Dia: 7 de outubro de 2018

Amoêdo diz que diretório decidirá apoio no 2º turno, mas que não será ao PT

Candidato do Novo após resultado do 1°turno da eleição — Foto: Reprodução/TVGlobo

O candidato à Presidência João Amoêdo (Novo) fez uma avaliação positiva do seu desempenho na eleição em entrevista logo após o resultado do primeiro turno, em que obteve 2,51% dos votos válidos.

Ao ser questionado sobre apoio para o segundo turno, entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), Amoedo disse que essa será uma discussão do diretório nacional do partido, mas adiantou quem ele acredita que o partido não vai apoiar Haddad.

“Certamente a gente já pode adiantar que não vai apoiar o PT. Mas a discussão se existirá ou não um apoio ao Bolsonaro nós ainda vamos decidir. Algo que a gente sempre falou é que a gente apoia ideias e práticas. O que nós sempre buscamos no Novo é a coêrencia”, disse.

De acordo com o candidato, o partido tem apenas três anos de existência e conseguiu o quinto lugar na disputa deixando para trás candidaturas consolidadas e partidos tradicionais no país.

Com 99% dos votos apurados, o candidato tinha 2.678.366 dos votos e ficou na frente de Marina Silva, Alvaro Dias e Henrique Meirelles (veja a apuração completa).

Amoedo destacou ainda o resultado que o partido conseguiu em Minas Gerais, onde o candidato Romeu Zema vai disputar o segundo turno contra Antonio Anastasia (PSDB).

“De fato, a eleição superou todas as nossas expectativas e, o mais importante, mostramos que dá para fazer alguma coisa diferente em política no Brasil. Então, foi muito bom e a gente termina muito feliz”, disse

Blog do Lucas Tavares trás informações sobre as eleições em São Paulo do Potengi

O Blog do Lucas Tavares trás nesta segunda-feira, 08, os resultados das eleições 2018 de São Paulo do Potengi, Santa Maria, São Pedro e Riachuelo, ambas as cidades fazem parte da 08 Zona Eleitoral.

Iremos trazer todos os detalhes da votação das respectivas cidades.

ELEIÇÕES 2018: Vejam quem são os oito deputados federais eleitos do RN

Com o percentual de mais de 98% das urnas apuradas, já está definida a nova bancada federal do Rio Grande do Norte na Câmara dos Deputados para a legislatura que se inicia em 2019. Foram eleitos oito deputados federais, sendo três de reeleição e cinco novos nomes, o que significa uma renovação de mais de 50%.

Foram eleitos

Coligação Trabalho e Superação I:
Benes Leocádio
João Maia
Rafael Motta
Fábio Faria

Do Lado Certo:
Natália Bonavides
Fernando Mineiro

100% RN:
Walter Alves

Renova RN 1:
General Girão

Ficaram como suplentes

Coligação Trabalho e Superação I:
1º Suplente: Carla Dickson
2º Suplente: Rogério Marinho

Do Lado Certo:
1º Suplente: Caramuru Paiva
2º Suplente: Garibalde Leite

100% RN:
1º Suplente: Beto Rosado
2º Suplente: José Agripino

Renova RN I:
1º Suplente: Lawrence Amorim
2º Suplente: Salismar

Atual bancada

Só conseguiram renovar o mandato os deputados federais Walter Alves, Rafael Motta e Fábio Faria. Os demais nomes da atual bancada não concorreram ou perderam o pleito.

Zenaide Maia não concorreu para disputar o cargo ao Senado Federal, cargo que conseguiu se eleger.

Beto Rosado, que tentava reeleição, não conseguiu se eleger pela Coligação 100% RN, ficando apenas na primeira suplência.

O deputado Antônio Jácome não disputou a reeleição. Optou por disputar o cargo de senador, mas ficou longe de se eleger.

O deputado Rogério Marinho tentou a reeleição, mas ficou apenas na segunda suplência da coligação Coligação Trabalho e Superação I.

O deputado Felipe Maia desistiu de concorrer ao pleito para abrir a vaga na disputa para o pai José Agripino Maia.

