrevista da cadeia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que Jair Bolsonaro só foi eleito porque não concorreu contra ele.

O líder petista cumpre pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro desde 7 de abril, em Curitiba, e foi declarado inelegível com base na Lei da Ficha Limpa, sendo substituído pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

Também impedido de ser entrevistado pessoalmente na cadeia, Lula respondeu a perguntas da emissora britânica “BBC” por meio de cartas, para um documentário sobre os últimos anos do Brasil que estreará em janeiro de 2019.

“Bolsonaro só venceu porque não correu contra mim”, disse o ex-presidente na entrevista, feita por intermédio do jornalista Kennedy Alencar, seu ex-assessor. Em seu perfil no Twitter, Bolsonaro ironizou a declaração. “Só não concorri com Lula porque ele está preso, condenado por corrupção”, escreveu o presidente eleito.

Na entrevista à “BBC”, o petista repetiu que o juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, “fez política e agora se beneficia disso”. “Estou preso sem motivo”, garantiu.

O ex-presidente foi sentenciado a 12 anos e um mês de prisão, acusado de receber R$ 2,2 milhões em propina da OAS por meio de um triplex no Guarujá (SP), mas nega ser proprietário do imóvel, que já foi leiloado pela Justiça. (ANSA).