ELEIÇÕES 2018: Veja quem são os 24 deputados estaduais eleitos no pleito deste ano

Com praticamente 100% das urnas apuradas, já está definida a nova bancada da Assembleia Legislativa eleita nas eleições desse ano.

Foram eleitos

Coligação Trabalho e Superação II elegeu 9 deputados:
Ezequiel Ferreira
Gustavo Carvalho
Tomba Farias
Galeno Torquato
George Soares
Raimundo Fernandes
Vivaldo Costa
Albert Dickson
José Dias

Coligação 100% RN II elegeu 3 deputados:
Nélter Queiroz
Hermano Morais
Getúlio Rêgo

Coligação do Lado Certo elegeu 3 deputados:
Isolda Dantas
Souza Neto
Francisco do PT

Coligação Avança RN 1 elegeu 2 deputados:
Eudiane Macedo
Ubaldo Fernandes

Coligação Renova RN II elegeu 2 deputados:
Kelps Lima
Allyson Bezerra

Coligação Renova RN III elegeu 2 deputados:
Cristiane Dantas
Coronel Azevedo

Coligação Trabalho e Superação III elegeu 2 deputados:
Doutor Bernardo
Kleber Rodrigues

Partido PSOL elegeu 1 deputado:
Sandro Pimentel

Blog do BG

ELEIÇÕES 2018: Fátima Bezerra e Carlos Eduardo disputam segundo turno

Os candidatos Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo (PDT) seguem para o segundo turno na disputa ao governo do Rio Grande do Norte, de acordo com as apurações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas urnas do estado. Confira a apuração em tempo real (aqui). Com 96% das urnas apuradas, Fátima tem 45,86% dos votos válidos e Carlos Eduardo, 32,66%.

Oito candidatos concorreram ao governo do RN no primeiro turno das eleições 2018. Entre eles, o atual governador do estado, Robinson Faria (PSD), que ficou em terceiro lugar nas votações e ficou fora da disputa.

Fátima já era apontada pelas pesquisas Ibope como a líder das intenções de voto, inclusive no último sábado (6), com 45% dos votos válidos. Atualmente ela ocupa o cargo de senadora, conquistado em 2014. Se eleita, vai ocupar pela primeira vez um cargo do Poder Executivo. Professora e sindicalista, Fátima entrou na carreira político-eleitoral em 1994, como deputada estadual. Foi reeleita uma vez e, antes de chegar ao Senado, cumpriu três mandatos na Câmara Federal.

Carlos Eduardo também era apontado pelas pesquisas para o segundo turno, com expectativa de 32% dos votos válidos. Ele já foi prefeito de Natal por quatro vezes e deixou a chefia do Poder Executivo em abril deste ano para concorrer ao governo do estado. Ele começou na vida política como deputado estadual em 1986, ocupando o cargo por quatro mandatos consecutivos. Também foi secretário de estado.

G1

Fora do segundo turno, Marina diz que fará oposição ao presidente que for eleito

A candidata da Rede, Marina Silva (Rede) afirmou após a confirmação do resultado do primeiro turno da eleição presidencial que estará na oposição “independentemente de quem seja o vencedor”.

O segundo turno será disputado por Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Indagada se apoiará um dos dois, afirmou que ainda discutirá o assunto com os correligionários da Rede.

Marina Silva, que obteve mais de 22 milhões de votos como terceira colocada na eleição presidencial de 2014, terminou o primeiro turno deste ano em oitavo lugar, com pouco mais de 1 milhão.

“Independentemente de quem seja o vencedor, nós estaremos na oposição. O Brasil vai precisar de uma oposição democrática. Podemos assegurar: estaremos na oposição porque é a única forma de quebrar o ciclo vicioso”, declarou.

Esta é a terceira vez consecutiva que Marina Silva sai derrotada de uma eleição presidencial. Em 2014, quando era filiada ao PSB, a ex-senadora ficou em terceiro lugar no primeiro turno. A mesma posição que alcançou no pleito de 2010, quando disputou pelo PV.

O Globo